s
Portal Café Brasil
Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

O potencial dos microinfluenciadores
O potencial dos microinfluenciadores
O potencial das personalidades digitais para as marcas ...

Ver mais

Cafezinho 619 – Don´t make stupid people famous
Cafezinho 619 – Don´t make stupid people famous
As pessoas que realmente fazem diferença na sua vida ...

Ver mais

Café Brasil 921 – A Praça e a torre
Café Brasil 921 – A Praça e a torre
O livro "A Praça e a Torre: Redes, Hierarquias e a Luta ...

Ver mais

Café Brasil 920 – No Caravelas
Café Brasil 920 – No Caravelas
O Caravelas Podcast foi criado pelo advogado e ...

Ver mais

Café Brasil 919 – Muito Além do Jardim
Café Brasil 919 – Muito Além do Jardim
Neste episódio, a partir de um filme delicioso, uma ...

Ver mais

LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 2
LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 2
Segunda parte da entrevista realizada com o ex-ministro ...

Ver mais

LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 1
LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 1
Seguindo na missão de trazer de volta alguns dos ...

Ver mais

LíderCast 316 – Gustavo Succi
LíderCast 316 – Gustavo Succi
No episódio de hoje temos Gustavo Succi, que é o CEO da ...

Ver mais

LíderCast 315 – Marina Helena
LíderCast 315 – Marina Helena
Hoje temos como convidada Marina Helena, pré-candidata ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Daniel Kahneman, a economia e a psicologia
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Daniel Kahneman, a economia e a psicologia   “O trabalho de Kahneman é realmente monumental na história do pensamento”. Steven Pinker (Entrevista em 2014 ao jornal The Guardian) ...

Ver mais

Oppenheimer e a Bomba
alexsoletto
Iscas Científicas
  Texto de Alex Soletto   “Agora me tornei a Morte, o destruidor dos mundos” (frase do livro hindu Bhagavad Gita)   A frase foi repetida por Oppenheimer após o teste da ...

Ver mais

G20
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Esclarecendo o que é o G20          Katherine Buso    Luiz A. Machado  Paulo Galvão Jr. 1. Considerações iniciais O presente artigo analisa os principais indicadores econômicos do Grupo dos Vinte ...

Ver mais

Talentos, tecnologia, tesouros e tolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Talentos, tecnologia, tesouros e tolerância “É a relação entre quem tem a força das ideias e quem tem o poder da força que permite progredir no tempo e no espaço na cidade, de forma ...

Ver mais

Cafezinho 618 – Uma descoberta no Polo Norte
Cafezinho 618 – Uma descoberta no Polo Norte
Em 2008 eu embarquei numa viagem até o Polo Norte, que ...

Ver mais

Cafezinho 917 – Mais pedras no lago
Cafezinho 917 – Mais pedras no lago
Já devíamos ter percebido que a colaboração e a união ...

Ver mais

Cafezinho 616 –  Bem-vindo, seu Caos
Cafezinho 616 –  Bem-vindo, seu Caos
Vivemos numa era de caos. Não se trata mais de planejar ...

Ver mais

Cafezinho 615 – Esquerda e direita
Cafezinho 615 – Esquerda e direita
Ser verdadeiramente racional significa estar aberto a ...

Ver mais

Café Com Leite 70 – Saci-Pererê

Café Com Leite 70 – Saci-Pererê

Luciano Pires -


Assine o Café Com Leite em https://podcastcafecomleite.com.br

Babica: Bárbara, lembra que uma vez você falou sobre lendas brasileiras?

Bárbara: Lembro, claro!

Babica: Não quer me contar uma? Mas tem de ser uma famosa!

Bárbara: Claro que conto, e se é famosa só pode ser a do Saci!

Babica: O Pererê?

Bárbara: O Pererê! Meu nome Bárbara Stock e este é o Café Com Leite, um podcast para famílias com crianças inteligentes e para pais que se importam.

Babica: E eu sou a Babica, o avatar da Bárbara que vive dentro do celular dela! Também estarei aqui com você!

