s
Artigos Café Brasil
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 799 – Essa tal meritocracia
Café Brasil 799 – Essa tal meritocracia
Meritocracia, meritocracia... meritocracia... como tem ...

Ver mais

Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
O Café Brasil de hoje é a releitura de um programa de ...

Ver mais

Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Tenho feito uma série de lives que chamei de ‘Bora pra ...

Ver mais

Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Outro daqueles acidentes estúpidos vitimou mais uma ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 5 – Proposições e sua Expressão Gramatical (parte 1)
Alexandre Gomes
DEFINIÇÕES E DISTINÇÕES Proposição e relação de termos. A proposição AFIRMA uma relação de termos. Em uma estrutura de palavras compostas de: um sujeito, uma cópula e um predicado. Os termos ...

Ver mais

A catástrofe circular da escola brasileira
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
A catástrofe circular da nossa escola: temos professores de fraca formação acadêmica, com salários miseráveis. Eles oferecem aos seus alunos pouca cultura e, por isso, não os elevam acima da ...

Ver mais

Quadrinhos em alta
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Quadrinhos em alta Apesar do início com publicações periódicas impressas para públicos específicos, as HQs não se limitam a atender às crianças. Há quadrinhos para adultos, de muita qualidade, em ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Tipos e Regras de Divisão Lógica (parte 7)
Alexandre Gomes
Antes de tratar das regras da divisão lógica – pois pode parecer mais importante saber as regras de divisão que os tipos de divisão – será útil revisar alguns tópicos já tratados para ...

Ver mais

Cafezinho 444 – Congestão mental
Cafezinho 444 – Congestão mental
Quanto de alimento intelectual você consegue entuchar ...

Ver mais

Cafezinho 443 –  O crime nosso de cada dia
Cafezinho 443 –  O crime nosso de cada dia
A sociedade norte americana está doente. E eles somos ...

Ver mais

Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
A cultura é boa porque influencia diretamente a forma ...

Ver mais

Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
A baixa cultura faz crescer a bunda, melhorar o ...

Ver mais

Brazil-zil-zil

Brazil-zil-zil

Luciano Pires -

Desde o início fui contra esse mega evento esportivo no Brasil. Ele me lembra o pai desempregado organizando uma festa de debutante cinematográfica para a filha…

A organização dos jogos dá espaço para a expressão máxima do Lado Negro da Cultura Brasileira:

1. Assumir compromissos sem certeza de conseguir cumprir;
2. Chutar orçamentos baixos e ganhos altos para obter a simpatia popular;
3. Se achar o máximo apenas pela capacidade de dizer que se é o máximo;
4. Priorização das aparências em detrimento do conteúdo, da organização e dos processos;
5. Fazer propaganda em cima de feitos futuros e, portanto, incertos;
6. Absoluta incapacidade de priorização e, por consequência, de planejamento;
7. Contar com ajuda divina para os recursos que hão de chegar;
8. Empurrar para terceiros a responsabilidade dos compromissos por si assumidos;
9. Jamais reconhecer os erros ou fazê-lo tarde demais;
10. Arrogância;
11. Desperdício do dinheiro público;
12. Roubo do dinheiro público;
13. Mobilização de estruturas do Estado para atender emergencialmente a segurança do evento. Depois dos jogos e de autoridades dizendo “viu como foi seguro?”, volta tudo ao normal;
14. Após o evento, esquecimento total, não prestação de contas, nenhuma responsabilização sobre os problemas, nenhum aprendizado;

e, por fim.

15. Quando alguém falar mal da bagunça, falta de planejamento e incompetência, rotular como falta de patriotismo, mal humorado, indivíduo desagregador ou elite/coxinha/fascista e outros.

No fim, assim como no carnaval, os jogos terão sido uma grande festa, as cagadas encobertas/esquecidas por qualquer brasileiro com um copo de cerveja na mão; dois ou três atletas que ganharão algumas medalhas serão endeusados; turistas nacionais e estrangeiros serão depenados e ficarão encantados com o Pão de Açúcar e o Corcovado; a Rede Globo vai se esgoelar com aquele pseudo-patriotismo típico; alguns políticos vão tentar tirar lasquinhas; a culpa das obras inacabadas será da crise internacional; começam as reformas dos equipamentos inaugurados para os jogos e alguém descobrirá que não tem grana para a manutenção anual milionária desses equipamentos, que serão abandonados. E a população sofrerá as consequências, enquanto eu e você pagamos as contas.

Calma.

Estou falando da Copa do Mundo de Futebol.