s
Artigos Café Brasil
Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

O potencial dos microinfluenciadores
O potencial dos microinfluenciadores
O potencial das personalidades digitais para as marcas ...

Ver mais

Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Durante o mais recente encontro do meu Mastermind MLA – ...

Ver mais

Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
A ilusão de transparência é uma armadilha comum em que ...

Ver mais

Café Brasil 932 – Não se renda
Café Brasil 932 – Não se renda
Em "Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith", ...

Ver mais

Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
A Declaração de Independência dos Estados Unidos foi um ...

Ver mais

LíderCast 328 – Criss Paiva
LíderCast 328 – Criss Paiva
A convidada de hoje é a Criss Paiva, professora, ...

Ver mais

LíderCast 327 – Pedro Cucco
LíderCast 327 – Pedro Cucco
327 – O convidado de hoje é Pedro Cucco, Diretor na ...

Ver mais

LíderCast 326 – Yuri Trafane
LíderCast 326 – Yuri Trafane
O convidado de hoje é Yuri Trafane, sócio da Ynner ...

Ver mais

LíderCast 325 – Arthur Igreja
LíderCast 325 – Arthur Igreja
O convidado de hoje é Arthur Igreja, autor do ...

Ver mais

Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola, ...

Ver mais

Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live inaugural da série Café Com Leite Na Escola, ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Vida longa ao Real!
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Vida longa ao Real!   “A população percebe que é a obrigação de um governo e é um direito do cidadão a preservação do poder de compra da sua renda. E é um dever e uma obrigação do ...

Ver mais

A Lei de Say e a situação fiscal no Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A Lei de Say e o preocupante quadro fiscal brasileiro   “Uma das medidas essenciais para tirar o governo da rota do endividamento insustentável é a revisão das vinculações de despesas ...

Ver mais

Protagonismo das economias asiáticas
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Protagonismo das economias asiáticas   “Os eleitores da Índia − muitos deles pobres, com baixa escolaridade e vulneráveis, sendo que um em cada quatro é analfabeto − votaram a favor de ...

Ver mais

Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial   “O capitalismo é, essencialmente, um processo de mudança econômica (endógena). O capitalismo só pode sobreviver na ...

Ver mais

Cafezinho 632 – A quilha moral
Cafezinho 632 – A quilha moral
Sua identidade não vem de suas afiliações, ou de seus ...

Ver mais

Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
O episódio de hoje foi inspirado num comentário que um ...

Ver mais

Cafezinho 630 – Medo da morte
Cafezinho 630 – Medo da morte
Na reunião do meu Mastermind na semana passada, a ...

Ver mais

Cafezinho 629 – O luto político
Cafezinho 629 – O luto político
E aí? Sofrendo de luto político? Luto político é quando ...

Ver mais

Jane de Jacundá

Jane de Jacundá

Luciano Pires -

Marabá, Pará. Na plateia superlotada, cerca de 200 pequenos e micro empresários e empresárias. No palco, o pessoal do Sebrae – PA, apresentando os serviços que oferece como apoio a quem quer empreender na região. Caberia a mim encerrar o evento com minha palestra A Fórmula da Inovação. Logo na abertura, uma surpresa. Convidaram para um depoimento uma micro empreendedora de Jacundá, município da região, Jane Moreira dos Santos. Mulher humilde, na casa dos 50 anos de idade, evidentemente intimidada diante de tanta gente. Não perguntei, mas é claro que ela é uma pessoa com poucos estudos básicos, que chegou à região sem muitos recursos além da vontade de progredir na vida. Jane conquistou a plateia em segundos, bastou ser ela mesma. Com ajuda do pessoal do Sebrae, foi contando sua história ilustrada por fotos.

Anos atrás ela e Domingos, seu marido, chegaram à região com dinheiro apenas para comprar “uma terrinha e umas vaquinhas”. Pouquinhas. Na ocasião não tinham recursos “nem para comprar pão”. Criavam as vacas soltas no pasto, sem qualquer técnica, ordenhando manualmente, transportando o leite da forma que era possível e sobrevivendo a duras penas. Com o tempo perceberam que, sem conhecimento, não conseguiriam progredir. Contataram o Sebrae e foram para a sala de aula, recebendo orientação necessária para se profissionalizar. Aprenderam a confinar as vacas e a alimentá-las, aprenderam como administrar o negócio, iniciaram um processo de inseminação artificial, foram orientados sobre como conseguir crédito para financiamentos, expandiram os cercados, construíram um galpão para ordenha… E as fotos iam se sucedendo, mostrando claramente a evolução da propriedade. E em 2013, Jane ganha o prêmio Mulher Empreendedora do estado, causando gargalhadas na plateia ao mostrar suas fotos de vestido longo na cerimônia de premiação.

– Nem no meu casamento tirei tanta fotografia …

No final, após as fotos dos modernos equipamentos para ordenha, armazenagem e resfriamento do leite, surge um trator lindo. E ela conta que o comprou financiado. E então mostra outro trator, maior e mais bonito ainda.

– Esse eu acabo de comprar. À vista.

E a plateia explode em aplausos.

Uma pessoa me diz que ficou emocionada ao saber que Jane e o marido ainda vivem numa casinha humilde. Perguntada por que não arrumava a casa, ela disse:

– Estou esperando o engenheiro. Quem vai construir a casa é ele.

Jane tem um casal de filhos, ambos na faculdade de engenharia, e o menino se forma este ano. Seu filho construirá a nova casa da família.

Não há discurso ideológico que resista à história de Jane, que envolve visão capitalista, meritocracia, sistema financeiro e tudo aquilo que tem sido sistematicamente demonizado pelos que acham que todo mundo é igual, que o estado é rei, que empresários são exploradores malvados que querem oprimir para enriquecer. Jane, em sua simplicidade e trabalho duro, aproveita as oportunidades, está progredindo, criando empregos, gerando riqueza na região onde vive. E é recompensada por isso.

E, acredite, existem milhares de Janes pelo Brasil.

A Jane de Jacundá, além da evidente força de vontade, humildade de reconhecer suas deficiências e gana para ir atrás de ajuda, é resultado daquilo que deveria ser a única função do estado: dar instrumentos – e liberdade – a quem quer fazer acontecer.

Ao final de minha palestra, recomendei à plateia:

– Amanhã, ao bater aquela depressão com a visão do inferno que é o Brasil dos telejornais diários, lembrem-se da Jane de Jacundá. Ela não aparecerá na televisão.

E a plateia explodiu em aplausos.

Ainda há esperança.