Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Café Brasil 725 – A revolução da mídia
Estamos protagonizando uma revolução nas mídias, com ...

Ver mais

Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Café Brasil 724 – A Pátria dos bobos felizes
Nos últimos 100 anos, na Alemanha e nos EUA, o ...

Ver mais

Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Café Brasil 723 – O Paradoxo do Dadinho
Pois é... esta semana completo 64 anos de idade. ...

Ver mais

Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Café Brasil 722 – O Poder do Mau
Um Podcast Café Brasil com quase três horas de duração ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

LíderCast 204 – Marco Bianchi
LíderCast 204 – Marco Bianchi
Humorista, um dos criadores dos Sobrinhos do Athaíde, ...

Ver mais

LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
LíderCast 203 – Marllon Gnocchi
Empreendedor de Vitória, no Espírito Santo, que começa ...

Ver mais

LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
LíderCast 202 – Richard Vasconcelos
Que está à frente da LEO Learning Brasil, uma empresa ...

Ver mais

Sobre Liberdade
Sobre Liberdade
Abri uma das aulas de meu curso Produtividade ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

O fenômeno da fraude acadêmica no Brasil
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Existe um fenômeno curioso na cultura brasileira: a falsificação de credenciais acadêmicas. A mentira do novo ex-ministro da Educação, Carlos Decotelli, que afirma ter concluído um doutorado que ...

Ver mais

Pandemia ou misantropia?
Filipe Aprigliano
Iscas do Apriga
Mais importante que defender a sua opinião, é defender o direito de livre expressão e escolha.

Ver mais

Revisionismos e intolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Revisionismos e intolerância “Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar ...

Ver mais

Motivos de orgulho
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Motivos de orgulho Numa época repleta de dificuldades, pessimismo e más notícias como a que estamos vivendo em razão da pandemia de coronavírus e suas consequências sanitárias, econômicas, ...

Ver mais

Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Cafezinho 296 – Conhecimento ao seu alcance
Se você tem acesso a informações que outras pessoas não ...

Ver mais

Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Cafezinho 295 – O Domingão do Faustinho
Estamos assistindo a uma revolução na mídia, meus ...

Ver mais

Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Cafezinho 294 – Vem pra Confraria
Se você vê algum valor em nosso trabalho, acesse ...

Ver mais

Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Cafezinho 293 – Democracia da porta pra fora.
Não coloque a distribuição do seu trabalho nas mãos das ...

Ver mais

Uonderifi

Uonderifi

Luciano Pires -

UONDERIFI


– É uonderifi. Dábliu, o, ene, dê, ê, erre, espaço, i, éfe. Uon-de-rifi…


Era a professora ajudando com a letra de “Imagine”, de John Lennon, numa aula de inglês quando eu era garoto. Ele cantava “I wonder if you can”.


Depois de traduzir, compreendi a letra de Lennon, mas eu era jovem demais para entender a mensagem de paz que transformou a musica num hino.


No entanto, quase 40 anos depois, não esqueci do “uonderifi”.


Recentemente uma das participantes do Big Brother, a Sol, uma garota de origem humilde, nos brindou com a interpretação de “iardeor” na TV. “Iardeor” é a forma como ela canta “We are the world”. E no Brasil de hoje, onde manifestações de ignorância são festejadas e exibidas com orgulho, ela conseguiu aparecer no Faustão e acho que até gravou um cd.


Mas…Quantos ao ouvir uma música em inglês, entendem a letra? A menos que seu inglês seja estupendo, as músicas “pegam” mesmo é pelo ritmo, pela sonoridade. Pelo “uonderifi”.


E sabe qual é a diferença entre o “iardeor” da Sol e o meu “uonderifi”?


Para mim, “uonderifi” representou um rito de passagem da ignorância para o conhecimento.


Num dia mágico, transformou-se em “wonder if…”.


Já o “iardeor” da Sol é um ponto final. Nunca se transformará em “we are the world”. Quando o fizer, acabará o interesse, a graça. O “iardeor” é um rito de passagem da obscuridade para a celebridade. Efêmera.


E antes que algum chato me escreva falando da oportunidade que tive de cursar inglês enquanto a pobre Sol cresceu na pobreza, aviso que essa não é a discussão deste artigo.


Escrevo mais uma vez sobre a total falta de compromisso que a mídia, com uma ferramenta espetacular como a televisão, tem para com a educação.


A televisão, presente na totalidade do território nacional, consegue algo quase impossível: diante dela, todo mundo é igual. Preto ou branco, rico ou pobre, analfabeto ou letrado. É o mesmíssimo conteúdo, não importa para quem. Na frente da tv todos somos apenas um índice de audiência. Não é preciso nem mesmo saber ler. Não existe outra ferramenta mais democrática como processo de comunicação. 


No entanto, os que a dirigem perdem um tempo precioso divulgando “iardeor” em nome do entretenimento.


É pouco, gente. A televisão merece mais que isso. Através dela poderíamos mudar a história deste país.


Mas não…


A máquina que poderia formar cidadãos, comandada por vendedores interessados em trocar seu dinheiro por produtos – sem qualquer compromisso com os valores morais envolvidos nessa troca – forma apenas consumidores.


No dia em que a TV começar a tratar o “iardeor” da Sol como o meu “uonderifi” talvez comecemos uma revolução silenciosa neste país.


I wonder if…