s
Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

O potencial dos microinfluenciadores
O potencial dos microinfluenciadores
O potencial das personalidades digitais para as marcas ...

Ver mais

Café Brasil 930 – A Escolha de Sofia
Café Brasil 930 – A Escolha de Sofia
Tomar decisões é uma parte essencial do dia a dia, ...

Ver mais

Café Brasil 929 – Desobediência Civil
Café Brasil 929 – Desobediência Civil
O livro "Desobediência Civil" de Henry David Thoreau é ...

Ver mais

Café Brasil 928 – Preguiça Intelectual
Café Brasil 928 – Preguiça Intelectual
Láááááááá em 2004 eu lancei meu livro Brasileiros ...

Ver mais

Café Brasil 927 – Quando a água baixar
Café Brasil 927 – Quando a água baixar
A história de Frodo Bolseiro em "O Senhor dos Anéis" ...

Ver mais

LíderCast 324 – Cristiano Corrêa
LíderCast 324 – Cristiano Corrêa
Hoje trazemos Cristiano Corrêa, um especialista no ...

Ver mais

LíderCast 323 – Sérgio Molina
LíderCast 323 – Sérgio Molina
O convidado de hoje é Sérgio Molina, – atual CEO do ...

Ver mais

LíderCast 322 – Rodrigo Rezende
LíderCast 322 – Rodrigo Rezende
Rodrigo Rezende, carioca, empreendedor raiz, um dos ...

Ver mais

LíderCast 321 – Rafael Cortez
LíderCast 321 – Rafael Cortez
Tá no ar o #LC321 O convidado de hoje é Rafael Cortez, ...

Ver mais

Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola, ...

Ver mais

Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live inaugural da série Café Com Leite Na Escola, ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial   “O capitalismo é, essencialmente, um processo de mudança econômica (endógena). O capitalismo só pode sobreviver na ...

Ver mais

Inteligência de mercado (Business intelligence)
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A importância da inteligência de mercado[1] Considerações iniciais Este artigo tem por objetivo ressaltar a importância da inteligência de mercado no competitivo mundo contemporâneo, por se ...

Ver mais

Americanah
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Americanah   “O identitarismo tem duas dimensões, uma dimensão intelectual e uma dimensão política, que estão profundamente articuladas, integradas. A dimensão intelectual é resultado ...

Ver mais

A tragédia e o princípio da subsidiariedade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A tragédia e o princípio da subsidiariedade “Ações que se limitam às respostas de emergência em situações de crise não são suficiente. Eventos como esse – cada vez mais comuns por ...

Ver mais

Cafezinho 627 – O Pum da Vaca
Cafezinho 627 – O Pum da Vaca
O físico Richard Feynman tem uma frase ótima: "A ...

Ver mais

Cafezinho 626 – A Globo já era?
Cafezinho 626 – A Globo já era?
A internet mudou tudo. Ela acabou com os ...

Ver mais

Cafezinho 625 – Fake news que matam
Cafezinho 625 – Fake news que matam
Há tempos eu digo que saímos da Sociedade da Informação ...

Ver mais

Cafezinho 624 – Desastres não naturais
Cafezinho 624 – Desastres não naturais
Ao longo dos anos, o Brasil experimentou uma variedade ...

Ver mais

Café Brasil 860 – Liberdade, igualdade, fraternidade

Café Brasil 860 – Liberdade, igualdade, fraternidade

Luciano Pires -

Então, chega mais! Eu quero fazer uma perguntinha pra você: você quer pegar seu carro, moto ou caminhão e chegar com muito mais tranquilidade e conforto onde quiser? Então escuta essa aqui, ó:  com a Nakata você chega muito mais longe! Porque a Nakata é a marca líder em suspensão que garante a qualidade das peças do seu veículo, pra chegar sempre mais longe.

Tudo para você seguir o seu caminho com mais segurança. Quer chegar sempre numa boa, hein?

Então, não esqueça, quando chegar lá no seu mecânico de confiança para uma revisão ou quando precisar daquele reparo, peça Nakata. Seu mecânico sabe das coisas e com Nakata na mão, ele vai te ajudar a chegar ainda mais longe.