Bárbara: Babica, quem é o ouvinte de hoje?

Babica: Hoje é… a Lorena!

COMENTÁRIO DO OUVINTE

Bárbara: Oi Louiseeeeeee, ah eu também adoro o programa da Melô do Café Com Leite! Muito obrigado por enviar seu áudio, viu?

Babica: Louisseee… e eu amo o do Rock da Babica, ahahahahaha. Você ganhou uma linda camiseta! Entre em contato conosco pra gente combinar de mandar! Um beijooooo!

Bárbara: Beijooooossss!!! E se você gostou do nosso Café com Leite, mande uma mensagem de voz para nós no whatsapp 11915670602. Se sua mensagem for escolhida, vamos publicá-la no próximo episódio e você ganhará uma camiseta muito legal!

_______________________________________________________

Babica: Bárbara, para que serve uma lenda?

Bárbara: As lendas desempenham diversas funções na sociedade, Babica. Elas podem transmitir valores culturais, ensinamentos morais, explicar fenômenos naturais, fortalecer identidades regionais e oferecer entretenimento.

Babica: São como aquelas histórias malucas da mitologia grega?

Bárbara: Ahahahahaha, são bem parecidas. Aliás, essas lendas viajam pelo mundo. As histórias folclóricas muitas vezes têm o poder de fazer com que as pessoas se unam, compartilhando tradições e narrativas comuns.

Babica: Eu adoro histórias!

Bárbara: Quem não gosta? Vamos contar a do Saci?

Babica: Vamoooooooosssss!

Ruídos do campo

Bárbara: Você sabia que no interior dos estados do Centro Sul do Brasil, os viajantes costumam tomar alguns cuidados antes das viagens?

Babica: Cuidados? Tipo o quê, Bárbara?

Bárbara: Ah, eles acreditam que levar um rolinho de fumo e uma garrafa de cachaça é fundamental para garantir uma viagem tranquila e, quem sabe, até conseguir uma fortuna!

Babica: Fortuna? Com cachaça? Como assim?

Bárbara: Dizem que quando cai a noite e o sol já se pôs no horizonte, o lugar fica perigoso.

Barulho de campo à noite

https://www.youtube.com/watch?v=H_-P2fBX4Dk

Aparecem redemoinhos que levam palhas e folhas pelo chão, seguidos de um assobio estridente que faz doer a cabeça.

Assobio do Saci (alto)

Babica: Credo!  É algum bicho?

Bárbara: É o Saci, Babica. Um negrinho baixinho, com um gorro vermelho na cabeça e um pito no canto da boca.

Babica: Espera que não entendi. Negrinho baixinho, gorro vermelho, pito na boca? Que bicho é esse?

Bárbara: É uma criatura fantástica, Babica. Parece um menino, a pele é negra, ele usa um gorro vermelho e um pito, que é uma espécie de cachimbo na boca. E ele tem uma perna só.

Babica: Como é que é?

Bárbara: Ele tem uma perna só. E anda praticamente pelado.

Babica: Pelado? Ele é grande?

Bárbara: Tem o tamanho de uma criança de seis ou sete anos.

Babica: Bárbara, mas que criatura mais estanha. Eu sei que existem umas que são homens fortes e peludos, outras que tem corpo de homem e cabeça de bicho, outras que têm asas, algumas que tem cara de gente e corpo de bicho. Mas um menino pelado com uma perna só, de gorro vermelho e cachimbo eu nunca vi…

Bárbara: Pois é, Babica. Coisa de brasileiro. O Saci adora atazanar a vida de quem estiver por perto, seja gente ou bicho.

Babica: Ah, ainda por cima é arteiro? E o que ele faz?

Bárbara: Ele é travesso, monta cavalos com uma perna só…

Babica: Espera. Como é que alguém monta cavalo tendo uma perna só, e ainda por cima, pelado?

