s
Artigos Café Brasil
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 792 – Solte o belo!
Café Brasil 792 – Solte o belo!
A beleza existe? Ou é só coisa da nossa cabeça? E se ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Pax Aeterna
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Maquiavel é, com alguma freqüência, considerado o primeiro cientista político moderno: nas suas análises, ele teria sido um dos primeiros a rejeitar tanto uma concepção metafísica da natureza ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Regras de Definição (parte 5)
Alexandre Gomes
  Para cumprir a função de DEFINIÇÃO, esta deve atender alguns requisitos. Do contrário, será apenas enrolação ou retórica vazia. Os requisitos são: 1. CONVERSÍVEL em relação ao sujeito, à ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Definição dos Termos (parte 4)
Alexandre Gomes
  Uma definição torna explícita a INTENSÃO* ou significado de um termo, a essência que este termo representa.   *  você deve ter estranhado a palavra INTENSÃO, imaginando que seria ...

Ver mais

Cafezinho 432 – O vencedor
Cafezinho 432 – O vencedor
As pessoas não se importam com o que você diz, desde ...

Ver mais

Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Descobri o que acontece com aquela gente enfática, que ...

Ver mais

Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Gritaria ideológica em rede social, sustentada em ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

A vida como processo

A vida como processo

Luciano Pires -

Ando cada dia mais abismado com a quantidade de gente incapaz de entender o que lê, o que ouve e o que vê. É impressionante. E uma das coisas que mais me chama a atenção é o tratamento do mundo, dos acontecimentos, das interações, de forma maniqueísta, sempre nos extremos. Ou é isto ou é aquilo; se gosta disto, não gosta daquilo; se é a favor disto, é contra aquilo. E deu. Parece que as pessoas não se dão conta de que a vida é um processo, tratam tudo como o aqui e agora.

No mundo dos negócios, a definição de “processo” é algo como “uma sequência de procedimentos conectados e interdependentes que, a cada estágio, consomem um ou mais recursos para converter insumos em resultados. Esses resultados então servem como insumos para o próximo estágio, até que um objetivo ou resultado seja alcançado.”

Viu como é complexo? A vida é assim também…

Alguém que dá uma opinião deve tê-la baseado em suas referências, em seus valores, em suas leituras – os insumos -, para construí-la – o resultado. Desconhecer essas referências é o primeiro passo para fazer julgamentos apressados sobre o autor da opinião e criticar sua obra de forma maniqueísta.

Eu produzo há dez anos o Podcast Café Brasil, semanalmente publicando um episódio onde trato da vida, falo de arte, de política, de sociedade, de comportamento. E há muito tempo me dei conta de que esse meu projeto tem de ser apreciado como um processo. É um programa por semana, e esse programa específico não representa a totalidade do Café Brasil. Para poder dizer “gosto” ou “não gosto”, a pessoa tem de ouvir vários episódios. Tem de aprender um pouco sobre a linguagem que uso, sobre as ideias que defendo, sobre a forma como cada assunto semanal está ligado a um propósito maior. Quem não faz assim, não consegue apreciar o processo, só consegue apreciar um programa.

O mesmo tenho usado em minha vida para apreciar os acontecimentos, o trabalho de outras pessoas, as ideias com as quais interajo. Recebi um texto de alguém? Se julgar interessante, vou procurar saber dessa pessoa. Vou ver sua página nas mídias sociais, as referências na Wikipedia, o site ou blog que ela mantém. Vou ver os tuítes que ela retuíta e os posts que ela compartilha (esses são matadores!). Vou querer saber um pouco de sua biografia, de suas influências, de onde ela veio e para onde ela vai. Quero saber de seus valores e convicções, de como constrói seu raciocínio. Vou ler mais textos, assistir mais vídeos, ouvir mais de seus trabalhos, para só depois me atrever a tirar alguma conclusão.

Meus longos anos de existência me ensinaram que a vida deve também ser vista assim, como um processo.

O que aprendi com meus podcasts, por exemplo, é que na semana que vem tem outro. O que não discuti neste, posso discutir no próximo, o que errei neste, posso corrigir no próximo, o que faltar neste, posso complementar no próximo. O mundo não vai acabar na semana que vem, nada pode ser definitivo. E talvez em algum momento eu deva fazer aquela afirmação libertadora:

– Eu estava errado, mudei de ideia.

É isso que tenho tentado trazer para minha vida: a visão como um processo, como algo contínuo, onde quase nada permanece imóvel, onde as pressões dos contextos, as influências, a exposição contínua às ideias nos transformam. Quem já releu um livro ou reviu um filme com o qual teve contato muitos anos atrás sabe do que estou falando. O livro e o filme são os mesmos, mas eu sou outra pessoa. A leitura de hoje é diferente daquela de anos atrás, são novas descobertas e algumas decepções.

Eu mudo com o mundo. A percepção sobre meu trabalho muda com o crescimento de meus leitores e ouvintes. E isso vale para a forma como aprecio ou critico o trabalho e a opinião das pessoas com as quais tenho contato.

A vida é um processo. As coisas são mais complexas do que achamos que são.

Só a burrice é estática.