s
Artigos Café Brasil
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 792 – Solte o belo!
Café Brasil 792 – Solte o belo!
A beleza existe? Ou é só coisa da nossa cabeça? E se ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Regras de Definição (parte 5)
Alexandre Gomes
  Para cumprir a função de DEFINIÇÃO, esta deve atender alguns requisitos. Do contrário, será apenas enrolação ou retórica vazia. Os requisitos são: 1. CONVERSÍVEL em relação ao sujeito, à ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Definição dos Termos (parte 4)
Alexandre Gomes
  Uma definição torna explícita a INTENSÃO* ou significado de um termo, a essência que este termo representa.   *  você deve ter estranhado a palavra INTENSÃO, imaginando que seria ...

Ver mais

Enquanto isso
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Em setembro do ano passado o STF julgou um processo muito interessante, sobre a propriedade do Palácio Guanabara, sede do governo do Estado do Rio de Janeiro. Foi decidido que o palácio pertence ...

Ver mais

Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Descobri o que acontece com aquela gente enfática, que ...

Ver mais

Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Gritaria ideológica em rede social, sustentada em ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
O ser humano, naturalmente, só confia em membros de sua ...

Ver mais

A Tribo

A Tribo

Luciano Pires -

O texto de hoje é um baita merchandising. Mas necessário…

Quando o homem pré-histórico desceu das árvores, reuniu-se em grupos, o que era mais seguro do que aventurar-se sozinho em meio às feras que naquela época comiam a gente. E os primeiros grupos logo evoluíram, transformando-se em tribos que freqüentamos até hoje.

Estar numa tribo dá a sensação de pertencimento, de proteção, de apoio. Dá o prazer de dividir com outras pessoas gostos e opiniões. Dá oportunidade para aprendizado. Por isso a maioria das pessoas precisa viver em tribos, conectadas. Com o surgimento da internet esse conceito de “conexão” assumiu proporções nunca antes imaginadas.

Mas uma tribo não é só a conexão entre seus membros. Para ser uma tribo esses membros devem estar conectados a um líder, que não é necessariamente um chefe dando ordens, mas alguém que influencia as escolhas. Por exemplo, se você é um fã incondicional do Gugu Liberato, todo domingo está firme assistindo o programa dele, telefonando para participar, sendo membro da comunidade do Gugu no Orkut e comprando os produtos que ele anuncia, você faz parte da tribo do Gugu. Está conectado aos outros membros da tribo e ao líder: Gugu. O Gugu nem sabe que você existe, mas exerce uma influência sobre você e o grupo. É ele quem apresenta o programa, escolhe as atrações e conduz o conteúdo dominical que você tanto aprecia. Ele influencia no mínimo a escolha que você faz sobre que destino dar a seu tempo livre: assistir o programão de domingo!

Então: tribos são grupos de pessoas conectadas entre si e conectadas a um líder. Mas tem mais: a tribo também deve estar conectada a uma idéia comum. Um propósito. A tribo da turma de corrida no parque, por exemplo, tem um propósito comum: qualidade de vida através do bem estar físico.

Então ficamos assim: tribos são grupos de indivíduos conectados entre si, conectados a um líder e compartilhando um propósito comum. O que determina o valor de uma tribo é a qualidade das conexões e dos relacionamentos entre seus membros. Quanto mais participativos, mais colaborativos, mais interessados em compartilhar conhecimentos são os membros, mais ricas serão as oportunidades de aprendizado e mais capacidade de fazer acontecer a tribo terá.

E o papel do líder é facilitar essas conexões, nutrir esses relacionamentos, facilitar a comunicação entre os membros da tribo. Se for bem sucedido, a tribo crescerá e conquistará o que todos buscam: progresso.

Bem, você que lê meus artigos semanais, mesmo sem perceber, faz parte de uma tribo com um propósito comum: combater o emburrecimento que toma conta do Brasil. Mas para ser efetiva, nossa tribo precisa ampliar suas conexões. Por isso faço um convite: visite o www.portalcafebrasil.com.br e cadastre-se em nossa comunidade. Vamos turbinar nossas conexões e relacionamentos. É assim que evoluímos.

Se você acha que o trabalho que estamos fazendo vale a pena, arregace as mangas. O esforço é mínimo e a recompensa é grande. Mais que isso: você terá a oportunidade de passar de leitor passivo a participante ativo. Não é isso que interessa?

Luciano Pires