Bárbara: Ele monta, Babica. E aí pega a crina do cavalo e vai fazendo trancas e nós.  Contam que ele até suga o sangue dos cavalos! E ele apronta, viu? Faz os cavalos correrem até ficarem sem fôlego. Os donos encontram os cavalos assustados, cansados e fracos por causa do sangue que o Saci chupou.

Babica: Meu Deus. Eu tinha a impressão que o Saci era só uma criança arteira.

Bárbara: Ele não é humano, Babica. É um ser da floresta. Dizem que ele é um demônio que parece viver para brincar e causar confusão. Algumas histórias contam que os Sacis eram filhos de escravas negras, abandonados nas matas. As crianças abandonadas morriam e se transformavam em Sacis.

Babica: Então tem mais de um??

Bárbara: Tem vários, Babica, de vários tamanhos.

Babica: Bárbara, eu to ficando com medo desse bicho.

Bárbara: Calma que tem jeito certo de lidar com ele. O saci também invade as casas para fazer suas brincadeiras. Ele pode queimar as comidas que estão sendo feitas, azedá-las, roubar os ovos das galinhas, esconder objetos, apagar a luz das lamparinas, e outras artes.

Babica: Só ele acha graça nessas brincadeiras!

Bárbara: E sabe como ele se locomove?

Babica: Ué? Só pode ser pulando numa perna só.

Bárbara: Isso mesmo. Mas ele também faz um redemoinho…

Som do redemoinho

… e dentro dele vai muito rápido de um lugar para outro. O redemoinho já foi visto por muitos como obra do Saci para levantar a folhagem e espalhar sujeira.

Babica: Ele vai dentro de um redemoinho?

Bárbara: Sim. E é só aí que dá para capturar o Saci.

Babica: Dá pra pegar ele?

Bárbara: Dizem que, se quiser capturá-lo, é só esperar aparecer um redemoinho e jogar uma peneira de cruzeta sobre ele.

Babica: Peneira de cruzeta?

Bárbara: É. Você vai precisar de uma peneira que tem um reforço de madeira em formato de cruzeta. Era usada para abanar café antigamente.  Você fica escondida esperando aparecer um redemoinho. Quando ele chegar, você joga a peneira em cima dele. O Saci vai ficar preso nela.

Babica: Mas como assim? Ele não pode com a peneira?

Bárbara: Ele não pode é com a cruz, Babica. Aí vem a parte mais delicada…

Babica: Aiiiii… qual?

Bárbara: Você tem de enfiar a mão por baixo da peneira e pegar o gorro do saci.

Babica: Eu, hein? E se ele me morder??

Bárbara: Não sei se morde, mas tem de pegar o gorro. É no gorro que ele guarda seus superpoderes. Quem tem o gorro, manda no Saci.

Babica: Eu, hein?

Bárbara: Aí você coloca o Saci dentro de uma garrafa…

Babica: Garrafa? Mas então ele é pequenininho.

Bárbara: Não é não. Mas dá pra colocar dentro da garrafa, Gabica. Coisas de lendas. E tem de apertar bem a rolha e riscar nela uma cruz. É a cruz que prende o saci na garrafa.

Babica: Mas que história mais maluca, Bárbara! Quem é que vai querer um Saci dentro da garrafa? E como é que dá comida pra ele?

Bárbara: Babica, ele é um ser da floresta, isto é uma lenda, tem coisas que a gente não tem de explicar.

Babica: Tá bem. O Saci foi preso, e agora?

Bárbara: Jogar um rosário de capim sobre o Saci também pode funcionar.

Babica: O que é um rosário de capim?

Bárbara: Um rosário é como um colar especial que algumas pessoas usam quando querem rezar. Ele é formado por contas pequeninas, e cada conta representa uma oração. Quando ele é feito com capim, é um rosário de capim.

Babica: E o Saci não pode com ele?

Bárbara: Nem com ele, nem com a cruz.

Babica: Entendi. E o Saci é sempre criança?

Bárbara: Dizem que o Saci vive por 77 anos. Depois ele pode se transformar em um cogumelo.

Babica: A história fica cada vez mais doida.

