s
Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

O potencial dos microinfluenciadores
O potencial dos microinfluenciadores
O potencial das personalidades digitais para as marcas ...

Ver mais

Café Brasil 926 – Definição de Gaúcho – Revisitado
Café Brasil 926 – Definição de Gaúcho – Revisitado
Então... diante dos acontecimentos dos últimos dias eu ...

Ver mais

Café Brasil 925 – No Beyond The Cave
Café Brasil 925 – No Beyond The Cave
Recebi um convite para participar do podcast Beyond The ...

Ver mais

Café Brasil 924 – Portugal dos Cravos – Revisitado
Café Brasil 924 – Portugal dos Cravos – Revisitado
Lááááááááá em 2007, na pré-história do Café Brasil, ...

Ver mais

Café Brasil 923 – O Corcunda de Notre Dame
Café Brasil 923 – O Corcunda de Notre Dame
"O Corcunda de Notre Dame", obra-prima de Victor Hugo, ...

Ver mais

LíderCast 320 – Alessandra Bottini
LíderCast 320 – Alessandra Bottini
A convidada de hoje é Alessandra Bottini, da 270B, uma ...

Ver mais

LíderCast Especial – Rodrigo Gurgel – Revisitado
LíderCast Especial – Rodrigo Gurgel – Revisitado
No episódio de hoje a revisita a uma conversa que foi ...

Ver mais

LíderCast 319 – Anna Rita Zanier
LíderCast 319 – Anna Rita Zanier
A convidada de hoje é Anna Rita Zanier, italiana há 27 ...

Ver mais

LíderCast 318 – Sidney Kalaes
LíderCast 318 – Sidney Kalaes
Hoje recebemos Sidney Kalaes, franqueador há mais de 30 ...

Ver mais

Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola, ...

Ver mais

Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live inaugural da série Café Com Leite Na Escola, ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Americanah
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Americanah   “O identitarismo tem duas dimensões, uma dimensão intelectual e uma dimensão política, que estão profundamente articuladas, integradas. A dimensão intelectual é resultado ...

Ver mais

A tragédia e o princípio da subsidiariedade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A tragédia e o princípio da subsidiariedade “Ações que se limitam às respostas de emergência em situações de crise não são suficiente. Eventos como esse – cada vez mais comuns por ...

Ver mais

Percepções opostas sobre a Argentina
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Percepções opostas sobre a Argentina “A lista de perrengues diários e dramas nacionais é grande, e a inflação, com certeza, é um dos mais complicados. […] A falta de confiança na ...

Ver mais

Economia + Criatividade = Economia Criativa
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Economia + Criatividade = Economia Criativa Já se encontra à disposição no Espaço Democrático, a segunda edição revista, atualizada e ampliada do livro Economia + Criatividade = Economia ...

Ver mais

Cafezinho 624 – Desastres não naturais
Cafezinho 624 – Desastres não naturais
Ao longo dos anos, o Brasil experimentou uma variedade ...

Ver mais

Cafezinho 623 – Duas lamas, duas tragédias
Cafezinho 623 – Duas lamas, duas tragédias
O Brasil está vivenciando duas lamas que revelam muito ...

Ver mais

Cafezinho 622 – Sobre liderança e culhões
Cafezinho 622 – Sobre liderança e culhões
Minhas palestras e cursos sobre liderança abrem assim: ...

Ver mais

Cafezinho 621 – Obrigado por me chamar de ignorante
Cafezinho 621 – Obrigado por me chamar de ignorante
Seja raso. Não sofistique. Ninguém vai entender. E as ...

Ver mais

Café Brasil 779 – Grávida? Você está demitida!

Café Brasil 779 – Grávida? Você está demitida!

Luciano Pires -

E aí? você também reconhece a importância do agronegócio para o Brasil é? Que tal investir nele? Pô mas, você não é do ramo… não importa. Se você acredita no agro e está interessado em investir em um segmento lucrativo e promissor, a Terra Desenvolvimento Agropecuário, oferece orientação e serviços para tornar esse empreendimento uma realidade. Mas se você já está no agro, saiba que a Terra Desenvolvimento Agropecuário é especializada em inteligência no agro.

