Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Olha, os dias andam um saco! Todo mundo nervoso, ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Revisionismos e intolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Revisionismos e intolerância “Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar ...

Ver mais

Motivos de orgulho
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Motivos de orgulho Numa época repleta de dificuldades, pessimismo e más notícias como a que estamos vivendo em razão da pandemia de coronavírus e suas consequências sanitárias, econômicas, ...

Ver mais

5 ações de marketing para ajudar a superar a crise do coronavírus
Michel Torres
Negócios em todo o mundo estão sentindo os efeitos da pandemia: menos clientes, menor receita e o medo de não ter condições de aguentar esse tempo de prejuízo. Precisamos salvaguardar a saúde e o ...

Ver mais

Brasis
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Brasis  “Quanto tempo um homem deve virar a cabeça, fingindo não ver o que está vendo?” Bob Dylan Minha primeira lembrança pra valer do que vou focalizar neste artigo é de quando li Os dos ...

Ver mais

Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Se você vê algum valor em nosso trabalho, acesse ...

Ver mais

Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Não coloque a distribuição do seu trabalho nas mãos das ...

Ver mais

Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Qual janela você escolheu para ver o mundo?

Ver mais

Cafezinho 291 – Indignite
Cafezinho 291 – Indignite
- Tão pagando bem! Faz o seu e fica quieto!

Ver mais

Pequenos Abnegados

Pequenos Abnegados

Luciano Pires -

Em meu texto anterior, falei dos milhares de pessoas que, praticamente sozinhas, desenvolvem projetos de inclusão social e de mudanças na sociedade. Pequenos abnegados que dedicam parte de sua vida para mudar o futuro dos menos afortunados. E falei também de milhares de entidades que desenvolvem projetos mais ou menos ambiciosos por todo canto.
Como palestrante, viajo este país de cabo a rabo e conheço uma realidade muito distante daquele Brasil inviável que a televisão despeja em nossas salas toda noite.
E terminei o texto dizendo que a grande pauta de discussão no Brasil deveria ser “Conectividade”. Conectividade!
Esse termo entrou na moda com a chegada dos computadores. Normalmente define-se conectividade como a capacidade de comunicação dos dispositivos de hardware ou software com outros hardwares ou softwares. Mas quero sair do mundo dos computadores para entrar no mundo dos sentidos e atitudes. No mundo de carne e osso, de sentimentos e percepções.
Lembram-se do “a união faz a força?”. Ouço esse ditado desde pequenininho e sempre o reconheci como uma receita para fazer acontecer. Sozinho, consigo muito pouco, mas se eu me juntar a outras pessoas na busca de um mesmo objetivo, fico mais forte e aumento minhas chances de chegar lá. Os “príncipes” conhecem muito bem esse jogo. Adotam a política do “dividir para conquistar”. Sabem que grupos ordenados e coordenados são perigosos. E fazem de tudo para que eles não se formem. Mas, espertamente, ajudam a formação dos grupos que são de seu interesse. É assim que o Brasil encontra-se hoje nas mãos de minorias barulhentas mas organizadas, que definem os rumos da maioria silenciosa e… desconectada. Conectividade!
Já pensou se aquela ONG da Bahia se juntar a outra ONG do Rio Grande do Sul? E se o grupo de trainees da Amcham se juntar ao comitê de jovens executivos da Fiesp? Que também se juntaria ao comitê equivalente de Santa Catarina, de Mato Grosso, do Rio Grande do Norte? E se o Fórum Criativo Brasileiro, lá de Aracaju, juntar-se àquele grupo que discute inovação em Joinville?
Mas infelizmente eles não se falam. E quando se falam, raramente conseguem combinar suas idéias e prioridades. Dificilmente conseguem superar os jogos políticos, o sentimento de “minha idéia” e a necessidade de disciplina coletiva. Não conseguem a tal “liga”. E voltam às suas casas onde, mais uma vez sozinhos, tentarão derrubar castelos.
E assim temos milhões de pequenos esforços honestos e válidos sendo devorados pelo sistema que destrói as tentativas de fazer acontecer dos pequenos abnegados. Canso de ver gente com brilho nos olhos, com energia e tesão, dizendo-se cansada. Canso de ver projetos deliciosos consumindo o tempo e os recursos de milhares de pessoas e obtendo um resultado que pouca mudança substancial traz ao país. Projetos que resolvem problemas de umas poucas pessoas, mas jamais atingem a raiz das questões. Para isso, há que se ter força. Poder. Capacidade de mobilização. Voz. Impacto. Um vetor econômico que revele ganhos se a situação mudar.
Mas como conseguir percepção de valor para as questões intangíveis? Isso é praticamente impossível de se obter quando você é apenas um pequeno abnegado – não é parente de autoridade, sobrinho do empresário, não tem trânsito na mídia e nem dinheiro no banco. Como são 99% dos pequenos abnegados.
Conectividade, meus caros. Só assim os milhões de pequenos abnegados se transformarão na grande maré de mudanças capaz de colocar este país nos trilhos.
Mas o desafio é grande demais. Exige generosidade. Senso de comunidade. Disciplina. Capacidade para trabalhar em grupo. Grandeza para aceitar idéias que vêm de outras pessoas. Honestidade de propósito. Ética…
Enfim, os atributos que fazem os grandes abnegados.