s
Iscas Intelectuais
Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

O potencial dos microinfluenciadores
O potencial dos microinfluenciadores
O potencial das personalidades digitais para as marcas ...

Ver mais

Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Durante o mais recente encontro do meu Mastermind MLA – ...

Ver mais

Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
A ilusão de transparência é uma armadilha comum em que ...

Ver mais

Café Brasil 932 – Não se renda
Café Brasil 932 – Não se renda
Em "Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith", ...

Ver mais

Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
A Declaração de Independência dos Estados Unidos foi um ...

Ver mais

LíderCast 328 – Criss Paiva
LíderCast 328 – Criss Paiva
A convidada de hoje é a Criss Paiva, professora, ...

Ver mais

LíderCast 327 – Pedro Cucco
LíderCast 327 – Pedro Cucco
327 – O convidado de hoje é Pedro Cucco, Diretor na ...

Ver mais

LíderCast 326 – Yuri Trafane
LíderCast 326 – Yuri Trafane
O convidado de hoje é Yuri Trafane, sócio da Ynner ...

Ver mais

LíderCast 325 – Arthur Igreja
LíderCast 325 – Arthur Igreja
O convidado de hoje é Arthur Igreja, autor do ...

Ver mais

Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola, ...

Ver mais

Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live inaugural da série Café Com Leite Na Escola, ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Vida longa ao Real!
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Vida longa ao Real!   “A população percebe que é a obrigação de um governo e é um direito do cidadão a preservação do poder de compra da sua renda. E é um dever e uma obrigação do ...

Ver mais

A Lei de Say e a situação fiscal no Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A Lei de Say e o preocupante quadro fiscal brasileiro   “Uma das medidas essenciais para tirar o governo da rota do endividamento insustentável é a revisão das vinculações de despesas ...

Ver mais

Protagonismo das economias asiáticas
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Protagonismo das economias asiáticas   “Os eleitores da Índia − muitos deles pobres, com baixa escolaridade e vulneráveis, sendo que um em cada quatro é analfabeto − votaram a favor de ...

Ver mais

Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial   “O capitalismo é, essencialmente, um processo de mudança econômica (endógena). O capitalismo só pode sobreviver na ...

Ver mais

Cafezinho 632 – A quilha moral
Cafezinho 632 – A quilha moral
Sua identidade não vem de suas afiliações, ou de seus ...

Ver mais

Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
O episódio de hoje foi inspirado num comentário que um ...

Ver mais

Cafezinho 630 – Medo da morte
Cafezinho 630 – Medo da morte
Na reunião do meu Mastermind na semana passada, a ...

Ver mais

Cafezinho 629 – O luto político
Cafezinho 629 – O luto político
E aí? Sofrendo de luto político? Luto político é quando ...

Ver mais

Teste de memória

Teste de memória

Luiz Alberto Machado - Iscas Econômicas -

Teste de memória

Coisas de um país chamado Brasil

“No Brasil até o passado é incerto.”

Pedro Malan

Peço a você, amigo internauta, que leia atentamente os dois textos que se seguem e procure lembrar onde foi que os viu:

Primeiro texto

“… o sistema de previdência social volta a enfrentar uma nova crise financeira. Renovam-se, então, as versões pessimistas acerca da provável falência da previdência social, decorrente de um plano de benefícios incompatível com as efetivas possibilidades de financiamento. Os críticos da intervenção estatal assentam novamente as suas baterias contra os princípios do welfare state. Os adversários da política oficial preferem destacar os efeitos corrosivos da crise econômica sobre as receitas do sistema. Os adeptos do sensacionalismo apontam a corrupção, a fraude e o desperdício.

Segundo texto

“Uma estratégia de ação econômica para o Brasil envolveria o estabelecimento de um arcabouço institucional adequado ao funcionamento da economia competitiva de mercado. Isso requer uma drástica redução da participação do estado na vida econômica do País, através da privatização ampla, geral e irrestrita das empresas e monopólios estatais; da desregulamentação cuidadosa, calcada na rica experiência internacional; da redução dos subsídios ao setor privado e da gradual suspensão das medidas protecionistas que tornam a economia brasileira uma das mais fechadas do mundo. É imprescindível também restabelecer um clima de confiança mútua e cooperação entre o Estado e a sociedade civil, com a diminuição da corrupção, do favorecimento de interesses privados e da sonegação fiscal.”

Se está pensando onde foi que leu estes dois textos e está prestes a procurar jornais e revistas recentes, ou mesmo a dar um google para se certificar, esqueça. Ficará decepcionado. Ou, talvez, estupefato ao saber que o primeiro, de autoria de Fernando Rezende, foi publicado em 1984 na Revista de Economia Política, e o segundo, de autoria de Eduardo Giannetti, é parte do livro Liberalismo X Pobreza, publicado em 1989.

Impressionante não é?

Em alguns artigos reproduzidos no seu livro Uma certa ideia de Brasil, o ex-ministro Pedro Malan recorre a uma frase de Ivan Lessa, que me parece bastante oportuna: “A cada quinze anos, o Brasil esquece os últimos quinze anos”.

Talvez ainda mais oportuna seja uma frase que ouvi ou li recentemente, embora não saiba exatamente onde: “Quando você viaja por quinze dias, ao voltar ao Brasil pensa que mudou tudo; quando você fica fora por quinze anos, ao voltar tem a sensação de que não mudou nada”.

Coisas de um país chamado Brasil!

 

Iscas para ir mais fundo no assunto

Referências bibliográficas

GIANNETTI, Eduardo. Liberalismo X Pobreza. São Paulo: Inconfidentes, 1989.

MALAN, Pedro. Uma certa ideia de Brasil. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2018.

REZENDE, Fernando. A imprevidência da previdência. Revista de Economia Política, Vol. 4, nº 2, abril-junho/1984, pp. 51-68.

Ver Todos os artigos de Luiz Alberto Machado