s
Portal Café Brasil
Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

O potencial dos microinfluenciadores
O potencial dos microinfluenciadores
O potencial das personalidades digitais para as marcas ...

Ver mais

Café Brasil 935 – O que faz a sua cabeça?
Café Brasil 935 – O que faz a sua cabeça?
É improvável – embora não impossível – que os ...

Ver mais

Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Durante o mais recente encontro do meu Mastermind MLA – ...

Ver mais

Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
A ilusão de transparência é uma armadilha comum em que ...

Ver mais

Café Brasil 932 – Não se renda
Café Brasil 932 – Não se renda
Em "Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith", ...

Ver mais

LíderCast 329 – Bruno Gonçalves
LíderCast 329 – Bruno Gonçalves
O convidado de hoje é Bruno Gonçalves, um profissional ...

Ver mais

LíderCast 328 – Criss Paiva
LíderCast 328 – Criss Paiva
A convidada de hoje é a Criss Paiva, professora, ...

Ver mais

LíderCast 327 – Pedro Cucco
LíderCast 327 – Pedro Cucco
327 – O convidado de hoje é Pedro Cucco, Diretor na ...

Ver mais

LíderCast 326 – Yuri Trafane
LíderCast 326 – Yuri Trafane
O convidado de hoje é Yuri Trafane, sócio da Ynner ...

Ver mais

Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola, ...

Ver mais

Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live inaugural da série Café Com Leite Na Escola, ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Rubens Ricupero
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Memórias de um grande protagonista   “Sem as cartas, não seríamos capazes de imaginar o fervor com que sentíamos e pensávamos aos vinte anos. Já quase não se escrevem mais cartas de amor, ...

Ver mais

Vida longa ao Real!
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Vida longa ao Real!   “A população percebe que é a obrigação de um governo e é um direito do cidadão a preservação do poder de compra da sua renda. E é um dever e uma obrigação do ...

Ver mais

A Lei de Say e a situação fiscal no Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A Lei de Say e o preocupante quadro fiscal brasileiro   “Uma das medidas essenciais para tirar o governo da rota do endividamento insustentável é a revisão das vinculações de despesas ...

Ver mais

Protagonismo das economias asiáticas
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Protagonismo das economias asiáticas   “Os eleitores da Índia − muitos deles pobres, com baixa escolaridade e vulneráveis, sendo que um em cada quatro é analfabeto − votaram a favor de ...

Ver mais

Cafezinho 633 – O Debate
Cafezinho 633 – O Debate
A partir do primeiro debate entre Trump e Biden em ...

Ver mais

Cafezinho 632 – A quilha moral
Cafezinho 632 – A quilha moral
Sua identidade não vem de suas afiliações, ou de seus ...

Ver mais

Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
O episódio de hoje foi inspirado num comentário que um ...

Ver mais

Cafezinho 630 – Medo da morte
Cafezinho 630 – Medo da morte
Na reunião do meu Mastermind na semana passada, a ...

Ver mais

Café Com Leite 37 – O ovo que você come

Café Com Leite 37 – O ovo que você come

Luciano Pires -

Bárbara: Bom dia, boa tarde, boa noite! Babica, hoje vamos falar de uma coisa que eu amooooo!

Babica: O que, Bárbara?

Bárbara: Vamos continuar a falar sobre o agronegócio, e vou usar como exemplo os ovos que a gente come! Eu adoro um ovinho, hummmmm…

Babica: Ah, eu também adoro um avatar de ovo!

Bárbara: Aahahhahaha. Meu nome é Bárbara Stock e este é o Café Com Leite, um podcast para famílias com crianças inteligentes e para pais que se importam.

Babica: E eu sou a Babica, o avatar da Bárbara que vive dentro do celular dela! Também estarei aqui com você!

Bárbara: Babica, quem é o ouvinte de hoje?

Babica: Hoje é a Estela!

COMENTÁRIO DO OUVINTE

Bárbara: Ah, que legal, Estela! Sabe que essa série sobre o caráter é das mais importantes que a gente já fez?

Babica: É mesmo, Estela. É pra ouvir mais de uma vez e conversar muuuuuuito com seus pais e amiguinhos sobre esse assunto, viu?

Bárbara: Muito bem, a Estela ganhou uma linda camiseta do Café Com Leite! E se você gostou do nosso Café com Leite, mande uma mensagem de voz para nós no whatsapp 11915670602. Se sua mensagem for escolhida, vamos publicá-la no próximo episódio e você ganhará uma camiseta muito legal!

