s
Artigos Café Brasil
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 792 – Solte o belo!
Café Brasil 792 – Solte o belo!
A beleza existe? Ou é só coisa da nossa cabeça? E se ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Pax Aeterna
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Maquiavel é, com alguma freqüência, considerado o primeiro cientista político moderno: nas suas análises, ele teria sido um dos primeiros a rejeitar tanto uma concepção metafísica da natureza ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Regras de Definição (parte 5)
Alexandre Gomes
  Para cumprir a função de DEFINIÇÃO, esta deve atender alguns requisitos. Do contrário, será apenas enrolação ou retórica vazia. Os requisitos são: 1. CONVERSÍVEL em relação ao sujeito, à ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Definição dos Termos (parte 4)
Alexandre Gomes
  Uma definição torna explícita a INTENSÃO* ou significado de um termo, a essência que este termo representa.   *  você deve ter estranhado a palavra INTENSÃO, imaginando que seria ...

Ver mais

Cafezinho 432 – O vencedor
Cafezinho 432 – O vencedor
As pessoas não se importam com o que você diz, desde ...

Ver mais

Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Descobri o que acontece com aquela gente enfática, que ...

Ver mais

Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Gritaria ideológica em rede social, sustentada em ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

Invasão Pocotó

Invasão Pocotó

Luciano Pires -


INVASÃO POCOTÓ



Cena um: convenção de vendas de uma das principais redes de fast food do nordeste. Faço, com sucesso, minha palestra “Brasileiros Pocotó” para um público composto dos gerentes das lojas de todo o Brasil. Gente com formação universitária, viagens para o exterior e um bom padrão de vida. Após o evento, uma festa, com uma mini-balada. Lá pelas tantas, o DJ coloca funk. Com Egüinha Pocotó e tudo o mais. E a pista de dança explode de gente pulando, desbundando e me gozando…


Cena dois: festa de 15 anos de minha filha, na semana passada. Combinei com ela que Pocotó era proibido e assim foi. Mas lá pelas tantas, o DJ manda funk. Tati Quebra Barraco, inclusive. E a pista explode, repleta de quase uma centena de garotos, garotas, jovens e tiozinhos. Todos pulando, desbundando e me gozando. A festa aconteceu em Alphaville, reduto da classe A paulistana. E toda a garotada cantava o refrão das letras, os palavrões e as baixarias, com gosto e vontade, dançando como se faz nos bailes funk cariocas.


Enquanto isso eu, sentado numa cadeira, observava e era gozado. Afinal, o grande despocotizador assistia sua filha e amigos entregues ao funk do mais baixo nível. Quando a coisa ficou preta, com aquelas letras pornográficas do MC Serginho, fui até o DJ e mandei parar. Ele trocou para um forró ou axé, o que não melhorou muito a situação. Mas aos poucos a pista foi esvaziando, esvaziando e ficou lá, meia boca. A turma queria funk.


Definitivamente, não dá para ganhar essa briga, com Gloria Perez endeusando o funk em horário nobre, colocando as filhinhas de papai de carro importado conversível no meio dos subúrbios cariocas. E com o Fantástico mostrando as baixarias musicais brasileiras como exemplo de criatividade popular, um mané como eu não tem a menor chance…


Minha luta é inglória.


Mas não vou parar. Engoli a seco a baixaria, suportei o sarro que todo mundo tirou e preparei-me para retornar à lida. Vou continuar. Usando as armas deles. Esta semana lanço um novo vídeo com a Egüinha Pocotó, usando a música Funk dos Burrão, uma sátira que anda circulando pela Internet. E usarei também a Oração ao Pocotó que lancei no ano passado. Quem acessou meu site www.lucianopires.com.br e já se divertiu com a Melô do Pocotó poderá curtir um novo ritmo. E poderá baixar, é de graça, e enviar para todo mundo. Não tenho espaço na TV, não tenho novela na Globo, não apareço dez vezes por dia nas rádios nem nas revistas de fofoca. Mas pinto e bordo pela Internet que é onde dá pra fazer acontecer.


Mas preciso de ajuda. Despocotizar o Brasil é impossível, mas cada dia tem mais gente agindo. Pois bem, o texto de hoje é um convite. Visite você também o www.lucianopires.com.br . Ajude-me a encher o saco dos pocotós.