s
Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 726 – Gently Weeps
Café Brasil 726 – Gently Weeps
Olha, algumas canções são tão sagradas que eu me sinto ...

Ver mais

Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Estamos protagonizando uma revolução nas mídias, com ...

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Isolamento social, ideologia e privilégio de classe
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
A linguagem é dialética. Para apreender toda a extensão do que é dito, é preciso captar não só o seu significado explícito, mas também o que se oculta. Todos sabemos: em período de pandemia, é ...

Ver mais

Polêmica indesejável
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Polêmica indesejável “Eu sou o que me cerca. Se eu não preservar o que me cerca, eu não me preservo.” José Ortega y Gasset A aprovação do marco regulatório do saneamento pelo Senado, no dia 24 de ...

Ver mais

O fenômeno da fraude acadêmica no Brasil
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Existe um fenômeno curioso na cultura brasileira: a falsificação de credenciais acadêmicas. A mentira do novo ex-ministro da Educação, Carlos Decotelli, que afirma ter concluído um doutorado que ...

Ver mais

Pandemia ou misantropia?
Filipe Aprigliano
Iscas do Apriga
Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão e escolha.

Ver mais

Cafezinho 298 – Jogando luz sobre a incerteza
Cafezinho 298 – Jogando luz sobre a incerteza
Os dias de incertezas que hoje vivemos, estão repletos ...

Ver mais

Cafezinho 297 – Empatia Positiva
Cafezinho 297 – Empatia Positiva
Empatia positiva. Saborear a sensação boa do outro não ...

Ver mais

Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Se você tem acesso a informações que outras pessoas não ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

A matriz Carver

A matriz Carver

Luciano Pires -

As manifestações que acontecem pelo Brasil pedindo da melhoria da saúde ao fim do funk alto no busão, explicitam centenas de objetos da insatisfação popular e deixam claro que colocar ordem e resolver as demandas parece ser tarefa impossível.

Para quem conhece planejamento estratégico, parece evidente que a primeira ação a ser tomada é a priorização dos problemas. Não dá para resolver tudo de uma vez, então comecemos pelos mais urgentes e importantes. E para isso vou buscar inspiração nos militares, dando uma sugestão para a nossa Presidente.

Dona Dilma, o Exército dos Estados Unidos tem o que eles chamam de CARVER Matrix, um acrônimo feito a partir das primeiras letras de Criticality, Accessibility, Return (ou Recuperability), Vulnerability, Effect e Recognizability. Em português teríamos o mesmo CARVER, com Criticidade, Acessibilidade, Retorno, Vulnerabilidade, Efeito e Reconhecimento.

Eles analisam os alvos sob o ponto de vista de cada um dos fatores CARVER, dando a eles uma nota de 1 (mais baixo) a 5 (mais alto), dessa forma calculando uma matriz de prioridades. Quanto mais alta for a pontuação CARVER do alvo, mais importante ele se torna. Vamos ver como funciona, sempre considerando que o objetivo final é o bem estar da população:

Criticidade: quão crítico é o problema (alvo) em relação à capacidade de proporcionar o bem estar da população? Projetos que têm baixa criticidade, como plebiscitos, por exemplo, podem ser legais ou fáceis de fazer, mas no final representam muito pouco na capacidade de atingir o objetivo principal.

Acessibilidade: qual o grau de facilidade para atingir o alvo? É um objetivo muito fácil de acessar ou vai precisar de recursos que não temos?

Retorno: qual o impacto na capacidade do inimigo de se recuperar após a destruição do alvo? Qual o retorno que teremos do investimento de recursos aplicado no ataque ao alvo? Se o inimigo se recupera rapidamente, talvez seja perda de tempo atacar.

Vulnerabilidade: qual a vulnerabilidade do alvo? Quanto recurso é necessário para atingi-lo? É caro ou barato destruir aquele alvo?

Efeito: qual a consequência da destruição do alvo? Se atingirmos nosso objetivo, qual a consequência em nossas vidas e na vida dos outros?

Reconhecimento: o alvo pode ser visto com facilidade ou está bem camuflado? É fácil reconhecer os passos necessários para atingi-lo? É algo familiar ou vamos ter que começar do zero?

Dona Dilma, se a senhora tiver tempo, monte uma Matriz Carver e lance nela alguns dos principais motes das manifestações, calculando a pontuação. Faça o exercício lembrando que as notas para cada atributo devem levar em consideração seus objetivos, sua missão, seu propósito: o bem estar da população. No final, a senhora concluirá quais são os alvos mais importantes e que devem ser atacados já.

Mas, por favor, faça isso sozinha. Não peça ajuda ao Mercadante, ou a senhora não vai entender nada. Não peça ajuda ao João Santana ou a senhora só fará promessas. Não peça ajuda ao Lula, ou a senhora só atenderá as prioridades pessoais dele. E, por favor, não peça ajuda ao Guido Mantega. Ele vai errar a conta.

Luciano Pires