s
Artigos Café Brasil
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 792 – Solte o belo!
Café Brasil 792 – Solte o belo!
A beleza existe? Ou é só coisa da nossa cabeça? E se ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Regras de Definição (parte 5)
Alexandre Gomes
  Para cumprir a função de DEFINIÇÃO, esta deve atender alguns requisitos. Do contrário, será apenas enrolação ou retórica vazia. Os requisitos são: 1. CONVERSÍVEL em relação ao sujeito, à ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Definição dos Termos (parte 4)
Alexandre Gomes
  Uma definição torna explícita a INTENSÃO* ou significado de um termo, a essência que este termo representa.   *  você deve ter estranhado a palavra INTENSÃO, imaginando que seria ...

Ver mais

Enquanto isso
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Em setembro do ano passado o STF julgou um processo muito interessante, sobre a propriedade do Palácio Guanabara, sede do governo do Estado do Rio de Janeiro. Foi decidido que o palácio pertence ...

Ver mais

Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Descobri o que acontece com aquela gente enfática, que ...

Ver mais

Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Gritaria ideológica em rede social, sustentada em ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
O ser humano, naturalmente, só confia em membros de sua ...

Ver mais

Eu Laiko!

Eu Laiko!

Luciano Pires -

Num dos eventos em que palestrei um dos apresentadores foi um jovem executivo de uma grande agência de propaganda global.  Coube a ele tratar das novas mídias e formas de fazer negócios utilizando a internet. Ele anunciou que trataria de “retail”, “mobile”, “social media”, “devices” e uma sucessão de termos em inglês que não estavam apenas nas imagens projetadas na tela, mas em seu vocabulário. Se um iPad pudesse falar  acho que falaria como ele, um cruzamento de português com iPad, uma espécie de dialeto, o aipedês… Em cada frase uma palavra em aipedês, como “basta uploudar”. E lá pelas tantas ele colocou na tela a imagem daquele sinal de positivo, a mãozinha com o dedão levantado característica do Facebook, dizendo que aquele sistema do “like it” (“curtir”) é a grande sensação. E soltou o petardo:

– Todo mundo quer ser laikado!

Todo mundo quer ser laikado… puro aipedês! 

Quando uma tendência passa a influenciar a forma como falamos, significa que deixou de ser um modismo para ser um fenômeno social. A tecnologia, especialmente aquela voltada ao mundo dos computadores, da internet, já é um fenômeno cultural que influencia vários aspectos de nossa vida. 

O desenvolvimento da internet e de tudo aquilo que ela proporcionou, sofreu uma virada no ano 2000, quando estourou a bolha especulativa que produziu (e destruiu) negócios bilionários. Ali tivemos certeza de que vivíamos uma mudança profunda. Mais de uma década se passou a ainda não entendemos direito como tirar proveito desse novo mundo virtual.Eu faria uma aposta. O grande estouro da internet, o momento de mudança definitiva na humanidade começará mesmo por volta de 2018, basicamente por dois motivos:

Pouco dias atrás anunciou-se que a Índia estava lançando um modelo de tablet (olha o aipedês!) que custará entre 20 e 40 dólares, com o objetivo de atender a uma população de 200 milhões de estudantes indianos. Você leu direito: 200 milhões! Esse barateamento e conseqüente multiplicação daquilo que o rapaz do começo deste texto chamou em aipedês de “devices” acontecerá rapidamente em todo o mundo. Dá para imaginar o impacto em 8 anos?

Mas o mais importante vem agora: em 2018 a garotada que tinha 10 anos de idade em 2000 estará completando 28 anos. Uma geração que cresceu dentro da internet, que interage e se comunica diferente das gerações mais antigas, a minha e a sua… Aos 28 anos de idade, essa moçada estará assumindo postos de chefia, de gerência, de direção no governo e nas empresas. 

Seu chefe falará aipedês! No Brasil, nos Estados Unidos, na França, na Índia, na Indonésia, no Butão e na Rodésia. 

Começo a achar que o aipedês um dia conseguirá aquilo que se tentou com o esperanto: uma linguagem universal. Você duvida?

Pois então… Prepare-se meu amigo, minha amiga. O mundo que vem por aí não fala nossa língua. É melhor ir treinando…

Eu laiko, tu laikas, ele laika. Nós laikamos, vós laikais , eles laikam.

Luciano Pires