s
Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Estamos protagonizando uma revolução nas mídias, com ...

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Isolamento social, ideologia e privilégio de classe
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
A linguagem é dialética. Para apreender toda a extensão do que é dito, é preciso captar não só o seu significado explícito, mas também o que se oculta. Todos sabemos: em período de pandemia, é ...

Ver mais

Polêmica indesejável
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Polêmica indesejável “Eu sou o que me cerca. Se eu não preservar o que me cerca, eu não me preservo.” José Ortega y Gasset A aprovação do marco regulatório do saneamento pelo Senado, no dia 24 de ...

Ver mais

O fenômeno da fraude acadêmica no Brasil
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Existe um fenômeno curioso na cultura brasileira: a falsificação de credenciais acadêmicas. A mentira do novo ex-ministro da Educação, Carlos Decotelli, que afirma ter concluído um doutorado que ...

Ver mais

Pandemia ou misantropia?
Filipe Aprigliano
Iscas do Apriga
Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão e escolha.

Ver mais

Cafezinho 298 – Jogando luz sobre a incerteza
Cafezinho 298 – Jogando luz sobre a incerteza
Os dias de incertezas que hoje vivemos, estão repletos ...

Ver mais

Cafezinho 297 – Empatia Positiva
Cafezinho 297 – Empatia Positiva
Empatia positiva. Saborear a sensação boa do outro não ...

Ver mais

Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Se você tem acesso a informações que outras pessoas não ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina

Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina

Luciano Pires -

O caso Zé Celso, Silvio Santos e o Teatro Oficina. Resumo: o Teatro Oficina foi tombado em meio a terrenos de Silvio Santos. Há 30 anos se arrasta uma briga, pois Silvio tinha um projeto para construir torres de apartamentos nos terrenos, o que era sistematicamente embargado. Enquanto isso, Zé Celso, o eterno diretor do oficina, encabeçava movimentos para a preservação do teatro e para a transformação dos terrenos de Silvio num grande parque municipal.

O vídeo da reunião viralizou, editado, e o que se viu é o que se tornou praxe:simpatizantes de cada lado defendendo/atacando.

Silvio foi chamado de capitalista selvagem, aproveitador, opressor e empreendedor brilhante.

Zé Celso foi chamado de louco, comunista, socialista, esquerda caviar e artista genial.

Doria foi chamado de burocrata, coxinha, fazedor de média.

Bem, não convencido pelas versões editadas, tive a paciência de assistir a todos os 5 vídeos que mostram a reunião promovida pelo Doria para resolver o caso. O que vi:

A reunião começa cheia de ironia de parte a parte. De um lado o empresário Silvio Santos, de olho em seu empreendimento. De outro o artista Zé Celso, de olho em seu sonho. E por longos minutos assistimos a um fascinante embate entre o sonhador que quer que Silvio dê o terreno para o estado e que o estado construa o parque, e Silvio, que quer ter o direito de dispor de seu terreno como quiser.

É um desfile de todos os chavões empresariais, esquerdistas e progressistas que eu conhecia. Tá tudo lá: “quem é rico tem de dar”, “isto não é uma democracia”, “foi golpe”, “pare de sonhar”, “quem paga?”… Este é um vídeo para ser objeto de estudo em qualquer aula de sociologia, antropologia e negócios. E negociação.

Doria, certamente fascinado com o embate entre dois ícones com mais de 80 anos, apenas observa, com toda a paciência do mundo. Na certa esperando que os dois ficassem cansados.

No final, aos poucos, o prefeito com cuidado e educação, vai organizando os pensamentos, construindo uma opção que atenda todos os lados, baixando os arroubos e tentando chamar à razão. Sem mudar o tom da voz, sem ironias, respeitando cada parte. E assim consegue que os dois grupos saiam com a tarefa de desenvolver uma proposta que atenda a todos. Se der certo, o Bixiga ganhará um parque, com grande área cultural, um complexo com estúdios, escritórios e apartamentos e dois velhinhos satisfeitos, cada um com seu brinquedo.

São Paulo ganhará muito.

Eu sei que você já deve estar gritando aí… mas experimente assistir os vídeos. Depois comente.