s
Artigos Café Brasil
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 792 – Solte o belo!
Café Brasil 792 – Solte o belo!
A beleza existe? Ou é só coisa da nossa cabeça? E se ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Regras de Definição (parte 5)
Alexandre Gomes
  Para cumprir a função de DEFINIÇÃO, esta deve atender alguns requisitos. Do contrário, será apenas enrolação ou retórica vazia. Os requisitos são: 1. CONVERSÍVEL em relação ao sujeito, à ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Definição dos Termos (parte 4)
Alexandre Gomes
  Uma definição torna explícita a INTENSÃO* ou significado de um termo, a essência que este termo representa.   *  você deve ter estranhado a palavra INTENSÃO, imaginando que seria ...

Ver mais

Enquanto isso
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Em setembro do ano passado o STF julgou um processo muito interessante, sobre a propriedade do Palácio Guanabara, sede do governo do Estado do Rio de Janeiro. Foi decidido que o palácio pertence ...

Ver mais

Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Descobri o que acontece com aquela gente enfática, que ...

Ver mais

Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Gritaria ideológica em rede social, sustentada em ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
O ser humano, naturalmente, só confia em membros de sua ...

Ver mais

Compe-tititi-vidade

Compe-tititi-vidade

Luciano Pires -

Ajudei a conduzir esta semana o Seminário Transpodata em Caxias do Sul, quando alguns competentes especialistas discutiram o sistema de transporte de cargas no Brasil, especialmente em relação ao agronegócio. Quando recebemos informações diretamente de quem trabalha com os dados reais, sem o filtro da imprensa, sem o “ouvi dizer”, sem o achismo e a manipulação dos interesses ideológicos, temos a real dimensão dos problemas e oportunidades do Brasil. E vou dizer uma coisa: é assustador.

Numa das apresentações, Antônio da Luz, Economista Chefe do Sistema FARSUL – Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul, apresentou uma comparação dos custos de frete no Brasil e nos Estados Unidos.

Transportar soja pelos 2.700 km que ligam o estado de Iowa ao porto de Nova Orleans, custa U$ 0,03 por tonelada por km. Já o custo do transporte da soja pelos 2.337 km que ligam a região de Sorriso, no Mato Grosso, ao porto de Paranaguá, é de U$ 0,06 ton/km, 100% mais caro! Ah, mas e se for até o porto de Santos, que é mais perto? São 2.204 km e o custo cai para U$ 0,05 ton/km, ainda assim 67% acima dos EUA. Mas o queixo da platéia caiu mesmo quando ele fez a comparação com o custo do transporte pelos 533 km que separam a região de Cruz Alta, no Rio Grande do Sul, do porto de Rio Grande, no mesmo estado: U$ 0,13 por ton/km. Inacreditáveis 333% mais caros que nos EUA, apesar da distância ser 70% menor!

Sacou? O custo para transportar cada tonelada por quilômetro pode ser 67%, 100% e 333% mais caro no Brasil do que nos EUA. O Brasil tem compe-tititi-vidade…

Bem, isso não é propriamente uma novidade, mas quando os números aparecem na cara da gente, incontestáveis, não há como evitar o choque.

No final do evento o Eng. Luiz Carlos Ribeiro, coordenador geral de planejamento do Ministério dos Transportes, mostrou o Programa de Investimentos em Logística para Rodovias e Ferrovias no Brasil. Serão 133 bilhões de reais investidos em 35 anos, 60% dos quais nos próximos cinco anos, sem considerar o Trem de Alta Velocidade. Tive chance de jantar com ele e ouvir suas preocupações e cuidados para desenvolver um projeto que atenda às carências imediatas e futuras do Brasil.

Num extremo os técnicos usuários do sistema, gente inteligente que tem as informações necessárias, os levantamentos, as pesquisas, as propostas, e que vive na prática os problemas de seus segmentos. No outro extremo, os técnicos do governo, que cuidam do planejamento, tentando contemplar a todos numa missão aparentemente impossível. Dois extremos ocupados por gente que quer fazer. Mas no meio… os políticos, que detêm o poder de escolha entre partir para a execução ou permanecer no tititi…

Nenhum outro país tem o potencial que o Brasil tem para crescimento a partir da resolução de seus problemas logísticos. Nenhum outro país tem recursos, terra e água como nós. Mas poucos têm a mesma incapacidade de transformar esse potencial em realidade.

Alô Brasil! Chega de iniciativa. Precisamos de acabativa.

Luciano Pires