Bárbara: Isso! Se seu áudio for escolhido, você ganha uma camiseta do Café Com Leite!  Vou repetir o whatsap: 11 915670602

 

Babica: Bárbara, porque é que você escolheu falar de ovos?

Bárbara: Ah, porque além de ser um alimento que eu adoro, é um dos mais importantes na nossa alimentação diária. É uma excelente fonte de proteínas, gorduras saudáveis, vitaminas e minerais. Pode ser preparado de diversas maneiras, tem um preço acessível…

Babica: E como é que você prefere comer ovos?

Bárbara: Ah, de todo jeito! Mas aprendi alguns dias atrás um jeito de fazer um ovo mexido, que é uma coisa!

Babica: Puxa. Eu sou um avatar, não consigo saber que gosto tem um ovo de verdade!

Bárbara: Ah, Babica, em compensação, você pode fazer com que o avatar do ovo tenha o gosto que você quiser, não é?

Babica: Chocolate!

Bárbara: Ahahahahah mas aí é o ovo de Páscoa! E não é dele que vamos falar hoje. Hoje é o ovo que vem da galinha.

Babica: Ovo de galinha. Sabe que a galinha é um bicho que eu não entendo?

Bárbara: Ué? Não entende o quê?

Babica: Ah, é uma ave, mas não voa.

Bárbara: Ué, mas a galinha não é a única ave que não voa. Na verdade ela voa, um pouquinho só, né.

Babica: Tem mais ave que não voa?

Bárbara: Tem. O avestruz e a ema, por exemplo. O pinguim… Aliás, quer ouvir o som que a avestruz faz?

Babica: Quero!

https://www.youtube.com/watch?v=nlMSXYg1Ok0

Babica: Esse bicho é muito estranho. E o som do pinguim, como é?

https://www.youtube.com/watch?v=8PZs2LzrpM8

Bárbara: Ahahahahahah, mas a natureza é ótima, uma riqueza! Mas vamos voltar à galinha?

https://www.youtube.com/watch?v=GLdUqL0V55s

Babica; Ahahahahah elas são engraçadas…

Bárbara: Olha, para que o ovo chegue até o nosso prato, tem uma coisa chamada cadeia produtiva.

Babica: Cadeia produtiva?

Bárbara: Sim. Todos os passos que o ovo segue até chegar até nós. Lembra que falamos do algodão? Que tem de ser plantado, colhido, separado, empacotado, transportado…

Babica: Lembro!

Bárbara: Com o ovo não é diferente. Até ele chegar no supermercado, onde seus pais vão comprar aquela caixinha, tem um loooongo processo produtivo, composto por várias etapas que vão desde a produção até o consumo.

Babica: Me conte como é, Bárbara.

Bárbara: A primeira etapa na cadeia produtiva do ovo é a produção de matrizes, que são as galinhas que vão botar os ovos. As galinhas são criadas em fazendas especializadas, onde são alimentadas com ração balanceada e recebem cuidados para garantir sua saúde e bem-estar.

Babica: são as granjas, não é?

Bárbara: Isso mesmo, granjas. Na granja tem uma segunda etapa, que é a Postura de ovos. Quando as galinhas estão saudáveis e bem-cuidadas, elas começam a botar ovos. Em média, uma galinha pode botar cerca de 300 ovos por ano.

Babica: 300 ovos por ano? Isso é quase um por dia, Bárbara!

Bárbara: Isso mesmo. Por isso a galinha é um animal fascinante, que acompanha a gente há muuuuuuitos anos. A domesticação das galinhas começou com as sociedades agrícolas antigas…

Babica: A.C. – Antes de Cristo!

Bárbara: Isso, antes de Cristo, quando as pessoas descobriram que as galinhas eram animais úteis para fornecer alimento em forma de ovos e carne. Elas as mantinham em galinheiros e as alimentavam, o que permitiu que as galinhas se tornassem mais calmas e manejáveis.

Babica: É mesmo. Galinha é tão mansinha, né?

Bárbara: é sim, é só não mexer com os pintinhos…

Barulho de pintinhos https://www.youtube.com/watch?v=16NKvgrlhZQ

Bárbara: Vamos lá. Em seguida vem a coleta de ovos: Após a galinha botar, os ovos são coletados pelos trabalhadores da fazenda. Eles são cuidadosamente inspecionados para garantir que não estejam quebrados ou danificados.

Babica: Mas as pessoas vão lá no ninho da galinha pegar um ovo de cada vez?

