s
Artigos Café Brasil
Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

Café Brasil 741 – A cascata de disponibilidade
Café Brasil 741 – A cascata de disponibilidade
De quando em quando certos temas tomam a sociedade de ...

Ver mais

Café Brasil 740 – O tempo passou na janela
Café Brasil 740 – O tempo passou na janela
O tempo passou na janela. Você viu?

Ver mais

Café Brasil 739 – O deleite – Revisitado
Café Brasil 739 – O deleite – Revisitado
Hoje tratamos da importância de divertir-se enquanto ...

Ver mais

Café Brasil 738 – O encantador de Millennials
Café Brasil 738 – O encantador de Millennials
Todo mês, publicamos no Café Brasil Premium um ...

Ver mais

LíderCast 206 – Alessandro Loiola
LíderCast 206 – Alessandro Loiola
Médico, segunda aparição no LíderCast, por conta de seu ...

Ver mais

LíderCast 205 – Lorenzo Ridolfi
LíderCast 205 – Lorenzo Ridolfi
Um “nerd” fascinado por matemática e por big data, que ...

Ver mais

Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Nos 14 anos em que produzimos podcasts, esta talvez ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

A Dialética do Confinamento
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
O pensamento, como o próprio real, é dialético: a escolha de um caminho sempre revela mais sobre nós mesmos do que sobre a paisagem. A escuridão sempre ilumina o que está oculto na nossa alma. A ...

Ver mais

Prêmio Nobel de Economia 2020
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Nobel de Economia 2020 Um prêmio em consonância com seu tempo “A teoria dos leilões é uma das construções mais coletivas da teoria econômica, tendo recebido a contribuição de grande número de ...

Ver mais

A lição de Giordano
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
O médico Joseph Giordano esperava um dia tranquilo de trabalho naquele longínquo 30 de março de 1981, como cirurgião-chefe da equipe de traumatologia da Universidade George Washington, situado na ...

Ver mais

Em pauta, a verdade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Em pauta, a verdade “O mundo do século XXI remete aos navegadores que conquistaram novas terras no século XVI: eles sabiam onde estavam e tinham apenas uma pálida indicação de onde chegariam. ...

Ver mais

Cafezinho 327 – A cascata da disponibilidade
Cafezinho 327 – A cascata da disponibilidade
Como funciona uma cadeia de eventos que pode provocar ...

Ver mais

Cafezinho 326 – O atalho
Cafezinho 326 – O atalho
Enriquecer seu processo de julgamento e tomada de decisão

Ver mais

Cafezinho 325 – Os 35 MLA
Cafezinho 325 – Os 35 MLA
Demos a largada num projeto ambicioso que chamamos de ...

Ver mais

Cafezinho 324 – A regra das 48 horas
Cafezinho 324 – A regra das 48 horas
Quando chega uma notícia bombástica, eu só me pronuncio ...

Ver mais

Pense negativo

Pense negativo

Luciano Pires -

O Ministro da Justiça Alexandre Moraes, ao ser perguntado sobre atentados na Olimpíada, disse:

-Não é provável que aconteça nos Jogos do Rio um ato terrorista, mas é possível. Não há probabilidade, mas há possibilidade.

Assisti uma palestra de Abílio Diniz, o ex dono do Grupo Pão de Açúcar. Abílio conta que era filho de padeiro, quando garoto era o gordinho que sofria bullying na escola. A diversão da garotada era bater no Abílio. E hoje ele é o bilionário famoso e bem sucedido. Num momento da palestra ele diz:

– Se eu estou aqui, você também pode estar!

Isso mesmo seu Abílio, pode. Não é provável que eu me torne um bilionário como o senhor, mas é possível. Não há probabilidade, mas há possibilidade. E tem gente que tem a resposta:

– Pense positivo!

Quantas vezes você já ouviu isso? Usar o pensamento positivo é excelente para focar nossa energia, nos motivar e abrir o apetite para seguir em frente.  Mas pensar positivo só serve para abrir o apetite… tem de comer.

E acredite, ainda tem gente que acha que pensamento positivo é pensamento mágico, transforma possibilidades em probabilidades. Não transforma. Pensar positivamente, visualizar onde você quer estar, é como desenhar um mapa. Depois que ele estiver pronto, não basta olhar pra ele e ficar desejando. Tem que botar o pé na estrada e seguir o caminho. É aí que um pouco de pensamento negativo pode ser uma tremenda ferramenta.

– Pense negativo!

Chega a doer, não é? Mas o pensamento negativo pode ser muito útil se você souber lidar com ele. Quer ver?

– Sou um perdedor e jamais vou chegar lá!

Esse é um típico exemplo de pensamento negativo ruim, que já derrota você na largada. Não espaço nem para possibilidade, muito menos para a probabilidade.

– Putz… esse meu objetivo não vai ser fácil, vou ter de trabalhar duro!

E esse é um exemplo de pensamento negativo bom, que abre caminho para a possibilidade, mas deixa a a certeza que a probabilidade só surgirá com preparo, investimento e trabalho, trabalho, trabalho…

É claro que quem visualiza também os obstáculos no caminho, os passos que precisa dar para fazer o sucesso acontecer, em vez de visualizar apenas o sucesso em si, tem mais possibilidades de chegar lá. Você reparou que eu disse “fazer o sucesso acontecer”? Tem um chamado para ação aí, de transformar possibilidades em probabilidades. Visualizar e esperar que as coisas aconteçam, não dá. Tem de ir buscar. É a velha questão do equilíbrio que vira e mexe eu cito em meus trabalhos.

Tem gente que pensa nos obstáculos, e só nos obstáculos. Isso acaba com as probabilidades, deprime e derruba a autoconfiança. Paralisa.

Tem gente que pensa no sucesso, e só no sucesso. Fica ocupada demais curtindo fantasias para pensar nas dificuldades. Confunde possibilidade com probabilidade, mete as caras… e quebra a cara.

E tem gente que pensa no sucesso como um futuro incerto, cheio de pedras pelo caminho, arregaça as mangas e vai buscar.  Essa gente sabe que não existem respostas fáceis. Não existem saídas fáceis. Não tem mágica. Não existem fórmulas universais para sucesso. Não existe moleza. Tudo aquilo que transformou o filho do padeiro em bilionário, não vale necessariamente para todo mundo.

Quem usa o “pensamento negativo bom” para compreender as dificuldades, usa o exemplo do filho do padeiro como inspiração.

– Só porque aconteceu com ele, não vai acontecer comigo. Mas pode acontecer. Deixa eu me mexer…

Sonhar, visualizar o sucesso é uma delícia, mas o sonho só tem sentido se estiver acompanhado de ação. Os objetivos que realmente interessam em nossas vidas devem ser encarados como passos na direção de uma visão, um propósito para o qual temos um plano de ação. Se não tem plano de ação é só meta, possibilidade sem probabilidade. Se nem meta é, é só sonho com probabilidade zero.

Sonhar é uma das coisas mais fantásticas que a mente humana pode fazer, mas sonhos serão apenas sonhos. E ninguém vive de sonhos.

Para transformar possibilidades em probabilidades, pense negativo. Mas no negativo do bem.