s
Artigos Café Brasil
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 788 – Love, Janis
Café Brasil 788 – Love, Janis
Janis Joplin era uma garota incompreendida, saiu da ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Definição dos Termos (parte 4)
Alexandre Gomes
  Uma definição torna explícita a INTENSÃO* ou significado de um termo, a essência que este termo representa.   *  você deve ter estranhado a palavra INTENSÃO, imaginando que seria ...

Ver mais

Enquanto isso
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Em setembro do ano passado o STF julgou um processo muito interessante, sobre a propriedade do Palácio Guanabara, sede do governo do Estado do Rio de Janeiro. Foi decidido que o palácio pertence ...

Ver mais

Agronegócio, indústria e mudança de mindset
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Agronegócio, indústria e mudança de mindset “Quando adotamos um mindset, ingressamos num novo mundo. Num dos mundos – o das características fixas –, o sucesso consiste em provar que você é ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
O ser humano, naturalmente, só confia em membros de sua ...

Ver mais

Cafezinho 427 – Política e histeria
Cafezinho 427 – Política e histeria
A histeria política é sintoma da perda total do ...

Ver mais

Cafezinho 426 – Quem tem pressa?
Cafezinho 426 – Quem tem pressa?
Hoje as narrativas familiares perderam espaço para uma ...

Ver mais

Os Conspiradores

Os Conspiradores

Luciano Pires -

Outro dia fui almoçar com o escritor Rubem Alves e ao contar o que eu vinha fazendo no sentido de “despocotizar” o Brasil, ele disse que eu era um “conspirador”. E que precisamos de conspiradores. Gostei do rótulo: “conspirador”. Gente que está nos bastidores discutindo, propondo, fazendo cabeças, montando estratégias que um dia  – e quem sabe quando será esse dia? – poderá fazer parte da ação. De uma ação que tenha nascido exatamente da inteligência de um grupo de conspiradores.
Nestes dias especialmente conturbados, estamos vendo a indignação crescer e muita gente disposta a partir para o confronto. Gente que a todo momento atira pedras naqueles que, sob seu entendimento, só escrevem a respeito, só reclamam e jamais partem para a ação efetiva. Gente que questiona a atuação de muitos através da internet.
Considero essas críticas superficiais e injustas. Veja só: antes da internet só tínhamos oportunidade de conspirar com os vizinhos, os primos e meia dúzia de amigos. Hoje conspiramos com o mundo. Eu, por exemplo, aperto um botão e coloco uma reflexão diante dos olhos de 25 mil pessoas toda sexta de manhã. Essas 25 mil multiplicam-se não sei por quanto… E recebo depois muitos e-mails. Da professora que leu o texto na sala de aula, do professor que usou minha reflexão para um trabalho com os alunos, da secretária que grudou as palavras no mural da empresa, do empresário que tirou cópias e distribuiu entre seus funcionários, do rapaz de reenviou para toda sua lista de amigos, da menina que colocou no fórum XYZ para discussão, do editor que publicou no jornal de bairro daquela cidade do interior, do radialista que leu no rádio…
E de gotinha em gotinha vamos enchendo o copo. Não é possível que ações como estas, repetidas ao longo de cinco, seis, 10 anos, não contribuam para fazer umas cabecinhas.
E quem sabe uma delas não será um diretor da Rede Globo, da TAM, da ANAC ou até mesmo um Ministro dentro de 10 ou 20 anos? E vai se lembrar de mim e de outros conspiradores? Vai se lembrar de alguns textos marcantes que recebeu pela internet? E, talvez, a partir dessa lembrança pautar suas decisões? Quem sabe?
Esse é um lado da questão.
O outro são as mobilizações que começam a acontecer. Já recebi pelo menos seis convites para ir às ruas em manifestações contra o descaso e a corrupção. Nesta sexta feira, 27 de julho, uma campanha nacional chamada CANSEI!, assinada pela OAB, será lançada. Com filmes na tv, spots nas rádios, anúncios em revistas e jornais convocando o Brasil para parar durante um minuto no dia 17 de agosto às 13 horas. Uma mobilização nacional, provocada pela gota d´água que foi a queda do avião da TAM, capaz de mostrar que os brasileiros estão de saco cheio e dispostos a transformar sua indignação em ação.
É o grito surgindo.
Em silêncio.
Pela primeira vez os órgãos de imprensa manifestam interesse em aderir a uma ação em massa, não apenas noticiando, mas servindo como veículo de motivação à ação. Ações parecidas estão acontecendo por todo o país, pela primeira vez agregando empresários, industriais, mídia, associações civis, artistas e o que mais vocês puderem imaginar. É claro que vai aparecer um monte de gente dizendo que isso é coisa “dazelite”, da “direita” que quer a volta do “neoliberalismo”. Vão dizer que é perseguição ao Lula e usar todos aqueles argumentos de quem não quer ver nada acontecendo…
Mas é uma mobilização como não temos desde o início dos anos noventa. Da qual você pode participar. E depois dessa vêm outras, que nós podemos provocar…
Resumo: cada um fazendo um pouquinho, conspirando, combatendo o sistema de dentro dele, de forma pacífica e construtiva. Essa é a forma inteligente de agir. Mas exige paciência.
Mais paciência? Sim senhor. Sair à rua armado para o confronto não vai dar certo. “Eles” são mais sujos, mais armados, mais brutos e mais malvados. Só podem ser vencidos pela inteligência. E nem vão perceber… Mas isso é coisa de conspirador.
Bem-vindo ao Brasil que grita.