Utilizando diversas técnicas, pesquisas, tecnologia e uma equipe realizadora, a Terra levanta todos os números de sua fazenda em tempo real e auxilia você a traçar estratégias, fazer previsões e, principalmente, agir para tornar a fazenda eficiente e mais lucrativa.

terradesenvolvimento.com.br – razão para produzir, emoção para transformar. A inteligência a serviço do agro.

Há quatro anos, uma amiga me relatou uma história vergonhosa. Ela descobriu inesperadamente que estava grávida logo depois de ter assinado um novo contrato de trabalho. Dias antes de iniciar na nova empresa, resolveu contrariar as orientações de muitos e abriu o jogo com a empresa antes de começar. Teve seu contrato (já assinado) rescindido. Passou duas semanas chorando em casa, sentindo-se a mais impotente das mulheres. Cara, nós estamos em 2021, e essas coisas ainda acontecem?

Bom dia, boa tarde, boa noite. Você está no Café Brasil e eu sou o Luciano Pires.

Posso entrar?

Olha, quando eu criei o Café Brasil Premium, imaginei um ambiente onde eu publicaria conteúdos que os interessados consumiriam. Isso era 2016 e eu lancei lá a nossa Netflix do Conhecimento. E acabei descobrindo, ao longo do tempo, que muitos assinantes nem sabem que existem vários canais de interatividade.

O Premium não é sobre você, passivamente, receber informações, ele é sobre construir ativamente seu repertório junto com outras pessoas com formações diversas e genuinamente interessadas em crescer. Mas é mais que isso: é a forma de ajudar a gente a manter o nosso negócio aqui, a manter essa produção de conteúdo que vai gratuitamente para milhares de pessoas. vem com a gente, vem!

Acesse confraria.cafe. Venha conhecer os planos.

Conheci a Mariane Farinelli quando ela tinha acho que uns 18 anos. Foi contratada para trabalhar em nossa área de Marketing lá na Dana, e aos poucos acompanhei sua transformação numa excelente profissional. Quando me tornei um empreendedor, trouxe-a para trabalhar comigo, mas não consegui mantê-la por muito tempo, dado o assédio de diversas empresas. E um dia a Mari voou… e acompanhei sua carreira à distância, vendo-a se transformar numa cidadã do mundo.

Esta semana, surpreso, me deparei com um texto dela em sua página do Linkedin. O título do texto é “Fui contratada grávida, exatamente três semanas depois de ter sido demitida pelo mesmo motivo.”

Olha! Senta que lá vem história. Como é um texto de uma mulher, na primeira pessoa, vou pedir para minha sobrinha Luciana Pires que faça a leitura.

Ao fundo, você ouvirá uma versão de Stairway to Heaven para bebês…

Fui contratada grávida, exatamente três semanas depois de ter sido demitida pelo mesmo motivo. Detalhe: em plena pandemia, sem qualquer tipo de direito ou suporte. Inacreditável né?

Que esse tipo de coisa ainda aconteça em pleno século XXI, com várias empresas indo na contramão deste tipo de atitude desprezível.

Pois é. Aconteceu comigo.

Era uma terça-feira pela manhã, eu tinha saído pra correr antes de me preparar para o meu trabalho – presencial em plena pandemia – onde havia sido recentemente contratada (fazia um mês que já estava naquela posição). Mas alguma coisa estava estranha naquela manhã, senti um mal estar qualquer. Passaram muitas coisas pela minha cabeça mas por último uma possível gravidez. Não estava em meus planos, eu nem imaginava aquela possibilidade na minha vida e, de qualquer forma, para tirar aquela possibilidade da minha cabeça eu acabei realizando um teste de farmácia. Na minha cabeça eu faria o teste, daria negativo, eu ficaria mais tranquila e consequentemente eu poderia pensar em outras possibilidades para aquele mal-estar contínuo.