Porque só com a Nakata a gente sabe: é tudo azul pela frente.

Chega mais! Em nakata.com.br.

Quem há de ser contra os ideais de liberdade, igualdade e fraternidade, hein? Quem é que não quer uma sociedade mais justa, igualitária e amorosa? Quem é que não luta pela democracia? Cara, todo mundo quer, não é? E tem uns que querem tanto, mas tanto, mas tanto, que não pensam duas vezes antes de matar por amor. O episódio de hoje tem os pés na revolução francesa e a cabeça… bom você decide.

Bom dia, boa tarde, boa noite. Você está no Café Brasil e eu sou o Luciano Pires. Posso entrar?

“Bom dia, boa tarde, boa noite, Luciano, tudo bem? Meu nome é Raphael Rodrigues, falo aqui de Belo Horizonte, na verdade, falo agora no meio de uma estrada de terra no sul de Minas, um pouco perdido, por causa de bloqueio de estradas.

Acabei de escutar o podsumário Antifrágil e a forma como ele encerrou, eu me enxerguei exatamente nessa situação, que é, basicamente, dizendo que se você souber exatamente como será o seu dia, você já está meio morto ou totalmente morto.

E eu escutei isso numa estrada de terra, perdido, perdido entre aspas, eu sei mais ou menos pra onde eu estou indo, mas não sei muito bem aonde que vai, qual estrada que vai dar. E eu estou me divertindo muito, com a situação, porque eu estou indo agora encontrar com um cliente, pra alguns projetos futuros, que ainda estão sendo desenvolvidos, e eu enxerguei exatamente isso.

Fico muito feliz por poder acompanhar o seu trabalho, agradeço imensamente todo o trabalho que você vem desenvolvendo e, especialmente, por todas as iscas que você joga pra gente.

Estou fazendo agora os cursos no Café Brasil Premium, estou achando isso…todo conteúdo excelente, e gostaria mesmo de agradecer por tudo, viu?

Um grande abraço pra você, tudo bom e continue fazendo esse excelente trabalho que você vem fazendo.”

Grande Raphael, que legal imaginar você dirigindo aí, pelos interiores de Minas, perdido ao som do Café Brasil, rarararra. Olha, muito obrigado por participar com a gente desta jornada. Você optou por assinar e fazer os cursos, assim consome o conteúdo de primeira e nos ajuda a manter este programa no ar! Muito obrigado mesmo. Olha: e você aí que está ouvindo a gente, hein? Tá esperando o que pra fazer que nem o Raphael? Pula pro barco, cara? Acesse  canalcafebrasil.com.br e escolha um plano e vem com a gente. canalcafebrasil.com.br.

Vamos ver se você concorda com estas ideias:

Igualdade: temos de lutar pela igualdade política e social, defendendo a ideia de que todos os cidadãos são iguais perante a lei e devem ter os mesmos direitos e oportunidades. Concorda? Quem não, né?

Laicismo: temos de promover a separação entre a igreja e o estado. Isso significa que o Estado não deve ter uma religião oficial ou favorecer uma religião específica, e as instituições religiosas não devem interferir nas questões políticas. Concorda?

Nacionalismo: temos de buscar a unificação da país e a promoção dos interesses nacionais. Concorda?

Democracia: temos de lutar pela representação popular e pela proteção da república garantindo direitos individuais, como liberdade de expressão e de associação, e protegendo minorias contra a opressão da maioria. Concorda?

Ação política: temos de promover os ideais de participação cidadã e luta pelos interesses populares. Concorda?

Como não concordar, hein? Deixa só eu recapitular: lutar pela igualdade, promover o laicismo, a igreja separada do estado, ser nacionalista, lutar pela democracia e pela ação política dos cidadãos. Não é num país assim que você quer viver, hein? Eu também quero, e acho que esses ideais estão presentes na mente de qualquer brasileiro são.

O problema, meu caro, é como fazer isso.

Você ouviu um trecho do filme Casablanca, de 1942.

