s
Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Encontro Roberto Motta e Luciano Pires
Encontro Roberto Motta e Luciano Pires
Roberto Motta e Luciano Pires numa manhã de conversas ...

Ver mais

Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
A Declaração de Independência dos Estados Unidos foi um ...

Ver mais

Café Brasil 930 – A Escolha de Sofia
Café Brasil 930 – A Escolha de Sofia
Tomar decisões é uma parte essencial do dia a dia, ...

Ver mais

Café Brasil 929 – Desobediência Civil
Café Brasil 929 – Desobediência Civil
O livro "Desobediência Civil" de Henry David Thoreau é ...

Ver mais

Café Brasil 928 – Preguiça Intelectual
Café Brasil 928 – Preguiça Intelectual
Láááááááá em 2004 eu lancei meu livro Brasileiros ...

Ver mais

LíderCast 325 – Arthur Igreja
LíderCast 325 – Arthur Igreja
O convidado de hoje é Arthur Igreja, autor do ...

Ver mais

LíderCast 324 – Cristiano Corrêa
LíderCast 324 – Cristiano Corrêa
Hoje trazemos Cristiano Corrêa, um especialista no ...

Ver mais

LíderCast 323 – Sérgio Molina
LíderCast 323 – Sérgio Molina
O convidado de hoje é Sérgio Molina, – atual CEO do ...

Ver mais

LíderCast 322 – Rodrigo Rezende
LíderCast 322 – Rodrigo Rezende
Rodrigo Rezende, carioca, empreendedor raiz, um dos ...

Ver mais

Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola, ...

Ver mais

Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live inaugural da série Café Com Leite Na Escola, ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Protagonismo das economias asiáticas
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Protagonismo das economias asiáticas   “Os eleitores da Índia − muitos deles pobres, com baixa escolaridade e vulneráveis, sendo que um em cada quatro é analfabeto − votaram a favor de ...

Ver mais

Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial   “O capitalismo é, essencialmente, um processo de mudança econômica (endógena). O capitalismo só pode sobreviver na ...

Ver mais

Inteligência de mercado (Business intelligence)
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A importância da inteligência de mercado[1] Considerações iniciais Este artigo tem por objetivo ressaltar a importância da inteligência de mercado no competitivo mundo contemporâneo, por se ...

Ver mais

Americanah
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Americanah   “O identitarismo tem duas dimensões, uma dimensão intelectual e uma dimensão política, que estão profundamente articuladas, integradas. A dimensão intelectual é resultado ...

Ver mais

Cafezinho 628 – Crimes de Honra
Cafezinho 628 – Crimes de Honra
A Corte Constitucional da França recentemente declarou ...

Ver mais

Cafezinho 627 – O Pum da Vaca
Cafezinho 627 – O Pum da Vaca
O físico Richard Feynman tem uma frase ótima: "A ...

Ver mais

Cafezinho 626 – A Globo já era?
Cafezinho 626 – A Globo já era?
A internet mudou tudo. Ela acabou com os ...

Ver mais

Cafezinho 625 – Fake news que matam
Cafezinho 625 – Fake news que matam
Há tempos eu digo que saímos da Sociedade da Informação ...

Ver mais

Café Brasil Curto 15 – Oito ou oitenta

Café Brasil Curto 15 – Oito ou oitenta

Luciano Pires -

Publiquei um post de uma amiga argentina e vive no Brasil há uns 4 ou 5 anos, chamado 20 razões para amar o Brasil e os brasileiros (https://www.facebook.com/luciano.pires/posts/897325193755023). Os comentários começaram legais, lembrando que temos mesmo que valorizar nossas virtudes. Mas logo chegaram os comentaristas que não conseguem admitir que possa existir algo de bom no Brasil. E o exercício de ler o post e os comentários nos provoca dissonância cognitiva, aquela sensação desagradável de conviver com duas ideias contraditórias ao mesmo tempo. Sabe quando você olha aquele franguinho a passarinho que sua mãe preparou com tanto carinho e lembra do documentário sobre matadouros de animais? Pois é. Dissonância cognitiva.

A dissonância cognitiva torna tudo absoluto, não existem mais meios termos. Desaprendemos a usar “talvez”, “alguns”, “a maioria”, ” a minoria”, evitando os malefícios da generalização. Surgem então os justiceiros sociais, aquela gente  mal humorada que exibe virtudes, princípios, credos e valores morais que na verdade não possui. Que pratica a censura para garantir a liberdade de opinião. Mata em nome da paz. Rouba em nome da justiça social. Agride em nome da democracia. Quebra a Constituição em nome da segurança jurídica. Diz uma coisa e age ao contrário. E na busca de uma utopia nos perdemos em confrontos. No “nós” contra “eles”. Que porre, meu!

Dá para dar um tempo e apreciar as 20 razões da minha amiga para amar o Brasil e os brasileiros? Dá para respeitar a opinião dela? Acho que dá para ter 40. 100. 1000 razões para amar o Brasil, sem imaginar que vivemos num paraíso. O Brasil pode ser céu e inferno ao mesmo tempo, aqui e agora.

Ler aquele post da minha amiga me fez muito bem ao trazer de volta coisas das quais eu posso me orgulhar. Por alguns segundos me vi refletindo a respeito, especialmente pelas palavras ditas por alguém que vivem em vários países e que não está aqui apenas em visita, mas vivendo e trabalhando.

Mas logo chegaram os que me acordaram daquele sonho e me esfregaram na cara a merda de país no qual vivemos. Será que tem de ser assim? 8 ou 80? Sempre? Será que cabe um “talvez”? Um “alguns”? ou “algumas vezes”? Cara, se dê ao direito de curtir coisas boas. Um pouco de mel em vez de só fel.

Vai mudar a realidade? Não. Mas seu coração agradece.