Para a minha surpresa, o resultado deu: POSITIVO. E junto com aquele resultado, veio meu desespero.

Ano novo, empresa nova, uma nova posição que exigiria demais de mim. Em plena pandemia, em um cenário onde o trabalho presencial para gestante trazia riscos. Não vi outra alternativa do que contar a verdade imediatamente para o CEO do projeto que, dois dias depois, me desligou da posição com a seguinte frase: “sua situação atual (gravídica) não atende as expectativas do profissional que precisamos, nada contra você, mas minha responsabilidade nesse momento é com os acionistas deste projeto”.

Eu fiquei desolada. Tentei sugerir alternativas, trabalhar remotamente, oferecer meu trabalho de forma híbrida (já que quase todas as empresas estavam trabalhando no modelo home office), nada foi aceito ou sequer negociado. A pessoa intitulada até então “RH” da empresa me procurou para dizer que também estava “desapontada” com aquela decisão por ser mulher e mãe. Falou que faria de tudo pra me ajudar com o mínimo de suporte, nem que fosse plano de saúde e recolocação no mercado de trabalho. Dias depois, nunca mais apareceu. Sequer respondia minhas mensagens. Meu último contato com eles foi com a área jurídica desta empresa, quem me abordou por e-mail para “esclarecer” o fim do nosso contrato comercial. Mas eu não havia sido contratada como fornecedora e sim como funcionária. Nada fazia sentido.

Bom, então a Mariane foi demitida porque disse que estava grávida. Ela foi vítima de assédio moral. O assédio moral é uma insistência, perseguição e uma espécie de dano à integridade e à moral de um indivíduo. O assediado sente-se humilhado, diminuído e menosprezado diante do outro. Ele é caracterizado pela conduta abusiva do agreessor através de palavras, gestos, insinuações ofensivas e ameaças, causando constrangimento e situações vexatórias.

Quando acontece dentro da empresa, o assédio moral degrada o clima de trabalho e coloca em risco o emprego da vítima. Olha, os principais direitos da gestante são:

A garantia do emprego e o afastamento concedido através da licença maternidade que em razão da proteção ao bebê, pra que a gestante possa se recuperar do parto e cuidar da criança nos primeiros meses de vida. É proibida a dispensa arbitrária ou sem justa causa nesse período. A garantia do emprego inicia-se na confirmação da gravidez até cinco meses após o parto ou 150 dias conforme os ditames do ato das disposições constitucionais transitórias, decreto legislativo nº 20 de 30/04/1965. Atualmente, existe a possibilidade de prorrogação do prazo de 150 para 180 dias.

Essa garantia se dá através da confirmação da gravidez ao empregador através de um atestado médico ou exame laboratorial. Somente a partir do momento em que a empregada demonstrar a gravidez ao empregador é que estará protegida. E essa comprovação deve ser feita durante a vigência do contrato de trabalho, do aviso prévio ou do aviso prévio indenizado para fazer jus à garantia de emprego.

Olha, eu mandei uma mensagem pra Mariane perguntando se podia usar o texto dela num podcast. E ela me mandou uma mensagem por áudio. Eu vou reproduzir a seguir, antes de continuar o texto dela. Detalhe: a Mariane vai me chamar de tio, porque eu sempre chamava as mulheres que trabalhavam comigo de tia. Sabe por que? Pra causar!

“Oiê tio! Saudade de você, Luciano. Que honra participar do seu podcast do Café Brasil. A gente trabalhou mais de seis anos juntos, né? Na minha época de Dana. A Dana foi uma grande escola pra mim, onde eu aprendi muito. Você é um dos meus gurus, um dos meus mentores assim, eu admiro muito seu trabalho e tudo que você faz. Que bom e que honra saber que você está dividindo um pouco mais da minha história, um pouco mais dessas injustiças que nós mulheres muitas vezes em situação de vulnerabilidade passamos, né?