É talvez um dos momentos mais emocionantes da história do cinema. A cena se passa no bar “Rick’s Café Américain”, um popular ponto de encontro para expatriados, turistas e a alta sociedade de Casablanca durante a Segunda Guerra Mundial. Enquanto soldados nazistas começam a entoar um hino patriótico alemão, um dos líderes da resistência tcheca, corre aos músicos e pede que toquem a Marselhesa.

Rapidamente todos os exilados, expatriados e amantes da liberdade, em coro, emudecem os soldados de Hitler.

Essa cena é uma ode à liberdade, à igualdade e fraternidade, usando um hino: a Marselhesa, que foi composta durante a Revolução Francesa, em 1792 e rapidamente se tornou um hino popular entre os soldados franceses.

A letra da “Marselhesa” chama a nação francesa para a guerra contra seus inimigos e expressa o espírito revolucionário da época, incluindo a defesa da liberdade, da igualdade e da fraternidade. A canção tornou-se emblemática da luta pela liberdade e é frequentemente associada com movimentos políticos e revoluções ao redor do mundo.

Cara: toda vez que ouço a Marselhesa, sinto um arrepio:

Liberdade, igualdade e fraternidade… não importa que liberdade com igualdade não deu certo.  Quem não quer, hein? Todo mundo quer…

Mas…

Durante a Revolução Francesa, mais precisamente em 1789, um grupo se formou a partir de membros da Sociedade dos Amigos da Constituição, uma organização política criada para discutir questões relacionadas à elaboração da Constituição Francesa. A sede do grupo era na igreja de São Jacob, em Paris, e é a partir daí que os membros do grupo adotaram o nome de “jacobinos”.

Em 1792, os jacobinos ajudaram a derrubar a monarquia e estabeleceram a Primeira República Francesa. A Convenção Nacional, criada para substituir a Assembléia Nacional, tornou-se o poder político central da França e Maximilien Robespierre, um líder jacobino, emergiu como a figura dominante da política francesa.

Os jacobinos defendiam lutar pela igualdade, promover o laicismo, ser nacionalista, lutar pela democracia e pela ação política dos cidadãos. Ficaram conhecidos por suas ideias progressistas e liberais, defendendo a igualdade política, a abolição da nobreza e a liberdade religiosa.

Tudo muito lindo e cheio de amor. Até que os caras começaram a forçar a barra…

Sim, os ideais dos jacobinos, no papel, eram os mesmos que os nossos: liberdade, igualdade e fraternidade. Não é lindo, hein? Mas para conquistá-los eles apelaram para o uso da violência e da força, tornando-se um exemplo de radicalismo político e liderança autoritária.

Os jacobinos instauraram uma ditadura política, com Robespierre e outros líderes jacobinos exercendo poder absoluto. E logo começaram a perseguir os inimigos.

Os jacobinos implementaram a política de “Terror Vermelho” e usaram a guilhotina de maneira sistemática para executar oponentes políticos, nobres e outros considerados inimigos da Revolução. Estima-se que entre 1793 e 1794 cerca de 16 mil pessoas tenham sido guilhotinadas em toda a França, incluindo não apenas os oponentes políticos, mas também pessoas acusadas de traição, espionagem e outros crimes.

Como resultado das ações, veio a supressão de liberdades civis. Coisas como liberdade de expressão, reunião pacífica e de imprensa, foram suprimidas. Os jacobinos usaram a polícia secreta para perseguir oponentes políticos.

Eles implementaram o Culto à Razão, um movimento que promovia a razão e a secularização como uma forma de superar a influência da Igreja Católica.

Também lançaram mão da expropriação de propriedade privada, confiscando propriedades de nobres, Igrejas e outros grupos privilegiados e as redistribuindo para a população.

Você entendeu, hein? Os jacobinos queriam liberdade, igualdade e fraternidade, com tiro, porrada e bomba. Ah, e cabeças rolando.

Estes exemplos mostram o quanto os jacobinos eram radicais em suas crenças e ações políticas durante a Revolução Francesa. O legado dos jacobinos é amplo e controvertido, e sua influência ainda é sentida até os dias de hoje. Alguns dos mais significativos aspectos do legado dos jacobinos incluem:

A luta pela igualdade: Os jacobinos foram conhecidos por sua luta pela igualdade política e social, e suas ações ajudaram a inspirar movimentos de liberdade e igualdade em todo o mundo.