Bárbara: Sabe quem escreveu muito sobre o Saci?

Babica: Quem?

Bárbara: Monteiro Lobato. Na coleção do Sítio do Pica Pau Amarelo o Saci aparece bastante.

Babica: É mesmo! Tem um livro inteiro só sobre ele!!! Mas de ondem surgiu essa lenda, Bárbara?

Bárbara:  A lenda do Saci surgiu na região Sul do Brasil entre os índios guarani. Conta-se que, a princípio, era conhecida no idioma tupi-guarani como çaa cy perereg. Çaa Cy significa “olho mau” e pérérég significa “saltitante”.

Babica: Pulando numa perna só!

Bárbara: Isso mesmo.  A influência dessa lenda no Sul foi tão grande que ela não ficou só no Brasil. Espalhou-se pela Argentina, Uruguai e Paraguai. Lá o saci-pererê é conhecido como yacy-yateré, e existem algumas diferenças entre essas versões.

Babica: Lá ele fala espanhol!

Bárbara: Ahahahaha. O yacy-yateré não é careca como o Saci. Ele tem duas pernas, cabelos loiros, usa um bastão de ouro como varinha mágica, fica invisível e usa um chapéu de palha. É anão assim como o saci, mas faz travessuras diferentes.

Babica: O quê?

Bárbara: Os paraguaios acreditam que yacy-yateré atrai crianças para fazer maldade com elas: roubar, ou deixá-las loucas ou surdas, dependendo da versão. Os argentinos falam que yacy atrai moças solteiras para então engravidá-las.

Babica: Mas Bárbara, essa criatura não tem nada a ver com o Saci.

Bárbara: Então, as diferenças entre as lendas são resultados das diferenças das culturas que contam as histórias. Cada uma coloca características diferentes. É assim que lendas vão passando de país para país.

Babica: Ah, vou procurar saber mais.

Bárbara: Vá, Babica. A lenda do Saci-Pererê oferece lições valiosas para crianças. O Saci ensina o respeito à natureza. mostrando que é importante respeitar o meio ambiente. A história também fala sobre ser cuidadoso e se prevenir em desafios. O Saci é diferente, mas isso é legal, ensinando que cada pessoa é única. Mesmo quando faz travessuras, podemos pensar em perdão e dar outra chance.

Babica: Ah, eu percebi que a lenda destaca a importância de explorar lugares novos com cuidado e mostra que contar histórias é uma tradição valiosa. O Saci é criativo e brincalhão, inspirando nossa imaginação.

Bárbara: Resumindo, a história do Saci é divertida e cheia de ensinamentos interessantes! Nos extras dos assinantes, vamos falar mais algumas curiosidades.

Barulhos de arrumação de mala ou mchila

Bárbara: O que você tá fazendo, Babica

Babica: Ué? Procurando um rolinho de fumo e uma garrafa de cachaça pra botar na mochila!

As duas: ahahahahahhahaha

_________________________________________________

Bárbara: Não esqueça então: os assinantes do Café Com Leite recebem um conteúdo extra no final de cada episódio!

Babica: Isso mesmo! Pule pra dentro do Café Com Leite! Ajude a gente a continuar! No canalcafebrasil.com.br

Bárbara: Venha pro Clube Café Com Leite!

_______________________________________________________

Bárbara: Muito bem! Eu sou a Bárbara Stock…

Babica: E eu sou a Babica! O avatar de Bárbara que mora no celular dela.

Bárbara: somos suas companheiras neste Café Com Leite, que é feito com muito carinho pela turma do Podcast Café Brasil. A edição é do Senhor A e o texto e direção são do Luciano Pires.

E hoje como vamos encerrar o episódio?

Babica: Vou trazer uma fala do Saci Pererê, que aparece nas obras de Monteiro Lobato!

Dentro de cada criatura, bichinho ou plantinha, há uma força que a empurra para a frente. Essa força é a Vida. Empurra e diz no ouvido das criaturinhas o que elas devem fazer. A vida é uma fada invisível.