Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Olha, os dias andam um saco! Todo mundo nervoso, ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Revisionismos e intolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Revisionismos e intolerância “Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar ...

Ver mais

Motivos de orgulho
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Motivos de orgulho Numa época repleta de dificuldades, pessimismo e más notícias como a que estamos vivendo em razão da pandemia de coronavírus e suas consequências sanitárias, econômicas, ...

Ver mais

5 ações de marketing para ajudar a superar a crise do coronavírus
Michel Torres
Negócios em todo o mundo estão sentindo os efeitos da pandemia: menos clientes, menor receita e o medo de não ter condições de aguentar esse tempo de prejuízo. Precisamos salvaguardar a saúde e o ...

Ver mais

Brasis
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Brasis  “Quanto tempo um homem deve virar a cabeça, fingindo não ver o que está vendo?” Bob Dylan Minha primeira lembrança pra valer do que vou focalizar neste artigo é de quando li Os dos ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Se você vê algum valor em nosso trabalho, acesse ...

Ver mais

Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Não coloque a distribuição do seu trabalho nas mãos das ...

Ver mais

Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Qual janela você escolheu para ver o mundo?

Ver mais

O que falta

O que falta

Luciano Pires -

Final de ano é sempre ativo para palestras, olha só o que aconteceu comigo nas últimas duas semanas: palestrei em São Paulo para a Ford, no segmento automobilístico; em Cuiabá para o SENAR, na área de educação rural; em Cabreúva para a Böllhoff, no segmento industrial; em Curitiba para a Volvo, também no segmento automotivo, e em Goiânia para o Ministério Público de Goiás, no setor do serviço público. E hoje estou com a Consinco, no segmento de tecnologia da informação, em Ribeirão Preto. Um pouco antes palestrei em Cuiabá para a IFMT, no setor da educação; na Bahia para o SimpoVidro, segmento vidreiro; em Minas Gerais para a Aperam, no setor do aço; em Ribeirão Preto para a Faculdade de Odontologia; em Foz do Iguaçú para os Agentes do Desenvolvimento do Sebrae… E para muitos, muitos outros.

Nos últimos anos viajei por todo o país, para completar o Brasil só falta Fernando de Noronha. O mais legal na profissão de palestrante é exatamente isso: o contato com diversos setores da sociedade, não só conhecendo cidades e pessoas de regiões diferentes, mas segmentos de atividades totalmente distintas.

Muito bem, já contei que sou um viajante. Agora quero ir ao que realmente interessa. Em todos os lugares em que estive palestrando encontrei grupos de pessoas promovendo alguma ação efetiva. Eram 100, 400, 1000 e até 3000 pessoas reunidas, todas, sem exceção, buscando fazer algo melhor, crescer, ampliar negócios, aumentar seus repertórios, inaugurar projetos, comunicar objetivos, planejar o futuro, conhecer pessoas. Nunca estive num evento com platéia de resignados esperando o futuro acontecer. E isso é impressionante, sabe por quê? Porque sou apenas um dos milhares de palestrantes que circulam pelo Brasil diariamente, cada um deles topando com uma realidade semelhante à que descrevi. E se somos milhares, significa que falamos para milhões. Todo dia. Em todo o país.

Por outro lado, raramente vi na televisão, no jornal, no rádio, algum dos eventos dos quais participei. Não vi a notícia de que milhões de brasileiros e brasileiras estiveram reunidos para trabalhar efetivamente por um futuro melhor. Isso nunca é notícia. No entanto, são milhões. Todo dia…

Encontrar essa gente é o que ainda me dá esperança de que conseguiremos construir um Brasil no qual valha a pena viver, crescer, criar nossos filhos, confiar nos que nos representam, sentir segurança, felicidade e orgulho. É gente demais querendo isso, não dá para não dar certo.

Bem, mas se somos milhões verdadeiramente interessados, o que é que falta? Se eu fosse ficar no trivial, diria que falta educação, faltam políticos honestos, faltam corruptos na cadeia, etc. Mas não acho que seja isso o que realmente falta.

O que falta mesmo é conectar as pessoas. Falta que os milhões interessados em fazer com que suas empresas, seus negócios, suas carreiras evoluam, comecem a pensar o mesmo para a nação.

Quero que minha empresa cresça, que seja um sucesso, que proporcione meu sustento e dos meus. Mas quero que isso aconteça de forma ética, enquanto contamino outras pessoas com ideias, com inspiração, com orientação, com iluminação. Quero ajudá-las a desenvolver ideias próprias, a entender causa e conseqüência, a perceber quando estão sendo manipuladas. E posso fazer isso palestrando, vendendo pão, produzindo parafusos, dirigindo um táxi ou trabalhando como engenheiro!

Quero que meu sucesso tenha um propósito maior que “o meu” sucesso. Quero que você seja bem sucedido junto comigo.

Já pensou se aqueles milhões passarem a pensar – e agir – nessa direção?

Luciano Pires