s
Artigos Café Brasil
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 788 – Love, Janis
Café Brasil 788 – Love, Janis
Janis Joplin era uma garota incompreendida, saiu da ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Definição dos Termos (parte 4)
Alexandre Gomes
  Uma definição torna explícita a INTENSÃO* ou significado de um termo, a essência que este termo representa.   *  você deve ter estranhado a palavra INTENSÃO, imaginando que seria ...

Ver mais

Enquanto isso
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Em setembro do ano passado o STF julgou um processo muito interessante, sobre a propriedade do Palácio Guanabara, sede do governo do Estado do Rio de Janeiro. Foi decidido que o palácio pertence ...

Ver mais

Agronegócio, indústria e mudança de mindset
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Agronegócio, indústria e mudança de mindset “Quando adotamos um mindset, ingressamos num novo mundo. Num dos mundos – o das características fixas –, o sucesso consiste em provar que você é ...

Ver mais

Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Cafezinho 430 – A desigualdade nossa de cada dia
Gritaria ideológica em rede social, sustentada em ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
O ser humano, naturalmente, só confia em membros de sua ...

Ver mais

Cafezinho 427 – Política e histeria
Cafezinho 427 – Política e histeria
A histeria política é sintoma da perda total do ...

Ver mais

Pense negativo

Pense negativo

Luciano Pires -

O Ministro da Justiça Alexandre Moraes, ao ser perguntado sobre atentados na Olimpíada, disse:

-Não é provável que aconteça nos Jogos do Rio um ato terrorista, mas é possível. Não há probabilidade, mas há possibilidade.

Assisti uma palestra de Abílio Diniz, o ex dono do Grupo Pão de Açúcar. Abílio conta que era filho de padeiro, quando garoto era o gordinho que sofria bullying na escola. A diversão da garotada era bater no Abílio. E hoje ele é o bilionário famoso e bem sucedido. Num momento da palestra ele diz:

– Se eu estou aqui, você também pode estar!

Isso mesmo seu Abílio, pode. Não é provável que eu me torne um bilionário como o senhor, mas é possível. Não há probabilidade, mas há possibilidade. E tem gente que tem a resposta:

– Pense positivo!

Quantas vezes você já ouviu isso? Usar o pensamento positivo é excelente para focar nossa energia, nos motivar e abrir o apetite para seguir em frente.  Mas pensar positivo só serve para abrir o apetite… tem de comer.

E acredite, ainda tem gente que acha que pensamento positivo é pensamento mágico, transforma possibilidades em probabilidades. Não transforma. Pensar positivamente, visualizar onde você quer estar, é como desenhar um mapa. Depois que ele estiver pronto, não basta olhar pra ele e ficar desejando. Tem que botar o pé na estrada e seguir o caminho. É aí que um pouco de pensamento negativo pode ser uma tremenda ferramenta.

– Pense negativo!

Chega a doer, não é? Mas o pensamento negativo pode ser muito útil se você souber lidar com ele. Quer ver?

– Sou um perdedor e jamais vou chegar lá!

Esse é um típico exemplo de pensamento negativo ruim, que já derrota você na largada. Não espaço nem para possibilidade, muito menos para a probabilidade.

– Putz… esse meu objetivo não vai ser fácil, vou ter de trabalhar duro!

E esse é um exemplo de pensamento negativo bom, que abre caminho para a possibilidade, mas deixa a a certeza que a probabilidade só surgirá com preparo, investimento e trabalho, trabalho, trabalho…

É claro que quem visualiza também os obstáculos no caminho, os passos que precisa dar para fazer o sucesso acontecer, em vez de visualizar apenas o sucesso em si, tem mais possibilidades de chegar lá. Você reparou que eu disse “fazer o sucesso acontecer”? Tem um chamado para ação aí, de transformar possibilidades em probabilidades. Visualizar e esperar que as coisas aconteçam, não dá. Tem de ir buscar. É a velha questão do equilíbrio que vira e mexe eu cito em meus trabalhos.

Tem gente que pensa nos obstáculos, e só nos obstáculos. Isso acaba com as probabilidades, deprime e derruba a autoconfiança. Paralisa.

Tem gente que pensa no sucesso, e só no sucesso. Fica ocupada demais curtindo fantasias para pensar nas dificuldades. Confunde possibilidade com probabilidade, mete as caras… e quebra a cara.

E tem gente que pensa no sucesso como um futuro incerto, cheio de pedras pelo caminho, arregaça as mangas e vai buscar.  Essa gente sabe que não existem respostas fáceis. Não existem saídas fáceis. Não tem mágica. Não existem fórmulas universais para sucesso. Não existe moleza. Tudo aquilo que transformou o filho do padeiro em bilionário, não vale necessariamente para todo mundo.

Quem usa o “pensamento negativo bom” para compreender as dificuldades, usa o exemplo do filho do padeiro como inspiração.

– Só porque aconteceu com ele, não vai acontecer comigo. Mas pode acontecer. Deixa eu me mexer…

Sonhar, visualizar o sucesso é uma delícia, mas o sonho só tem sentido se estiver acompanhado de ação. Os objetivos que realmente interessam em nossas vidas devem ser encarados como passos na direção de uma visão, um propósito para o qual temos um plano de ação. Se não tem plano de ação é só meta, possibilidade sem probabilidade. Se nem meta é, é só sonho com probabilidade zero.

Sonhar é uma das coisas mais fantásticas que a mente humana pode fazer, mas sonhos serão apenas sonhos. E ninguém vive de sonhos.

Para transformar possibilidades em probabilidades, pense negativo. Mas no negativo do bem.