É tio. Você viu o que aconteceu comigo? Que história, né? Inacreditável que em 2021 nós mulheres ainda tenhamos que enfrentar esse tipo de situação. É como se eu deixasse de ser competente apenas por seguir os caminhos naturais da vida.

Fiquei tão feliz de saber que você vai usar a minha história no seu podcast. Quem sabe assim, com mais gente debatendo esse tema a gente consiga mudar essas mentalidades atrasadas. Um beijo, querido. Meu e do Maurício, que já já tá na área. Um beijo!”

Eeeee, que legal, Mari! Olha! E pensar que eu vi essa garota começar a vida profissional, hein? Saudades, viu? Obrigado pela mensagem, vamos continuar na leitura do texto da Mari na sequência, porque tem uma virada sensacional. Mas antes…

Você já sabe que a Perfetto patrocina o Café Brasil fazendo sorvetes, não é!

No site perfetto.com.br – lembre-se sempre que, perfetto tem dois “tês”, a gente enlouquece. Olha, se você decidir convidar seus amigos para uma pizza, vai uma sugestão: finalize a noitada com o picolé Fazendo Festa da Perfetto. Em cada palito, um sorvete cremoso com cobertura crocante de chocolate ao leite. Eu duvido que você coma só um! Produto disponível em embalagem multipack, com oito unidades.

Você tá se aguentando aí, cara? É difícil, né?  Vai lá no blog! Dá uma olhada: é enlouquecedor!

Luciano – Lalá, o que é que você aprendeu?

Lalá – Ah! Com sorvete #TudoéPerfetto

Pra resumir o capítulo infeliz dessa história, uma semana depois de recorrer ao meu network eu já participava de novos processos seletivos e felizmente fui contratada grávida, de oito semanas!

Este foi o e-mail enviado por um dos sócios da empresa:

“Mariane, bom dia! Como tem passado?

Primeiramente obrigado pela sua agenda e tempo nesse processo. Para nós da Piwi® é um prazer poder ter contato com pessoas que são “fora da curva” como você.

Acreditamos que a forma como as pessoas enxergam o mundo e suas interações é o motor da inovação! Romper com padrões do mercado de forma a gerar impacto positivo na vida das pessoas e ressignificar as relações é o que norteia as melhores empresas e os melhores profissionais. E juntos, estamos construindo uma empresa realmente diferente.

Por isso, a Piwi® formaliza para você, Mariane, esse convite para que possa exercer todo seu potencial criativo e disruptivo junto com a gente! Vamos nessa?

Sua posição caminhará lado a lado com os heads da Piwi®. Será o braço direito para ajudar nas tomadas de decisões baseadas em dados e informações. Nos ajudará com a criação dos OKRs da empresa assim como os KPIs de todas as áreas e colocar para rodar os ciclos de gestão do nosso time. Você terá total liberdade para que isso aconteça e contará com total apoio na cocriação com os heads.

Ah! O modelo de trabalho é livre e você será dona da sua agenda: poderá escolher ir para nossa base, Cubo Itaú, ou fazer home. Faça uma boa gestão do seu tempo, ok?

Estamos muito felizes com a notícia da sua gravidez no meio desse processo! Acreditamos que esse momento inerente à natureza da mulher deve ser apoiado e respeitado em toda sua completude e de forma alguma, isso afeta sua contratação conosco. Nosso principal pilar de relacionamento é ressignificar as relações do ecossistema que estamos inseridos e isso começa “dentro de casa”, olhando para a jornada humana do nosso time. Juntos, iremos construir os próximos passos pelo período que estará conosco para que respalde seu momento de licença parental. Para tanto, conte com todo time da Piwi®!…….”

Não preciso nem dizer que eu chorei de emoção. Menos de um mês depois eu estava sendo contratada por uma startup que não só visualizou meus valores profissionais como pessoais.