Ditadura do partido único: A ditadura dos jacobinos é vista como um exemplo de liderança autoritária e supressão de liberdades civis, e tem sido frequentemente citada como um alerta contra o autoritarismo em regimes políticos.

Implementação da guilhotina: A guilhotina é associada aos jacobinos como um símbolo de sua política de terror, e ainda é amplamente associada à Revolução Francesa e ao uso da força para impor ideias políticas.

Secularização: O culto à razão, com a separação da Igreja e do Estado, implementado pelos jacobinos foi amplamente visto como um passo importante na secularização da França e do mundo ocidental e tem sido uma influência na luta por liberdades religiosas em todo o mundo.

Revolução Social: A Revolução Francesa e o papel dos jacobinos na queda da monarquia e na instauração da Primeira República Francesa são vistos como uma revolução social importante, e têm sido influentes na formação de outros movimentos sociais e políticos.

Você entendeu, hein? Dependendo do ângulo que você olha, dá para achar que os jacobinos foram uns caras legais… ou então, monstros. Quem contar a história é que vai criar narrativas que sejam boas para suas intenções. O legado dos jacobinos é amplo e diverso, e inclui tanto lutas pelo bem social quanto ações autoritárias e violentas.

É claro que a nobreza e toda a sociedade se incomodaram com o regime de terror jacobino, e começaram um movimento para retirá-los do poder, que culminou com um golpe político em 1794. Maximilien Robespierre morreu guilhotinado em 28 de julho de 1794 em Paris. Ele foi preso juntamente com outros líderes jacobinos após o golpe liderado por seus adversários políticos.

Robespierre e seus aliados foram executados sem um julgamento formal. Sua morte foi um momento decisivo na história da Revolução Francesa, pois marcou o fim do regime jacobino e o início do Diretório, um período de estabilidade política relativa.

E o que veio na sequência? A ascensão de Napoleão Bonaparte, que começou sua carreira política com certa afinidade com os jacobinos, mas acabou se afastando de seus ideais e representando um poder central autoritário.

Você entendeu, hein? 16 mil cabeças e um período de terror depois, a Revolução Francesa e o radicalismo dos jacobinos terminou dando exatamente naquilo que eles diziam combater: um líder central forte e autoritário, com imenso poder militar e sanha de imperador.

O resto é história

Em resumo: o legado da Revolução Francesa é uma mistura de impactos positivos e negativos. Embora tenha popularizado ideais democráticos e abolido a nobreza, também foi marcada por intensa violência e instabilidade política, além de ter conduzido a um poder central autoritário. E o que fica para a história é que é possível, em nome de ideais nobres como liberdade, igualdade e fraternidade, praticar-se as maiores atrocidades. A história está repleta de exemplos de como tiranias se estabeleceram usando nomes fofos para mascarar seu ódio e violência.

Os termos “democracia” e “liberdade”, têm sido utilizados, ao longo da história, como armas políticas com líderes ou grupos políticos invocando-os para justificar ações autoritárias ou antiéticas. E o resultado disso são regimes não democráticos.

O totalitarismo, por exemplo, que é um sistema político em que o Estado controla todos os aspectos da vida pública e privada dos cidadãos, limitando as liberdades individuais e a democracia. Em um regime totalitário, um partido político, líder ou grupo de pessoas detém o poder absoluto e exerce controle total sobre as instituições do Estado, a mídia, a economia e a sociedade em geral. O totalitarismo é caracterizado por propaganda, vigilância constante, perseguição a dissidentes e oponentes políticos, e uma cultura de medo e conformismo. Em suma, o totalitarismo é uma forma de governo autoritário que busca controlar todos os aspectos da vida das pessoas e limitar ou suprimir completamente a liberdade e a democracia.

