s
Artigos Café Brasil
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 792 – Solte o belo!
Café Brasil 792 – Solte o belo!
A beleza existe? Ou é só coisa da nossa cabeça? E se ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Regras de Definição (parte 5)
Alexandre Gomes
  Para cumprir a função de DEFINIÇÃO, esta deve atender alguns requisitos. Do contrário, será apenas enrolação ou retórica vazia. Os requisitos são: 1. CONVERSÍVEL em relação ao sujeito, à ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Definição dos Termos (parte 4)
Alexandre Gomes
  Uma definição torna explícita a INTENSÃO* ou significado de um termo, a essência que este termo representa.   *  você deve ter estranhado a palavra INTENSÃO, imaginando que seria ...

Ver mais

Enquanto isso
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Em setembro do ano passado o STF julgou um processo muito interessante, sobre a propriedade do Palácio Guanabara, sede do governo do Estado do Rio de Janeiro. Foi decidido que o palácio pertence ...

Ver mais

Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Cafezinho 431 – Sobre Egosidade
Descobri o que acontece com aquela gente enfática, que ...

Ver mais

Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Gritaria ideológica em rede social, sustentada em ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
O ser humano, naturalmente, só confia em membros de sua ...

Ver mais

Muito prazer, Tico

Muito prazer, Tico

Luciano Pires -

Em artigo recente apresentei o conceito do Tico e do Teco, duas paranóias que levam as empresas à incompetência. O Tico é o Transtorno da Incompetência Compulsiva Obsessiva. E o Teco é o Transtorno da Excelência Compulsiva Obsessiva. Hoje vou mais fundo no Tico.

É relativamente fácil perceber quando o Tico está presente. Empresas e pessoas acometidas do Transtorno da Incompetência Compulsiva Obsessiva podem apresentar os seguintes sintomas:

– Desculpar-se dizendo que “são pequenas” e não podem investir. Não entendem que “estão pequenas” e que o processo de crescimento exige sacrifícios em várias frentes. E coragem de investir em coisas que só renderão frutos lá na frente.
– Não acreditam em investir em processos com resultados a longo prazo. Só conseguem enxergar “despesas” e só gastam naquilo que conseguem ver e entender.
– Não sabem como promover a comunicação interna entre a direção e os funcionários e vice-versa. Normalmente dão a uma ex-secretária ou a um estagiário a incumbência de “pregar uns cartazes no mural”, achando que isso é comunicação.
– Administram o negócio com base na intuição ou na experiência prática das lideranças, sem jamais buscar aconselhamento externo.
– Não tem cuidados com os processos de seleção e contratação dos funcionários. Escolhem pela amizade, pelo parentesco, pelo “quem indicou”.
– Tem dirigentes despóticos. Gente que trata os funcionários de forma grosseira. Gente que acha que sabe tudo e manda fazer “porque eu quero”.
– Jamais constroem um ambiente propício para a inovação. São adeptas do “sempre foi assim” e expulsam quem perturba a estabilidade.
– São avessas a riscos e repetem processos velhos e ultrapassados pela simples comodidade de estarem familiarizadas a eles.
– Não tem planos estratégicos ou os tem apenas para dizer que tem. Nenhum processo de revisão ou de alinhamento às mudanças de mercado.
– Tratam clientes como um problema com o qual são obrigadas a conviver.
– E a principal característica: quem tem Tico jamais aprende com os erros. As pessoas tem medo de denunciar responsabilidades, de demitir quem precisa ser demitido, de enfrentar as saias justas. O velho  cagaço, lembra?

É claro que existem muitos outros sintomas e, dependendo do tamanho e natureza da empresa, o Tico pode manifestar-se de formas menos evidentes.

Para curar-se do Transtorno da Incompetência Compulsiva Obsessiva é preciso primeiro reconhecer que o problema existe, ouvindo colaboradores em busca de idéias para soluções. Ter a humildade de buscar ajuda externa, sem esperar por milagreiros. Ah, a empresa não tem grana? Busque ajuda de gente que aceita ganhar com base nos resultados obtidos. A empresa é pequena? Procure o Sebrae e outras entidades que promovem cursos muito bons para formar empreendedores. A empresa é grande? Estimule a liderança a mexer na organização, eliminando os causadores de problemas.

Mas não pense que será fácil, pois quem quer acabar com o Tico pode ser demitido por ele.

Enfim, se você quer ser um agente de mudanças, não há outra saída: tem que correr o risco de ser demitido. Quem não incomoda o suficiente para ser expulso, não está indo suficientemente longe.

Luciano Pires