s
Artigos Café Brasil
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 792 – Solte o belo!
Café Brasil 792 – Solte o belo!
A beleza existe? Ou é só coisa da nossa cabeça? E se ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Pax Aeterna
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Maquiavel é, com alguma freqüência, considerado o primeiro cientista político moderno: nas suas análises, ele teria sido um dos primeiros a rejeitar tanto uma concepção metafísica da natureza ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Regras de Definição (parte 5)
Alexandre Gomes
  Para cumprir a função de DEFINIÇÃO, esta deve atender alguns requisitos. Do contrário, será apenas enrolação ou retórica vazia. Os requisitos são: 1. CONVERSÍVEL em relação ao sujeito, à ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Definição dos Termos (parte 4)
Alexandre Gomes
  Uma definição torna explícita a INTENSÃO* ou significado de um termo, a essência que este termo representa.   *  você deve ter estranhado a palavra INTENSÃO, imaginando que seria ...

Ver mais

Cafezinho 432 – O vencedor
Cafezinho 432 – O vencedor
As pessoas não se importam com o que você diz, desde ...

Ver mais

Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Descobri o que acontece com aquela gente enfática, que ...

Ver mais

Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Gritaria ideológica em rede social, sustentada em ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

Chucrute com banana

Chucrute com banana

Luciano Pires -

Fui gravar um episódio do podcast Café Brasil em uma produtora de áudio chamada Panela Produtora e conheci uma história fascinante. Para poder apreciar e se deleitar com ela, você terá que assistir aos curtos vídeos cujos links eu publicarei neste texto. Vamos a ela.

Por volta de 1980 meu amigo Janjão, brilhante técnico de som da Panela, gravou em Recife quatro discos com músicos de forró: Toinho de Alagoas, Heleno dos Oito Baixos, Duda da Passira e José Orlando. Embora tenham sido oferecidos a várias gravadoras, nenhuma se interessou pelo material que acabou, anos depois, nas mãos de um produtor inglês que conseguiu que um CD com uma compilação dos quatro trabalhos fosse lançado nos EUA. E o disco ficou, por apenas um ponto, em segundo lugar na disputa do Grammy Awards 1991 na categoria Traditional Folk, numa época em que ainda não havia o Grammy Latino, portanto a disputa era acirradíssima. Outra daquelas histórias bem típicas dos brasileiros, sabe como é?

Quase 25 anos depois, buscando no Youtube por Toinho das Alagoas, o Janjão chega a um curioso vídeo onde um alemão chamado Jan do Pandeiro toca e canta – em português – uma música de Toinho, o Bicho da Cara Preta. E Jan explica:

“Esta canção é um ‘forró’ de Toinho de Alagoas, Brasil. Tocada no cavaquinho sobre uma base que fiz. Não é uma forma tradicional de tocar forró, que precisa de sanfona, zabumba e triângulo. E evidentemente, uma voz melhor que a minha.”

Veja o vídeo:

Impressionado com o “swing” do alemão, Janjão mostrou o vídeo para Filipe Trielli, um dos donos da Panela Produtora, que decidiu fazer um trabalho de áudio e vídeo sobre o vídeo original. Convidaram músicos para participar e o resultado é irresistível:

 

Mas é então que vem a mágica, demonstrando como a música é linguagem universal e como a internet derrubou definitivamente as fronteiras. Janjão entrou em contato com o Jan do Pandeiro na Alemanha. A princípio assustado com a perspectiva de tomar um processo por violação de direitos autorais, o alemão ficou aliviado quando Janjão contou do vídeo e combinou que enviaria para que ele assistisse, com a condição de que Jan gravasse sua reação enquanto assistia. Veja o vídeo:

Agora coloque-se no lugar de Jan do Pandeiro. Imagine que você é um apaixonado pela música de uma cultura distante da sua e grava um vídeo despretensioso para o Youtube. O vídeo cai nas mãos de profissionais da música daquela cultura distante que ficam entusiasmados com seu esforço e, usando como base o seu trabalho, produzem algo muito maior.

Dá para imaginar o impacto?

Bem, eu me emocionei ao acompanhar a história com a turma da Panela, a ponto de escrever este texto para compartilhar com você um acontecimento que, no meio da enxurrada de más notícias, maus augúrios, intolerância e pessimismo destes dias, é um sopro de emoção.

Tomara que você se contamine.