Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Estamos protagonizando uma revolução nas mídias, com ...

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

O fenômeno da fraude acadêmica no Brasil
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Existe um fenômeno curioso na cultura brasileira: a falsificação de credenciais acadêmicas. A mentira do novo ex-ministro da Educação, Carlos Decotelli, que afirma ter concluído um doutorado que ...

Ver mais

Pandemia ou misantropia?
Filipe Aprigliano
Iscas do Apriga
Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão e escolha.

Ver mais

Revisionismos e intolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Revisionismos e intolerância “Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar ...

Ver mais

Motivos de orgulho
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Motivos de orgulho Numa época repleta de dificuldades, pessimismo e más notícias como a que estamos vivendo em razão da pandemia de coronavírus e suas consequências sanitárias, econômicas, ...

Ver mais

Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Se você tem acesso a informações que outras pessoas não ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Se você vê algum valor em nosso trabalho, acesse ...

Ver mais

Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Não coloque a distribuição do seu trabalho nas mãos das ...

Ver mais

O naufrágio e o mensalão

O naufrágio e o mensalão

Luciano Pires -

O ano de 2012 está sendo especialmente didático. Começou com uma tragédia quando o navio italiano Costa Concordia bateu numa rocha junto à ilha italiana de Giglio no dia 13 de janeiro. A colisão abriu um imenso buraco no casco e o navio encheu de água e virou. O comandante, apontado como o responsável pelo acidente por fazer uma manobra imprudente, abandonou a embarcação logo após o impacto, deixando a tripulação e os mais de quatro mil passageiros para trás. 32 pessoas morreram. Na sequência todos os noticiários reproduziram o diálogo que o Gregorio Maria De Falco, Comandante da Capitania do Porto de Livorno, manteve por telefone com o Capitão do navio, Francesco Schettino, que estava dentro de um dos barcos, fugindo. Aos berros o Comandante Gregorio mandava o capitão retornar para o navio:

– Vada a bordo, cazzo!

O diálogo foi celebrado em todo mundo, especialmente pela forma crua e impactante da violenta dura que deixou o capitão fujão sem palavras. No dia seguinte havia um clamor nacional na Itália: “Comandante Gregorio para primeiro ministro!”. Gregorio Maria De Falco passou a ser tratado como um herói nacional.

Agora o Brasil. Nestes últimos dias ocorreu o momento mais importante do julgamento do Mensalão, com a condenação dos graúdos réus políticos: José Dirceu, José Genoíno e Delúbio Soares. A figura principal do julgamento foi o Ministro Joaquim Benedito Barbosa Gomes, relator do processo, que trazia consigo o incômodo de ter sido indicado para o STF pelo ex-presidente Lula, maior interessado na absolvição dos réus.

Joaquim Barbosa cumpriu seu papel: foi duro, severo e combativo, deixando claro que houve corrupção. A maior parte da imprensa tentou em muitos momentos demonstrar que havia uma divisão no STF, com a turma do Joaquim de um lado e a turma do Lewandowski de outro, mas isso jamais houve. Os réus foram condenados respectivamente por 8 x 2, 9 x 1 e 10 x 0, e Joaquim Barbosa passou a ser aplaudido nos Shopping Centers e restaurantes. Por onde passa é celebrado como o mais novo herói nacional, o homem que bravamente mostrou ao país que corrupto tem que ser tratado como corrupto, não importa a patente.

Muito bem… Sabe o que é que o Comandante De Falco e o Ministro Joaquim Barbosa tem em comum? Apoiados em seus valores morais, ambos defenderam em público suas convicções, aquilo que acharam certo. Até no berro, se preciso. E a platéia caiu a seus pés.

O que ambos fizeram foi apenas cumprir com sua obrigação! Mas acontece que estamos tão perdidos, tão desesperadamente em busca de líderes, de modelos, de gente que não esteja moralmente de cabeça para baixo, que “apenas cumprir com a obrigação” tem mesmo que ser comemorado como uma grande vitória!

E se a obrigação for cumprida com convicção, temos heróis!

Mas De Falco e Joaquim rejeitam insistentemente o rótulo. Para eles, nada mais fizeram que cumprir sua obrigação, e estão certos. Merecem os parabéns por um trabalho bem feito, por servir de modelo de comportamento, por atender à expectativa da sociedade, por vencer suas batalhas.

Mas a guerra está só no começo.

Luciano Pires