Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Olha, os dias andam um saco! Todo mundo nervoso, ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Revisionismos e intolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Revisionismos e intolerância “Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar ...

Ver mais

Motivos de orgulho
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Motivos de orgulho Numa época repleta de dificuldades, pessimismo e más notícias como a que estamos vivendo em razão da pandemia de coronavírus e suas consequências sanitárias, econômicas, ...

Ver mais

5 ações de marketing para ajudar a superar a crise do coronavírus
Michel Torres
Negócios em todo o mundo estão sentindo os efeitos da pandemia: menos clientes, menor receita e o medo de não ter condições de aguentar esse tempo de prejuízo. Precisamos salvaguardar a saúde e o ...

Ver mais

Brasis
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Brasis  “Quanto tempo um homem deve virar a cabeça, fingindo não ver o que está vendo?” Bob Dylan Minha primeira lembrança pra valer do que vou focalizar neste artigo é de quando li Os dos ...

Ver mais

Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Se você vê algum valor em nosso trabalho, acesse ...

Ver mais

Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Não coloque a distribuição do seu trabalho nas mãos das ...

Ver mais

Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Qual janela você escolheu para ver o mundo?

Ver mais

Cafezinho 291 – Indignite
Cafezinho 291 – Indignite
- Tão pagando bem! Faz o seu e fica quieto!

Ver mais

Tanta Porcaria

Tanta Porcaria

Luciano Pires -

TANTA PORCARIA

Fui ligar a televisão na hora do jantar e meus filhos protestaram. “Chega, pai. Não agüentamos mais ouvir tanta porcaria”…


“Tanta porcaria”… É só abrir o jornal ou a revista. Ligar o rádio ou a televisão. Navegar pela Internet. Telefonar pro amigo. Bater um papo no bar da esquina. Conversar com o taxista… Tanta porcaria.


A isso foi reduzido o país que um dia eu sonhei ver entre os grandes, sem que para tanto precisasse ganhar a Copa do Mundo: tanta porcaria.


Pois refleti sobre o que ouvi de meus filhos. Sobre a cabeça de uma juventude que está mergulhada completamente em “tanta porcaria”. E começo a entender o espaço ocupado pelas baixarias na televisão. Pelos videogames. Pelas baladas sem fim. Pela aparente desconexão dos jovens com a realidade social do país. Afinal de contas, a opção é “tanta porcaria”…


O que é que um clima constante de “tanta porcaria” é capaz de criar, hein? Uma população de gente cansada, inerte, decepcionada, desligada, angustiada, broxada, desorientada, descomprometida…


Pense um pouco. Você acorda de manhã, cheio de energia para ir trabalhar, estudar, cuidar de sua vida. Abre os olhos para o mundo e o que vê é “tanta porcaria”. Abre os ouvidos para o mundo e o que ouve é “tanta porcaria”. O que acontece com sua energia? Com sua motivação? Com seu tesão?


Estamos vivendo neste Brasil de começo de milênio um processo sem precedentes de desmotivação, de humilhação, de desilusão, causado pela exposição sistemática, diária e constante a “tanta porcaria”. E o Brasil possível parece ser apenas o da porcaria.


Talvez devêssemos reduzir essa exposição, dedicar mais tempo a  coisas outras que não a “porcaria”. Será essa a fuga que a juventude desiludida encontrou? Daí a despolitização? A inércia?


Pode ser.


Mas conheço outro Brasil. Nele vivo eu, meus amigos e parentes, uma porção de brasileiros honestos e trabalhadores. Esse outro Brasil é gigantesco, cheio de coisas positivas, com milhões de pessoas fazendo acontecer, com gente honesta e empresas de primeiro mundo, com arte, cultura e um futuro promissor. Nesse Brasil existem dignidade, amor, virtudes, moral… Tem neguinho trabalhando como louco, fazendo acontecer, bem intencionado e disposto a ajudar o país a crescer.


Mas infelizmente esse outro Brasil só aparece na televisão em novelas, como se fosse ficção. Não existe espaço para ele em meio a “tanta porcaria”.


Por isso aquela catarse da Copa do Mundo, aparentemente a única alternativa capaz de nos elevar a auto-estima por algumas semanas, de nos transportar da porcaria para a glória. Gritamos, pulamos, extravasamos nosso orgulho contido, aquele orgulho de ser um brasileiro daquele “outro Brasil”. Até percebermos, num misto de angústia e desilusão, que o futebolzinho de nossa seleção era uma… Porcaria!


E não adiantou reclamar, chorar, ficar indignado, xingar…


Aquelas celebridades milionárias, que a mídia transforma em referências, representaram perfeitamente um Brasil.


O Brasil da “tanta porcaria”.


Atendi meus filhos.


Não liguei a televisão.