Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Café Brasil 721 – Lake Street Dive
Olha, os dias andam um saco! Todo mundo nervoso, ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Revisionismos e intolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Revisionismos e intolerância “Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar ...

Ver mais

Motivos de orgulho
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Motivos de orgulho Numa época repleta de dificuldades, pessimismo e más notícias como a que estamos vivendo em razão da pandemia de coronavírus e suas consequências sanitárias, econômicas, ...

Ver mais

5 ações de marketing para ajudar a superar a crise do coronavírus
Michel Torres
Negócios em todo o mundo estão sentindo os efeitos da pandemia: menos clientes, menor receita e o medo de não ter condições de aguentar esse tempo de prejuízo. Precisamos salvaguardar a saúde e o ...

Ver mais

Brasis
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Brasis  “Quanto tempo um homem deve virar a cabeça, fingindo não ver o que está vendo?” Bob Dylan Minha primeira lembrança pra valer do que vou focalizar neste artigo é de quando li Os dos ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Se você vê algum valor em nosso trabalho, acesse ...

Ver mais

Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Não coloque a distribuição do seu trabalho nas mãos das ...

Ver mais

Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Cafezinho 292 – A bunda da Daniele
Qual janela você escolheu para ver o mundo?

Ver mais

The Perfect Jam

The Perfect Jam

Luciano Pires -

Outro dia assisti a um filme chamado “The Perfect Storm”, de Wolfgang Petersen. No Brasil o filme recebeu o título de “Mar em Fúria”. É estrelado por George Clooney e relata episódio real ocorrido em outubro de 1991 quando uma combinação de fatores raros – que só acontece uma vez a cada século – produziu tempestade com ondas da altura de prédios de dez andares e ventos de 200 quilômetros por hora em alto mar. A tempestade foi tão poderosa e os fatores tão raros que ela foi batizada de “perfeita”. The perfect storm. Lembrei-me disso quando levei um conhecido até o aeroporto de Cumbica, em Guarulhos – SP. No caminho eu via o gigantesco congestionamento que me esperava no retorno.

Ouvi recentemente que são registrados 500 novos automóveis por dia na cidade de São Paulo, cuja frota já chegou aos 6 milhões e meio de veículos. Ao mesmo tempo devem sair das ruas – sucateados, acidentados, roubados – cerca de 150 veículos por dia, o que deixa um saldo de 350 veículos novos. Todo dia. Contando só dias úteis, estamos falando em cerca de 105 mil novos veículos por ano.

Se cada um tiver em média 3,5 metros de comprimento teremos uma fila com 368 quilômetros de veículos por ano. Um dia ficará impossível deslocar-se por São Paulo. E então novas medidas serão adotadas. Vão endurecer com o rodízio, que passará a valer por dois dias na semana. Vão aumentar o IPVA para “desestimular” a compra de carros novos. Vão proibir a circulação em determinadas ruas e regiões, aumentando a confusão. Vão multar quem estiver sozinho dentro do automóvel. Vão cobrar pedágio nas marginais. Para comprar um automóvel você terá que provar que tem onde estacionar. As “otoridades” farão o que são capazes: implementarão “soluções” táticas para um problema que precisa de soluções estratégicas, como o rodoanel e o transporte público.

Mas pensamento estratégico dói, sabia? É muito mais fácil pensar pequeno. O Rodoanel não fica pronto pois o governo federal é de um partido e o estadual e municipal de outro. E vice versa. Dane-se a população. O Metrô vai sendo construído na velocidade de um minhocuçu. Ônibus e táxi… pra rodar onde? Pagar quase meio salário mínimo para ir de taxi da Paulista até Alphaville “pois é outro município” é um escárnio.

Então não tem solução. Por isso lembrei do filme e imaginei o “The Perfect Traffic Jam”, o “congestionamento perfeito”. Há de chegar o dia em que seu Joaquim, ao tirar o carro da garagem lá no Tatuapé, completará uma seqüência de fatos raros que desencadeará um congestionamento que se alastrará por toda a cidade. Até parar todo o trânsito em todas as ruas. Não haverá como desfazer o congestionamento a não ser retirando com um helicóptero alguns automóveis e esperando que a coisa normalize. Vamos levar uma semana para ver o trânsito fluir novamente, até o dia em que a dona Valéria, em Interlagos, provocar um segundo congestionamento perfeito… Será o apagão do trânsito.

E como as autoridades não resolvem, um amigo tem uma proposta interessante: quem produz os fatores que geram o problema deveria ser responsável por resolvê-lo. As montadoras têm que assumir responsabilidade sobre a questão do trânsito. As fábricas de refrigerantes têm que assumir responsabilidade sobre o recolhimento das garrafas vazias dos rios. As fábricas de pneus têm que assumir o recolhimento dos pneus usados. As fábricas de cigarro, sobre o tratamento médico do câncer de pulmão. As de computadores, sobre o recolhimento de sucata eletrônica. As de celular, sobre o recolhimento de baterias…

Não é genial? Quando o problema doer no bolso deles, e não apenas no nosso, o caminho para as soluções será descongestionado…