s
Artigos Café Brasil
Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

O potencial dos microinfluenciadores
O potencial dos microinfluenciadores
O potencial das personalidades digitais para as marcas ...

Ver mais

Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Durante o mais recente encontro do meu Mastermind MLA – ...

Ver mais

Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
A ilusão de transparência é uma armadilha comum em que ...

Ver mais

Café Brasil 932 – Não se renda
Café Brasil 932 – Não se renda
Em "Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith", ...

Ver mais

Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
A Declaração de Independência dos Estados Unidos foi um ...

Ver mais

LíderCast 328 – Criss Paiva
LíderCast 328 – Criss Paiva
A convidada de hoje é a Criss Paiva, professora, ...

Ver mais

LíderCast 327 – Pedro Cucco
LíderCast 327 – Pedro Cucco
327 – O convidado de hoje é Pedro Cucco, Diretor na ...

Ver mais

LíderCast 326 – Yuri Trafane
LíderCast 326 – Yuri Trafane
O convidado de hoje é Yuri Trafane, sócio da Ynner ...

Ver mais

LíderCast 325 – Arthur Igreja
LíderCast 325 – Arthur Igreja
O convidado de hoje é Arthur Igreja, autor do ...

Ver mais

Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola, ...

Ver mais

Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live inaugural da série Café Com Leite Na Escola, ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Vida longa ao Real!
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Vida longa ao Real!   “A população percebe que é a obrigação de um governo e é um direito do cidadão a preservação do poder de compra da sua renda. E é um dever e uma obrigação do ...

Ver mais

A Lei de Say e a situação fiscal no Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A Lei de Say e o preocupante quadro fiscal brasileiro   “Uma das medidas essenciais para tirar o governo da rota do endividamento insustentável é a revisão das vinculações de despesas ...

Ver mais

Protagonismo das economias asiáticas
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Protagonismo das economias asiáticas   “Os eleitores da Índia − muitos deles pobres, com baixa escolaridade e vulneráveis, sendo que um em cada quatro é analfabeto − votaram a favor de ...

Ver mais

Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial   “O capitalismo é, essencialmente, um processo de mudança econômica (endógena). O capitalismo só pode sobreviver na ...

Ver mais

Cafezinho 632 – A quilha moral
Cafezinho 632 – A quilha moral
Sua identidade não vem de suas afiliações, ou de seus ...

Ver mais

Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
O episódio de hoje foi inspirado num comentário que um ...

Ver mais

Cafezinho 630 – Medo da morte
Cafezinho 630 – Medo da morte
Na reunião do meu Mastermind na semana passada, a ...

Ver mais

Cafezinho 629 – O luto político
Cafezinho 629 – O luto político
E aí? Sofrendo de luto político? Luto político é quando ...

Ver mais

O Deleite

O Deleite

Luciano Pires -


O DELEITE


Quando terminei uma de minhas palestras, uma garota me surpreendeu com uma frase:

– Luciano, sabe o que mais gostei na sua palestra? Foi perceber que você estava se divertindo!

Acho que esse foi um dos maiores elogios que recebi… Se ela percebeu que eu me diverti, a palestra foi um sucesso! Pelo menos para ela.
Você já vivenciou isso? Quando está lidando com uma pessoa que parece estar se divertindo com o que faz? Olhe uma criança brincando, por exemplo. Repare no nível de concentração dela, na entrega total àquele mundo por ela criado. Não é de dar inveja? Pois aprendi a prestar muita atenção nisso. E até algum tempo atrás eu usava essa expressão “divertindo-se” para tratar do assunto. Até que tive a curiosidade de procurar um dicionário e descobrir que “diversão” quer dizer recreação, distração, entretenimento. O que não era bem o que eu pretendia dizer. Parti então em busca da palavra perfeita. E achei “deleite”, que quer dizer gozo íntimo e suave, prazer inteiro, pleno. Delícia. Agora, sim! Sempre que vejo um trabalho bem feito, que me passa um “algo mais” via intuição, uma sensação boa, concluo que alguém ali andou se deleitando. Alguém ali andou tendo prazer. E, acredite, esse deleite é contagioso. Ele passa pra gente, pelo brilho nos olhos, pela empolgação no falar, no gestual. E, mesmo que o interlocutor não esteja presente, funciona! É assim com as verdadeiras obras de arte. Sabe aquele quadro que você observa e “sente” que algo te toca? Aquela melodia que te emociona? Aquele poema que te massageia a alma? Aquele texto que te faz refletir? Pois é. Fique certo que alguém andou se deleitando enquanto produzia aquilo. E você foi contagiado. Percebeu?
Por outro lado, quando se perceber contagiado, dê uma boa observada em seu interlocutor. Veja se ele está mal-humorado, azedo ou preocupado. Veja se ele está sério ou sereno. Nessa sua percepção estão as pistas, e talvez você descubra que Oscar Wilde estava certo quando escreveu que “a seriedade é o único refúgio dos medíocres”.
A grande questão então é: você está se deleitando com o que faz? Deleita-se acompanhando o auditor da ISO 9000? Atendendo a uma reclamação de um cliente? Servindo como caixa no supermercado? Reunindo-se para discutir aquele problema? Ouvindo o rádio enquanto dirige? Corrigindo as provas de seus alunos? Atendendo às solicitações de seus eleitores?
Se não, você está com algum problema. Ou melhor, quem está com algum problema é o seu interlocutor. O coitado jamais sentirá o prazer de lhe dizer que percebeu o seu deleite.


Então fica assim: meu desejo para 2007 é: deleite-se. No trabalho, nos estudos, no lazer. E que você seja rodeado por gente que se deleita também. Parece pouco? Pois imagine chegar ao final de 2007 com a sensação de que você se deleitou… E compare com a sensação que está sentindo neste final de 2006.
Que diferença, hein?