s
Artigos Café Brasil
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Café Brasil 791 – Tempo Perdido
Você certamente já ouviu falar do Complexo de ...

Ver mais

Café Brasil 790 – Don´t be evil
Café Brasil 790 – Don´t be evil
Existe uma preocupação crescente sobre o nível de ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 788 – Love, Janis
Café Brasil 788 – Love, Janis
Janis Joplin era uma garota incompreendida, saiu da ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

O Brasil e o Dia do Professor
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O Brasil e o Dia do Professor Aulinha de dois mil réis Apesar das frequentes notícias que vêm a público, dando conta do elevado grau de corrupção existente em nosso país, e da terrível ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Definição dos Termos (parte 4)
Alexandre Gomes
  Uma definição torna explícita a INTENSÃO* ou significado de um termo, a essência que este termo representa.   *  você deve ter estranhado a palavra INTENSÃO, imaginando que seria ...

Ver mais

Enquanto isso
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Em setembro do ano passado o STF julgou um processo muito interessante, sobre a propriedade do Palácio Guanabara, sede do governo do Estado do Rio de Janeiro. Foi decidido que o palácio pertence ...

Ver mais

Agronegócio, indústria e mudança de mindset
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Agronegócio, indústria e mudança de mindset “Quando adotamos um mindset, ingressamos num novo mundo. Num dos mundos – o das características fixas –, o sucesso consiste em provar que você é ...

Ver mais

Cafezinho 429 – Minha tribo
Cafezinho 429 – Minha tribo
E no limite, a violência, o xingar, o ofender, o ...

Ver mais

Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
Cafezinho 428 – A cultura da reclamação
O ser humano, naturalmente, só confia em membros de sua ...

Ver mais

Cafezinho 427 – Política e histeria
Cafezinho 427 – Política e histeria
A histeria política é sintoma da perda total do ...

Ver mais

Cafezinho 426 – Quem tem pressa?
Cafezinho 426 – Quem tem pressa?
Hoje as narrativas familiares perderam espaço para uma ...

Ver mais

Quantidade x Qualidade

Quantidade x Qualidade

Luciano Pires -

Durante uma palestra ouvi de Viviane Senna, presidente do Instituto Ayrton Senna, uma frase que nunca saiu da minha cabeça:

– Na questão educacional, o governo jamais conseguiu combinar qualidade com quantidade.

Tive acesso a um trabalho da CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, que parece confirmar a tese. Eles cruzaram o Ideb – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, usado pelo Ministério da Educação para avaliar a qualidade do ensino, com o PIB – Produto Interno Bruto per capita dos 159 municípios brasileiros com mais de 150 mil habitantes.

E ao comparar o município paulista de Barueri que é o primeiro colocado no ranking do PIB per capita com R$ 100 mil por habitante/ano, com a cidade de Sobral, no sertão do Ceará, em 114º. lugar, com menos de R$ 10 mil por habitante/ano, coisas curiosas surgiram.

Sobral tem cerca de 35 mil estudantes e um orçamento anual para a educação de R$ 60 milhões, correspondendo a R$ 1.714 por aluno/ano. Barueri tem 60 mil estudantes e orçamento de R$ 500 milhões, o que dá R$ 8.333 por aluno/ano.

Partindo da mesma nota 4,5 no Ideb em 2005, a comparação entre as duas cidades fica intrigante. Sobral evoluiu para 6,6! Das 39 escolas que participaram do último Ideb, 38 tiveram nota acima de seis, feito alcançado por apenas 6% das escolas brasileiras. Barueri evoluiu para 5,4.

Onde está o segredo para a humilde Sobral ultrapassar a milionária Barueri?

O governo de Sobral é PT e o de Barueri é PMDB. Estão do mesmo lado, eliminando a tese de manipulação política da informação. Também achei que a comparação seria descabida, mas ambos os municípios partiram da mesma nota, tem entre 24 e 26% da população em idade escolar e o mesmo critério de medição do Ideb. Uma matéria da revista Isto É ajuda a entender.

Especialistas do Capes estudam Sobral para entender as razões desse avanço e encontrar uma forma de replicar esse sucesso a outros municípios. No município, além das medidas tradicionais, há uma formação continuada de professores com material de apoio complementar, os diretores de escolas não são indicações políticas e os professores tem bonificação direta conforme o rendimento da turma. Ah, e o Secretário de Educação tem autonomia para executar o orçamento.

Enquanto isso, em Barueri o controle do orçamento é da Secretaria de Finanças e a capacidade de gestão eficiente da educação é assombrada por uma curiosa coincidência: o Secretário da Educação é o irmão do prefeito. É claro que essas diferenças, por si só, não querem dizer muito, mas demonstram que o problema educacional brasileiro parece não ser falta de dinheiro, mas de competência gerencial.

O que ainda angustia é saber que dos 5564 municípios brasileiros, apenas 300 podem se orgulhar de apresentar os resultados como Sobral.

Quantidade x qualidade. Até quando?

Luciano Pires