O outro risco é surgir o autoritarismo, que é um sistema político em que o poder é concentrado em mãos de uma única pessoa ou grupo, que governa sem seguir princípios democráticos e sem se submeter a controle externo. Em um regime autoritário, as liberdades individuais e a democracia são limitadas, e as instituições do Estado são controladas de maneira centralizada. O autoritarismo pode ser caracterizado por propaganda, repressão a dissidentes e oponentes políticos, e um sistema eleitoral que não permite a alternância pacífica do poder.

Revolution
John Lennon
Paul McCartney

You say you want a revolution
Well you know
We all want to change the world

You tell me that it’s evolution
Well you know
We all want to change the world

But when you talk about destruction
Don’t you know you can count me out

Don’t you know it’s gonna be alright
Alright
Alright

You say you got a real solution
Well you know
We’d all love to see the plan

You ask me for a contribution
Well you know
We’re doing what we can

But when you want money
for people with minds that hate

All I can tell you is
Brother, you have to wait

Don’t you know it’s gonna be alright
Alright
Alright

You say you’ll change the constitution
Well you know
We all want to change your head

You tell me it’s the institution
Well you know
You better free your mind instead

But if you go carrying pictures of chairman mao
You ain’t going to make it with anyone anyhow

Don’t you know it’s gonna be alright
Alright
Alright

Revolução

Você diz que quer uma revolução
Bem, você sabe
Todos nós queremos mudar o mundo

Você me diz que isto é evolução
Bem, você sabe
Todos nós queremos mudar o mundo

Mas quando você fala de destruição
Saiba que não pode contar comigo
Fique sabendo que vai dar tudo certo
Tudo certo
Tudo certo

Você diz que tem uma solução verdadeira
Bem, você sabe
Nós queremos muito saber do seu plano

Você me pede uma contribuição
Bem, você sabe
Estamos fazendo o que podemos

Mas quando você quer dinheiro
Para quem prega o ódio
Tudo o que posso dizer é
Irmão, você tem que esperar

Fique sabendo que vai dar tudo certo
Tudo certo
Tudo certo

Você diz que vai mudar a Constituição
Bem, você sabe
Todos nós queremos mudar a sua cabeça

Você me diz que é o establishment
Bem, você sabe
É melhor você abrir a sua mente

Mas se você ficar carregando fotos do Presidente Mao
Você não vai fazer ninguém aderir de jeito nenhum

Fique sabendo que vai dar tudo certo
Tudo certo
Tudo certo

Que tal então a gente ir caminhando pro fim, ao som de Revolution, dos Beatles, numa versão que você provavelmente nunca ouviu, com o grupo folk norte americano The Brothers Four, que vamos saindo assim, pensativos.

John Lennon escreveu essa canção inspirado por protestos políticos no início de 1968, expressando simpatia com a necessidade de mudança social, mas também dúvidas em relação às táticas violentas defendidas por membros das organizações militantes.

Sacou? A história se repete em ciclos.

A história mostra o que acontece quando gente poderosa, com um discurso cheio de boas intenções, se acha capaz de determinar como você deve viver a sua vida, o que você pode dizer, onde você pode ir, o que você pode consumir. Tudo em nome da liberdade, igualdade e fraternidade. Olha: cuidado para não perder a cabeça, viu?

O Café Brasil é produzido por quatro pessoas. Eu, Luciano Pires, na direção e apresentação, Lalá Moreira na técnica, Ciça Camargo na produção e, é claro, você aí, que completa o ciclo.

De onde veio este programa tem muito mais, acesse canalcafebrasil.com.br e torne-se um assinante. Além de conteúdo original e provocativo, você vai nos ajudar na independência criativa, a levar conteúdo para muito mais gente.

E se você gosta de podcast, do Café Brasil, imagine então uma palestra ao vivo. E eu já tenho mais de 1000 no currículo. Conheça os temas que eu abordo em lucianopires.com.br.

Mande um comentário de voz pelo WhatSapp no 11 96429 4746. E também estamos no Telegram, com o grupo Café Brasil.

Para terminar, uma frase de Robespierre

O segredo da liberdade está em educar as pessoas, enquanto o segredo da tirania está em mantê-las ignorantes.