Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Estamos protagonizando uma revolução nas mídias, com ...

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

O fenômeno da fraude acadêmica no Brasil
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Existe um fenômeno curioso na cultura brasileira: a falsificação de credenciais acadêmicas. A mentira do novo ex-ministro da Educação, Carlos Decotelli, que afirma ter concluído um doutorado que ...

Ver mais

Pandemia ou misantropia?
Filipe Aprigliano
Iscas do Apriga
Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão e escolha.

Ver mais

Revisionismos e intolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Revisionismos e intolerância “Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar ...

Ver mais

Motivos de orgulho
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Motivos de orgulho Numa época repleta de dificuldades, pessimismo e más notícias como a que estamos vivendo em razão da pandemia de coronavírus e suas consequências sanitárias, econômicas, ...

Ver mais

Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Se você tem acesso a informações que outras pessoas não ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Se você vê algum valor em nosso trabalho, acesse ...

Ver mais

Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Não coloque a distribuição do seu trabalho nas mãos das ...

Ver mais

O Chato Do Chato

O Chato Do Chato

Luciano Pires -


O CHATO DO CHATO


A última coisa que fiz em 2006 foi participar de uma reunião. Daquelas em que você olha para os lados e não vê vida inteligente. Em que você se pega pensando “o que é que eu estou fazendo aqui?”. A reunião durou quatro – eu disse quatro – horas… Era mais uma das mesmas, velhas e cansativas reuniões, conversando com as mesmas velhas e cansadas pessoas sobre as mesmas velhas e cansadas coisas. Novidade? Só quando o Mané derrubou a xícara de café no colo da Miriam. E provavelmente começarei o ano com outra dessas reuniões que saem de lugar nenhum para chegar a nenhum lugar. Conduzindo, alguém que faz pose enquanto não sabe aonde quer chegar. E essas reuniões têm sempre os mesmos personagens, já reparou? Tem uma que concorda com tudo. Tem outro que dorme de olho aberto. Uma outra, quando abre a boca, é um horror de ignorância. Um ali fingindo que anota tudo e que vai fazer acontecer. Aquele ali traz de volta tudo que já tinha sido discutido na reunião anterior. O outro abriu o laptop e está respondendo o mail de sacanagem que recebeu. E aí você se desespera e pensa num jeito de instalar um pouco de desequilíbrio criativo, aquele momento de caos, de quebra de regras, do inusitado, quando a inteligência aparece. Mas, oh! Ninguém quer desequilíbrio! As pessoas querem segurança. Mesmo que tenham de ser chatas, assumindo discursos padronizados e “buscando atender às expectativas dos clientes”, não é?
Pois fazer exatamente aquilo que se espera da gente, é ser previsível! Chato!
É por isso que a reunião se torna insuportável: todos são previsíveis, atendendo às expectativas que se tem com relação a eles. Sem sensibilidade, garra, coração, alma e tesão…Sem entusiasmo. Gente que finge.

Chatos!

E quando os chatos se reúnem, criam um estado de idiotização constante, repleto de rituais e de hipocrisia… Chatos unidos transformam estupidez em religião.
Para escapar, só mudando para um estado de atenção constante, quando fica claro que uma reunião como aquela não funciona. Um papo como aquele é furado. Pessoas como aquelas estão desperdiçando minutos preciosos de suas vidas, sendo… Previsíveis! E é só dar uma olhada em volta: somos dominados por chatos. Fala a verdade, o Lula não é um chato? E o Faustão? Luxemburgo é chato. Aldo Rebelo é chato. O astronauta brasileiro é chato. Galvão Bueno é chato. Ideli Salvati é chata. FHC é chato. O baixinho da Kaiser é um chato. Geraldo Alckmin é chato. Jô Soares é chato. O padre Marcelo Rossi é chato. Aquele pastor cujo nome não me lembro é um chato! A Praça é Nossa está cheia de chatos. Complete e lista com os outros chatos que você conhece! Ah, ficou tentado a me escrever dizendo que eu sou chato? Como você é chato! Chatos, chatos e mais chatos… Que poderiam ser muito interessantes se lutassem pelo desequilíbrio criativo. Mas é difícil. O desequilíbrio criativo exige um grau mínimo de inteligência e máximo de provocação, de inusitado, de desconhecido, de curiosidade. E acima de tudo, exige coragem, pois aquele que brigar pelo desequilíbrio criativo será considerado pelos chatos um alienígena. Alguém fora da realidade. Um indisciplinado. Aquele que manifestar sua indignação, não aceitar as regras envelhecidas, contestar a babaquice explícita e expuser suas idéias será considerado pelos chatos, um… chato.
Pois quer saber?

Meus votos para 2007 são que você se torne o chato do chato.

Feliz ano novo. Felizmente 2006 acabou. Ô ano chato…