Fui bem tratada desde o primeiro segundo que pisei nesta empresa. Fui respeitada, estou sendo desafiada diariamente e principalmente, estimulada a entregar o meu melhor! Trabalho com pessoas geniais. Desafiamos o status quo. Já tive a honra de trabalhar por anos em empresas gigantes como Linkedin (empresa a qual admiro pois me proporcionou um crescimento ímpar), mas nunca me senti tão feliz e realizada como nesses cinco meses de Piwi® 😉

Eu fui vítima de uma postura extremamente preconceituosa contra mulheres. Eu sofri o que muitas devem sofrer caladas sem respaldo para se recolocarem, sem terem a chance de ter o final feliz que a Piwi® me proporcionou.

Daqui três meses eu saio de licença maternidade mas já fui capaz de deixar meu legado em uma empresa que não só empodera mulheres em situação de “vulnerabilidade” como as valoriza.

Sabe quando sabemos a diferença de valores de uma empresa? Quando descobrimos que não somos uma peça única deste quebra-cabeça. Eu não fui a primeira mulher gravida a ser contratada pela Piwi®, e pasmem, nem a última. Nesta semana começa uma nova colaboradora que participou de todo nosso processo seletivo e descobriu que estava gravida na entrevista final. Não só passou como estamos todos ansiosos com sua chegada!

Quanto a empresa a qual me demitiu, não preciso nem dizer que não apenas entrei com uma ação, como eles já tiveram que se redimir frente ao ocorrido. Sinto pena pela marca, pelas pessoas que nela trabalham. Sinto vergonha de ter pedido demissão da empresa que eu estava tão feliz (em dezembro de 2020), para aceitar um desafio novo com pessoas indecorosas. Mas como eu poderia prever tudo isso não é mesmo?

Hoje, seis meses depois deste episódio, depois de ter passado pelos piores momentos e consequentemente, os melhores, toda essa história me trouxe a seguinte lição: construa sua marca. Trabalhe com honestidade, ética. De sempre seu melhor. Seja protagonista de sua carreira, de forma genuína. Acho que todos dependemos muito de um trabalho árduo mas também um pouco de “sorte”. “Sorte” de encontrar as pessoas certas no momento certo, e “sorte” para que as pessoas erradas façam a coisa da forma certa para que você se reencontre e se conecte com aquilo e aqueles que realmente agregarão para sua vida, seu crescimento e sua evolução como ser humano.

Obrigada @Piwi por ser esta empresa e pela oportunidade de me deixar desenvolver um bom trabalho. Está sendo uma honra fazer parte de sua historia.

A vocês todo meu amor, dedicação e admiração!

E comemorando o dia do Cinema Brasileiro, nasce a Itaú Cultural Play, plataforma de streaming gratuita dedicada a produções nacionais. O catálogo oferece mais de cem títulos já na estreia e é composto de filmes, séries, programas de TV, festivais e mostras temáticas e competitivas, além de produções audiovisuais de instituições culturais parceiras. É só fazer um cadastro gratuito que você poderá acessar todo conteúdo e escolher se verá no desktop ou no celular.

Acesse itaucultural.org.br. Agora você tem cultura entrando por aqui, por aqui, pelos olhos e pelos ouvidos…

Um estudo da Fundação Getulio Vargas apontou que metade das mães que trabalham são demitidas até dois anos depois que acaba a licença, devido a mentalidade atrasada de que os cuidados com os filhos são praticamente uma exclusividade das mães. A Comissão de Igualdade e Direitos Humanos conduziu uma investigação formal sobre discriminação na gravidez em 2015. Seu relatório final descobriu que 54.000 mulheres por ano são forçadas a deixar seus empregos por causa da discriminação na gravidez, uma em cada cinco mães experimentou assédio e comentários negativos por causa de sua gravidez e 10% das mães foram desencorajadas a tirar uma folga para os cuidados pré-natais.

As principais áreas de tratamento injusto durante a gravidez foram a recusa de aumento salarial, a recusa de promoção, a obrigatoriedade de aceitar trabalhos de menor remuneração, a exclusão da formação e a recusa de afastamento para cuidados pré-natais.

