s
Iscas Intelectuais
Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

O potencial dos microinfluenciadores
O potencial dos microinfluenciadores
O potencial das personalidades digitais para as marcas ...

Ver mais

Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Durante o mais recente encontro do meu Mastermind MLA – ...

Ver mais

Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
A ilusão de transparência é uma armadilha comum em que ...

Ver mais

Café Brasil 932 – Não se renda
Café Brasil 932 – Não se renda
Em "Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith", ...

Ver mais

Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
A Declaração de Independência dos Estados Unidos foi um ...

Ver mais

LíderCast 328 – Criss Paiva
LíderCast 328 – Criss Paiva
A convidada de hoje é a Criss Paiva, professora, ...

Ver mais

LíderCast 327 – Pedro Cucco
LíderCast 327 – Pedro Cucco
327 – O convidado de hoje é Pedro Cucco, Diretor na ...

Ver mais

LíderCast 326 – Yuri Trafane
LíderCast 326 – Yuri Trafane
O convidado de hoje é Yuri Trafane, sócio da Ynner ...

Ver mais

LíderCast 325 – Arthur Igreja
LíderCast 325 – Arthur Igreja
O convidado de hoje é Arthur Igreja, autor do ...

Ver mais

Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola, ...

Ver mais

Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live inaugural da série Café Com Leite Na Escola, ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Vida longa ao Real!
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Vida longa ao Real!   “A população percebe que é a obrigação de um governo e é um direito do cidadão a preservação do poder de compra da sua renda. E é um dever e uma obrigação do ...

Ver mais

A Lei de Say e a situação fiscal no Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A Lei de Say e o preocupante quadro fiscal brasileiro   “Uma das medidas essenciais para tirar o governo da rota do endividamento insustentável é a revisão das vinculações de despesas ...

Ver mais

Protagonismo das economias asiáticas
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Protagonismo das economias asiáticas   “Os eleitores da Índia − muitos deles pobres, com baixa escolaridade e vulneráveis, sendo que um em cada quatro é analfabeto − votaram a favor de ...

Ver mais

Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial   “O capitalismo é, essencialmente, um processo de mudança econômica (endógena). O capitalismo só pode sobreviver na ...

Ver mais

Cafezinho 632 – A quilha moral
Cafezinho 632 – A quilha moral
Sua identidade não vem de suas afiliações, ou de seus ...

Ver mais

Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
O episódio de hoje foi inspirado num comentário que um ...

Ver mais

Cafezinho 630 – Medo da morte
Cafezinho 630 – Medo da morte
Na reunião do meu Mastermind na semana passada, a ...

Ver mais

Cafezinho 629 – O luto político
Cafezinho 629 – O luto político
E aí? Sofrendo de luto político? Luto político é quando ...

Ver mais

Teoria da Complexidade

Teoria da Complexidade

alexsoletto - Iscas Científicas -

Texto de alex soletto e professor Airton Deppman

 

A Teoria da Complexidade

Você provavelmente já deve ter ido assistir a um bom filme ou lido um bom livro. Arrisco a dizer que depois disso você teve a impressão que já não era a mesma pessoa. Ou sua maneira de pensar mudou, ou você sente uma vontade de rever algumas atitudes do seu cotidiano.

Pois há uma nova teoria não tão conhecida e ainda não tão bem compreendida que vai deixá-lo também pensando que alguma coisa mudou dentro de você. Trata-se da Teoria da Complexidade. Como já mencionei, depois de conhecê-la melhor, talvez seus conceitos mudem um pouco. Mas afinal do que se trata a Teoria da Complexidade?

Alguns a consideram uma Ciência. Outros apenas uma espécie de técnica aplicada nas ciências como a matemática, a física, a economia e outras exatas e humanas. Para entendermos melhor a teoria, vamos falar um pouco da sua história.

 

O Mundo Cartesiano

O Mundo Moderno, e principalmente o Ocidental, é fortemente influenciado pelos pensamentos dos pais da Filosofia Grega, principalmente Platão e Aristóteles. E pelos filósofos europeus da Renascença, como Descartes, Pascal, Newton, Locke, Leibniz, para citar alguns. Essa cultura favorece a separação do Conhecimento em áreas específicas e bem delimitadas, como Sociologia, Linguística, nas Humanas, Física, Matemática e Química nas Exatas, Biologia e Medicina nas Biológicas, por exemplo. Essa separação promove uma forte especialização, gerando rápido desenvolvimento e aprofundamento de cada área, mas cria barreiras para a interdisciplinaridade. Tudo funcionou bem até o início do século XX, quando as fronteiras entre as diversas áreas começaram a ser derrubadas. Surgem, então, desafios para o quadro filosófico-científico dominante. O todo foi dividido pelo método Cartesiano de Descartes, e as ciências por exemplo, ficaram muito voltadas para a especializacão. A interdisciplinaridade pretende buscar, em cada disciplina, seus conhecimentos e métodos para formar o todo. O pensamento complexo e a interdisciplinaridade se misturam para criar a busca do todo e fazer o método científico se interar das questões complexas do mundo de hoje.

Nos anos 1940 e 1950, o americano matemático e cientista da comunicação Norbert Wiener (1896-1964), com o livro “Cibernética”, e o filósofo austríaco Ludwig von Bertalanffy (1901-1972), criador da “Teoria Geral dos Sistemas”, apresentaram dois trabalhos que continham, ao mesmo tempo, conceitos de semelhança e de oposição. Esses conceitos se relacionam com a atual Complexidade. Conceitos como sistemas fechados (que interagem apenas entre si) e abertos (interagem com sistemas externos), homeostase (recuperação do equilíbrio após uma perturbação), feedback (realimentação), teleologia (que executa seus processos), entropia (medida física que estabelece a organização de um sistema), vitalismo (uma vitalidade que difere os seres vivos dos inanimados) e mecanicismo (fenômenos naturais regidos por um modelo causal provado cientificamente) são os mais relevantes. Assim, a teoria da complexidade lida com problemas surgidos por variáveis que se relacionam entre si e que acabam por levar a comportamentos complexos. E para lidar com esses problemas complexos é que a teoria tem sua finalidade.

Pensadores como Edgar Morin e Zygmund Bauman contribuíram para a compreensão da complexidade do mundo real, considerando-o como intrinsecamente complexo, com fenômenos interligados e imprevisíveis. Segundo Morin,  A ética da complexidade é uma ética que não pode ser dissociada da compreensão dos efeitos e paradoxos da ação. Para Bauman, na “modernidade líquida”, as distâncias se encurtam ou evaporam, mas o tempo se expande..

Pierre Levy destaca como a própria tecnologia transforma a nossa visão de mundo, fato particularmente marcante no momento atual em que a Inteligência Artificial deixa de ser tema de especialistas ou de escritos de ficção-científica para passar a fazer parte das nossas vidas cotidianas. Segundo o filósofo, o virtual é sempre atual e se constitui por um contínuo de passagens do potencial ao atual. Presume-se que a revolução que a IA trará para o nosso dia-a-dia será semelhante ao ainda maior do que a da Internet! Nesse contexto, Bauman nos ensina que as relações humanas não se firmam de maneira sólida o bastante para produzir os efeitos de longo prazo de confiança ou amizade.

 

Em breve publicaremos mais textos da Teoria de Complexidade.

 

Ver Todos os artigos de alexsoletto