s
Artigos Café Brasil
Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

O potencial dos microinfluenciadores
O potencial dos microinfluenciadores
O potencial das personalidades digitais para as marcas ...

Ver mais

Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Durante o mais recente encontro do meu Mastermind MLA – ...

Ver mais

Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
A ilusão de transparência é uma armadilha comum em que ...

Ver mais

Café Brasil 932 – Não se renda
Café Brasil 932 – Não se renda
Em "Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith", ...

Ver mais

Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
A Declaração de Independência dos Estados Unidos foi um ...

Ver mais

LíderCast 328 – Criss Paiva
LíderCast 328 – Criss Paiva
A convidada de hoje é a Criss Paiva, professora, ...

Ver mais

LíderCast 327 – Pedro Cucco
LíderCast 327 – Pedro Cucco
327 – O convidado de hoje é Pedro Cucco, Diretor na ...

Ver mais

LíderCast 326 – Yuri Trafane
LíderCast 326 – Yuri Trafane
O convidado de hoje é Yuri Trafane, sócio da Ynner ...

Ver mais

LíderCast 325 – Arthur Igreja
LíderCast 325 – Arthur Igreja
O convidado de hoje é Arthur Igreja, autor do ...

Ver mais

Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola, ...

Ver mais

Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live inaugural da série Café Com Leite Na Escola, ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Vida longa ao Real!
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Vida longa ao Real!   “A população percebe que é a obrigação de um governo e é um direito do cidadão a preservação do poder de compra da sua renda. E é um dever e uma obrigação do ...

Ver mais

A Lei de Say e a situação fiscal no Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A Lei de Say e o preocupante quadro fiscal brasileiro   “Uma das medidas essenciais para tirar o governo da rota do endividamento insustentável é a revisão das vinculações de despesas ...

Ver mais

Protagonismo das economias asiáticas
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Protagonismo das economias asiáticas   “Os eleitores da Índia − muitos deles pobres, com baixa escolaridade e vulneráveis, sendo que um em cada quatro é analfabeto − votaram a favor de ...

Ver mais

Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial   “O capitalismo é, essencialmente, um processo de mudança econômica (endógena). O capitalismo só pode sobreviver na ...

Ver mais

Cafezinho 632 – A quilha moral
Cafezinho 632 – A quilha moral
Sua identidade não vem de suas afiliações, ou de seus ...

Ver mais

Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
O episódio de hoje foi inspirado num comentário que um ...

Ver mais

Cafezinho 630 – Medo da morte
Cafezinho 630 – Medo da morte
Na reunião do meu Mastermind na semana passada, a ...

Ver mais

Cafezinho 629 – O luto político
Cafezinho 629 – O luto político
E aí? Sofrendo de luto político? Luto político é quando ...

Ver mais

Vivo tranquilo

Vivo tranquilo

Luciano Pires -

O episódio 33 do podcast Os Comentadores abre com um trecho de um dos textos que publiquei no Facebook no dia anterior ao segundo turno, uma espécie de carta aberta a Aécio Neves:

“Meu voto é seu por uma infinidade de razões que não pretendo repetir aqui, mas basicamente pela expectativa de que teremos mudanças. Assumi um risco, coloquei minha cara à tapa, defendi o senhor e apostei numa proposta que acredito ser a melhor para o Brasil. Ao explicitar meu voto perdi centenas de curtidores que ou deixaram de curtir a página ou foram bloqueados por falta de educação em seus comentários. Vários me escreveram decepcionados com minha escolha, outros saíram por aí falando mal de mim, alguns simplesmente me deletaram de suas vidas. Acho que perdi também alguns trabalhos, mas acredito que valeu a pena.”

Ouça o podcast aqui: . A conversa sobre o assunto é muito boa.

Pois bem. Perdi, do final de agosto à semana pós-eleições, entre os que descurtiram e os que bloqueei, cerca de 150 pessoas na página do Facebook. E nesse mesmo período ganhei quase 4000 curtidores!

O que é que isso quer dizer?

Que as pessoas estão em busca de opiniões claras. Que querem ler ou ouvir quem não fica em cima do muro, não importa se a pessoa é contra ou a favor. As pessoas querem transparência. Ter opinião é fundamental para navegar no tsunami de informações que nos afoga diariamente.

Felizmente a maioria dos comentários que recebo traz elogios, mas a maioria dessa maioria começa assim: “Caro Luciano, embora eu nem sempre concorde com suas opiniões…”. Eu acho ótimo! E quando recebo um comentário demonstrando que a pessoa captou as ironias, os subtextos, e traz uma argumentação contrária de alto nível, tenho um orgasmo intelectual. Gente que, ao discordar de mim, me obriga a pensar, a buscar mais argumentos, me faz crescer! Mas isso só acontece quando os interlocutores têm educação, se respeitam e querem o mesmo: um país mais justo e melhor. Discordam dos meios para chegar lá, mas são capazes de conviver harmoniosamente. Isso é bom para todos.

Enfim, havendo boa educação e respeito é possível pensar totalmente diferente de outra pessoa e conviver em harmonia com ela.

Mas tem que ter boa educação e respeito.

Resumindo: torço diariamente para receber comentários de gente que pensa diferente de mim, com atitude educada e argumentos sólidos que me façam repensar minhas crenças e valores. Quando isso acontece, eu cresço.

Mas se você está entre os que simplesmente não gostam da minha opinião, da minha voz, do meu pensamento, do meu programa, do meu estilo, o recado é simples: o problema é seu.

E assim vivo tranquilo.