As mulheres envolvidas nas entrevistas em profundidade experimentaram uma ampla gama de tratamentos negativos no trabalho, desde mudanças mais sutis nas atitudes de seus colegas e empregadores até a seleção injusta para demissão, demissão, negação de oportunidades de promoção e assédio sexual e verbal. Muitas também relataram mudanças forçadas em seus empregos durante a gravidez.

Olha: eu botei um link pra esse relatório,está no roteiro deste programa aqui que está no portalcafebrasil.com.br:

www.equalityhumanrights.com/en/managing-pregnancy-and-maternity-workplace/pregnancy-

Cara, estamos em 2021. É muito raro que as organizações responsabilizem as lideranças por suas decisões de contratação, embora a decisão de contratar um funcionário seja realmente muito semelhante à decisão de comprar uma ação – em ambos os casos, você está assumindo um risco calculado e fazendo uma previsão sobre o desempenho futuro com base naquilo que você conhece do desempenho anterior.

Eu vou propor então um exercício. Digamos que você é a liderança responsável por contratações na minha empresa. Listarei a seguir dez critérios, para você avaliar a candidata a uma função aqui no Café Brasil. Avalie dando nota 1 se a candidata mostrar que não terá sucesso no critério e nota 5 se achar que ela terá sucesso. Os critérios são:

  1. Habilidade técnica
  2. Habilidades de liderança
  3. Habilidades interpessoais
  4. Habilidades de apresentação
  5. Trabalho em equipe
  6. Gerenciamento de conflitos
  7. Motivação
  8. Capacidade de catalisar mudanças
  9. Adequação cultural
  10. Cidadania organizacional

Muito bem. Olha! Depois de dar as notas, se a candidata apresentar uma avaliação maior que boa e você não admiti-la porque ela está grávida, o resultado do teste pode ser resumido em dois pontos:

Ou você é burro ou é um cagão.

Aí, quem não quer você na minha empresa, sou eu.

Anunciação
Alceu Valença

Na bruma leve das paixões que vêm de dentro
Tu vens chegando pra brincar no meu quintal
No teu cavalo, peito nu, cabelo ao vento
E o Sol quarando nossas roupas no varal

Na bruma leve das paixões que vêm de dentro
Tu vens chegando pra brincar no meu quintal
No teu cavalo, peito nu, cabelo ao vento
E o Sol quarando nossas roupas no varal

Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais
Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais

A voz do anjo sussurrou no meu ouvido
Eu não duvido, já escuto os teus sinais
Que tu virias numa manhã de domingo
Eu te anuncio nos sinos das catedrais

Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais
Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais

É assim então, ao som de Anunciação, de Alceu Valença, em versão a capela pelo cantor e produtor paulistano Thomé, que vamos saindo pensativos.

Mari, vou desejar a você como se fazia muito antigamente lá em Bauru: boa hora, viu? Que o Mauricio chegue saudável e marque um momento de transformação em sua vida, agora como mãe. Um grande beijo! E sucesso na Piwi®. Quero trazer esses caras para um LíderCast.

O Café Brasil é produzido por quatro pessoas. Eu, Luciano Pires, na direção e apresentação, Lalá Moreira na técnica, Ciça Camargo na produção e, é claro, você aí, completando o ciclo.

Se você curte o conteúdo do Café Brasil, vai curtir ainda mais quando visitar nossa loja com as camisetas de vários programas musicais icônicos. É no cafebrasilloja.com.br. Tem dois ls aí, tá? cafebrasilloja.com.br.

E o conteúdo do Café Brasil pode chegar ao vivo em sua empresa através de minhas palestras. Acesse lucianopires.com.br e vamos com um cafezinho ao vivo. Tem uns programas, uns conteúdos online que tem sido sensacionais.

Mande um comentário de voz pelo WhatSapp no 11 96429 4746. E também estamos no Telegram, com o grupo Café Brasil.

Para terminar, uma frase do neurologista, fisiologista e antropólogo italiano Paolo Mantegazza:

Quando estiver prestes a cometer o sacrilégio de desprezar uma mulher, lembre-se de sua mãe.