s
Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 726 – Gently Weeps
Café Brasil 726 – Gently Weeps
Olha, algumas canções são tão sagradas que eu me sinto ...

Ver mais

Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Estamos protagonizando uma revolução nas mídias, com ...

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Isolamento social, ideologia e privilégio de classe
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
A linguagem é dialética. Para apreender toda a extensão do que é dito, é preciso captar não só o seu significado explícito, mas também o que se oculta. Todos sabemos: em período de pandemia, é ...

Ver mais

Polêmica indesejável
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Polêmica indesejável “Eu sou o que me cerca. Se eu não preservar o que me cerca, eu não me preservo.” José Ortega y Gasset A aprovação do marco regulatório do saneamento pelo Senado, no dia 24 de ...

Ver mais

O fenômeno da fraude acadêmica no Brasil
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Existe um fenômeno curioso na cultura brasileira: a falsificação de credenciais acadêmicas. A mentira do novo ex-ministro da Educação, Carlos Decotelli, que afirma ter concluído um doutorado que ...

Ver mais

Pandemia ou misantropia?
Filipe Aprigliano
Iscas do Apriga
Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão e escolha.

Ver mais

Cafezinho 298 – Jogando luz sobre a incerteza
Cafezinho 298 – Jogando luz sobre a incerteza
Os dias de incertezas que hoje vivemos, estão repletos ...

Ver mais

Cafezinho 297 – Empatia Positiva
Cafezinho 297 – Empatia Positiva
Empatia positiva. Saborear a sensação boa do outro não ...

Ver mais

Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Se você tem acesso a informações que outras pessoas não ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

A Fórmula da Satisfação

A Fórmula da Satisfação

Luciano Pires -

Em minhas palestras apresento a FÓRMULA DA SATISFAÇÃO, que é uma forma divertida de falar sobre a relação entre expectativa e desempenho. Se você quiser conhecer a fórmula em detalhe, acesse

Mas essa “fórmula”, de fórmula só tem a pinta. Na verdade é um roteiro que não garante a satisfação, mas dá uma perspectiva de como devemos agir para gerenciar as expectativas, coisa que fazemos muito mal.

Vamos à fórmula: Sa = De – Ex, onde “Sa” é satisfação, “De” é desempenho e “Ex” é expectativa. Satisfação é igual a desempenho menos expectativa. Quando o desempenho é maior que a expectativa, a satisfação é positiva. Quando o desempenho é menor que a expectativa, a satisfação é negativa. Tão óbvio que dói.

E dou o exemplo: fui num boteco e pedi a caipiroska que gosto, com vodka Stolichnaya. O garçom gentilmente disse: “não temos”. Pedi então uma das vodkas populares, mas emendei: “quero com lima da pérsia”. E o garçom, mais uma vez: “não temos”. Então vai com limão mesmo.

Esperei minha caipiroska de vodka popular com limão. Cinco minutos depois o garçom chega com uma garrafa de vodka Stolichnaya e um copo com lima da pérsia. Fui surpreendido pelo desempenho do garçom, muito acima das minhas expectativas! Mas espera um pouco… Se eles tinham tudo o que eu havia pedido, por que o garçom disse que não tinha?

Para jogar minhas expectativas para baixo, ué!

O garçom gerenciou minhas expectativas, tornando-as muito menores que sua capacidade de desempenho. Se ele tivesse simplesmente trazido o que eu havia pedido, não teria feito nada mais que a obrigação. Mas ao prometer menos e entregar mais, tornou-se o herói da noite.

Gerenciamento de expectativas é o nome do jogo.

Agora vamos lá. Nos últimos anos criou-se uma expectativa de que o Brasil estava blindado contra as crises internacionais; assumimos compromissos com Copa do Mundo e Olimpíadas, que seriam as melhores da história; criamos estatisticamente uma classe média em ascensão; inauguramos pedras fundamentais a torto e direito; o pré-sal surgiu como a chave do paraíso; prometemos creches, aeroportos, portos, estradas e mais uma infinidade de investimentos; incentivamos as pessoas a consumir; “pacificamos” áreas sob domínio de traficantes em inesquecíveis shows televisivos; criamos um bilionário brasileiro que anunciou que seria o maior do mundo; elaboramos planos mirabolantes que transformariam o Brasil numa potência mundial. Conosco ninguém pode! E a turma acreditou, aqui e no exterior.

Mas mesmo que muitas coisas tenham melhorado, a expectativa criada foi muito maior que o desempenho. As promessas não foram cumpridas, os benefícios não se fizeram sentir… Frustração. Satisfação negativa. E os prometedores começaram a amargar quedas de popularidade como nunca antes neste país.
É tão óbvio…

Satisfação é igual a desempenho menos expectativa. E o marketing, Vossa Excelência, só cria expectativas.

Luciano Pires