Bárbara: Ah, Babica, isso acontece naqueles galinheiros que a gente tem na chácara, em casa ou na fazenda. No agronegócio é tudo mais sofisticado.

Babica: Tudo maior, né?

Bárbara: Na verdade, o termo correto não é “maior”. A diferença do agronegócio para o galinheiro na chácara do tio é que as coisa são muito profissionalizadas. Não precisa ser enorme para ser agro.

Babica: Então o produtor de ovos caipiras é agronegócio?

Bárbara: Sim. Há produtores que criam as galinhas livres de gaiolas e que pegam os ovos manualmente, eles também fazem parte do agronegócio. Existem pessoas que reclamam do agronegócio fazendo uma separação entre agricultura familiar e empresarial. Mas nós falaremos disso em outro episódio, tá bem?

Babica: Tá.

Bárbara: Voltando ao nosso processo… Depois de coletar o ovo, vem a Classificação. Os ovos são classificados de acordo com o tamanho, a cor e a qualidade. E então são embalados com muito cuidado em caixas especiais e rotulados para identificação.

Babica: E aí vão para os supermercados?

Bárbara: Ainda não. A próxima etapa é a refrigeração dos ovos, o que ajuda a preservar sua frescura e qualidade. Só então vem o Transporte. Depois de serem embalados e refrigerados, os ovos são transportados para o mercado ou distribuidores, onde serão vendidos ao público.

Babica: Bárbara, eu estou impressionada. Sabe que já pensei que os ovos nasciam no supermercado? Que tinha umas galinhas lá ano fundo? Ahahahahahahhaha

Bárbara: ahahahahahahah Mas quer ficar impressionada de verdade? Olha só: quando se trata do agronegócio, existem coisas que são bem grandes, lembra?

Babica: Lembro.

Bárbara: Quantas galinhas você acha que tem a maior granja do Brasil?

Babica: Ah, mais de 100!

Bárbara: Cem? Babica, pode aumentar isso!

Babica: Mais de 1000?

Bárbara: Xiiiiiii… tá frio…

Babica: 10 mil?

Bárbara: Babica, a Granja Mantiqueira, que é a maior do Brasil, hoje possui 11,5 milhões de galinhas.

Babica: 11 MILHÕES?

Bárbara: 11 milhões e quinhentas mil!

Babica: Mas Bárbara, nem dá pra saber quanto é tanta galinha! Deixa eu fazer uma pesquisa aqui….(tempo com barulho de digitação)… Nossa!

Bárbara: O que foi?

Babica: Aqui diz que que se a gente considerar que numa granja cada galinha ocupa em média 500 centímetros quadrados, é possível colocar quase 2 milhões de galinhas no Estádio do Maracanã.

Bárbara: E?

Babica: Precisa de quase 6 estádios do Maracanã para acomodar 11,5 milhões de galinhas!

Bárbara: ahahahahahhaha Babica, eu estou aqui imaginando um estádio de futebol com 2 milhões de galinhas!

(Som de 2 milhões de galinhas….)

Babica: Que loucura, ahahahahahah. Mas como é que eles cuidam de tanta galinha? Como dão comida?

Bárbara: é isso que as pessoas não conhecem, Babica. Imagina uma granja profissional do agronegócio como um galpão com algumas milhares de galinhas. No agro…

Babica: Já sei, tudo é profissional!

Bárbara: Tudo é profissional. Por isso a Granja Mantiqueira, para cuidar das mais de 11 milhões de galinhas em suas instalações de Minas Gerais, Mato Grosso e Rio de Janeiro, tem 2.200 funcionários.

Babica: Nossa! Mas mesmo assim, dá mais de 5 mil galinhas por funcionário! Como é que eles vão dar milho pra tanto bicho?

Bárbara: Ahahahahaha Babica, cuidar de uma granja profissional, não é coisa simples. Esqueça tudo que você já viu dos galinheiros que visitou. Estamos falando de uma operação profissional, com equipamentos e máquinas sofisticados. E muuuuitos cuidados. Olha só:

As galinhas precisam de uma dieta balanceada que forneça todos os nutrientes essenciais para sua saúde e crescimento. É importante fornecer alimentos de alta qualidade e frescos para garantir uma produção de ovos saudável.

Babica: Não é só dar milho?

Bárbara: Não. É preciso fazer uma ração muito bem balanceada. Para isso, existem profissionais que cuidam só da alimentação das galinhas.

Babica: Um cozinheiro para galinhas?

