s
Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 726 – Gently Weeps
Café Brasil 726 – Gently Weeps
Olha, algumas canções são tão sagradas que eu me sinto ...

Ver mais

Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Estamos protagonizando uma revolução nas mídias, com ...

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Isolamento social, ideologia e privilégio de classe
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
A linguagem é dialética. Para apreender toda a extensão do que é dito, é preciso captar não só o seu significado explícito, mas também o que se oculta. Todos sabemos: em período de pandemia, é ...

Ver mais

Polêmica indesejável
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Polêmica indesejável “Eu sou o que me cerca. Se eu não preservar o que me cerca, eu não me preservo.” José Ortega y Gasset A aprovação do marco regulatório do saneamento pelo Senado, no dia 24 de ...

Ver mais

O fenômeno da fraude acadêmica no Brasil
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Existe um fenômeno curioso na cultura brasileira: a falsificação de credenciais acadêmicas. A mentira do novo ex-ministro da Educação, Carlos Decotelli, que afirma ter concluído um doutorado que ...

Ver mais

Pandemia ou misantropia?
Filipe Aprigliano
Iscas do Apriga
Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão e escolha.

Ver mais

Cafezinho 298 – Jogando luz sobre a incerteza
Cafezinho 298 – Jogando luz sobre a incerteza
Os dias de incertezas que hoje vivemos, estão repletos ...

Ver mais

Cafezinho 297 – Empatia Positiva
Cafezinho 297 – Empatia Positiva
Empatia positiva. Saborear a sensação boa do outro não ...

Ver mais

Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Se você tem acesso a informações que outras pessoas não ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

#EnquantoIsso

#EnquantoIsso

Luciano Pires -

Em 2015, de saco cheio com o mau humor das mídias sociais, em especial do Facebook, criei o #EnquantoIsso para marcar posts positivos, que mostrassem indivíduos fazendo acontecer. A ideia é celebrar pessoas que, apesar de terem diante de si problemas aparentemente insolúveis, partem para a ação e conseguem atingir objetivos que pareceriam impossíveis. E dá-lhe histórias do catador de papelão que se formou na escola; do aluno da escola humilde que chega em primeiro no vestibular da grande universidade; do inventor sem recursos que cria algo que impacta na vida das pessoas; do agricultor que anda quilômetros para poder estudar e consegue se formar; da filha que homenageia os pais humildes que se viraram para dar-lhe condições de estudo, etc etc etc.

A ideia é celebrar a iniciativa individual, sacou? Celebrar a iniciativa individual.

Mas há quem se incomode com isso, e comenta: “o Luciano fica mostrando as exceções e ignorando a regra”. Em outras palavras, o sujeito diz: o Luciano devia continuar mostrando as merdas que são maioria, e não as coisas que dão certo, por sorte, para meia dúzia. É mais ou menos como ficar mostrando doenças e não as pessoas que procuram saídas para a doença.

Essa gente que se incomoda não reconhece o esforço individual como capaz de tirar alguém de um gueto, de um destino pré-traçado, que a sociedade reservou aos azarados, deficientes e miseráveis. Essa gente que se incomoda acha que mostrar os que deram certo é o mesmo que dizer:

– Tá vendo? Se deu certo para ele, dará pra você. Relaxa…

Não. Não é isso.

Nossos pensamentos são próprios, acontecem dentro de nossas cabeças, mas a substância desses pensamentos é constituída das experiências vividas, dos processos cognitivos e… de exemplos. E ao contrário do que muita gente pensa, não somos definidos por nossos relacionamentos ou pelos exemplos que vemos. Na verdade, escolhemos concordar ou não com eles, num processo de autoconstrução, criando as pessoas que queremos ser, compondo aquilo que se chama caráter, que é feito de julgamentos e de força de vontade.

Ao nascer, você foi condenado a escolher e agir, e a capacidade de pensamento independente levando em conta outros indivíduos é que cria sua autonomia individual.

Mostrar os que, a partir de sua iniciativa individual saíram da inércia é, portanto, uma forma de expor você a escolhas.

Tem gente que escolhe se inspirar e partir para ação.

Tem gente que escolhe achar que foi sorte e continuar no mimimi.

Escolha.