Bárbara: Ahahahahah… quase isso. As galinhas também precisam de acesso constante a água limpa e fresca para manter sua hidratação e saúde geral. Num galinheiro isso é fácil. Mas e quando tem 1000, 10 mil, cem mil galinhas?

Babica: Tem que ter uma instalação especial, não é só colocar um bebedouro lá, né?

Bárbara. Não mesmo. As granjas precisam manter as instalações limpas e livres de sujeiras para evitar a propagação de doenças e infecções.

Babica: Com 11 milhões de galinhas fazendo xixi e cocô o dia todo?

Bárbara: Sim, senhora! Imagine como deve ser a estrutura de limpeza.

Babica: Ah, não deve ser um tiozinho com uma vassoura e um balde, né?

Bárbara: Não mesmo. Além de limpeza, as galinhas precisam de um ambiente confortável e controlado com temperaturas adequadas para sua saúde e bem-estar. Tem que ter luz natural e artificial adequadas para garantir uma produção de ovos saudável e um ciclo de sono normal.

Babica: Como assim?

Bárbara: Babica, cada coisa que tirar a galinha de seu normal, causa impacto na quantidade e qualidade de ovos que ela põe. Se ela estiver mal alimentada, doente, cansada, não vai produzir direito.

Babica: Então o dono da granja tem que ser como uma babá?

Bárbara: isso mesmo. Uma babá de galinhas. E tem mais! As galinhas precisam de espaço suficiente para se mover e se exercitar, além de ter espaço para dormir e se abrigar. E precisam também de proteção contra predadores, como raposas, corvos e gatos selvagens, para garantir sua segurança.

Babica: mas quanta coisa!

Bárbara: pensa que terminou? As galinhas precisam ser sempre muito bem acompanhadas para detectar sinais de doenças!

Babica: Já pensou uma galinha gripada no meio de 11 milhões? Pode contaminar todas as outras!

Bárbara: Pois é. No agronegócio, tudo é muito complexo, muito trabalhoso. Ao longo dessa cadeia produtiva, é importante garantir que os ovos estejam seguros e livres de doenças para proteger a saúde de quem vai comê-los, não é?

Babica: Claro!

Bárbara: Além disso, a fazenda deve seguir práticas éticas e sustentáveis na criação das galinhas e na produção dos ovos. Tem de pensar no bem estar dos bichinhos. Existem muitas granjas que estão aumentando o espaço para as galinhas e criando-as sem que fiquem presas.

Babica: E eu que achei que era só jogar milho pra galinha e pegar o ovo…

Bárbara: Não é, não. E lembro que nós hoje, falamos das granjas que produzem ovos. Tem outro tipo de granja que é a que produz o frango de corte, que é a carne de frango que é usada para nossa alimentação. Se você achou que a cadeia de produção do ovo é grande e complexa, a da carne é ainda mais.

Babica: Ah, eu estou adorando conhecer em detalhes como é que vocês, humanos, fazem para produzir as roupas que vestem e a comida que comem! Vamos falar mais sobre isso?

Bárbara: Claro que sim. O agronegócio tem assunto que não acaba mais!

Babica: Ebaaaaaaaaaaaaaaaaaa

.___________________________________________________

Bárbara: Não esqueça então: se você está gostando deste nosso podcast, se quer que a gente cresça, contribua conosco! Tem várias formas! Quem sabe você nos ajuda a encontrar um patrocinador. Ou então faz uma contribuição pelo nosso PIX, que é o 11915670602

Babica: E tem uma novidade: o CLUBE CAFÉ COM LEITE! Inauguramos um espaço para reunir as pessoas que gostam do nosso conteúdo e que querem que a gente continue! Vá até o podcastcafecomleite.com.br e faça uma assinatura!

Bárbara: Isso mesmo! Pule pra dentro do Café Com Leite! Ajude a gente a continuar! No podcastcafecomleite.combr

Babica: Venha pro Clube Café Com Leite!

_______________________________________________________

Bárbara: Muito bem! Eu sou a Bárbara Stock…

Babica: E eu sou a Babica! O avatar de Bárbara que mora no super celular dela.

Bárbara: somos suas companheiras neste Café Com Leite, que é feito com muito carinho pela turma de super heróis do Podcast Café Brasil. A edição é do Senhor A e a direção é do Luciano Pires.

E hoje vamos encerrar como o episódio?

Babica: Ah, fui buscar uma frase do ex-presidente norte americano Dwight Eisenhower:

A agricultura parece muito fácil quando seu arado é um lápis, e você está a mil milhas do milharal