s
Portal Café Brasil
Encontro Roberto Motta e Luciano Pires
Encontro Roberto Motta e Luciano Pires
Roberto Motta e Luciano Pires numa manhã de conversas ...

Ver mais

Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
Café Brasil 931 – Essa tal felicidade
A Declaração de Independência dos Estados Unidos foi um ...

Ver mais

Café Brasil 930 – A Escolha de Sofia
Café Brasil 930 – A Escolha de Sofia
Tomar decisões é uma parte essencial do dia a dia, ...

Ver mais

Café Brasil 929 – Desobediência Civil
Café Brasil 929 – Desobediência Civil
O livro "Desobediência Civil" de Henry David Thoreau é ...

Ver mais

Café Brasil 928 – Preguiça Intelectual
Café Brasil 928 – Preguiça Intelectual
Láááááááá em 2004 eu lancei meu livro Brasileiros ...

Ver mais

LíderCast 325 – Arthur Igreja
LíderCast 325 – Arthur Igreja
O convidado de hoje é Arthur Igreja, autor do ...

Ver mais

LíderCast 324 – Cristiano Corrêa
LíderCast 324 – Cristiano Corrêa
Hoje trazemos Cristiano Corrêa, um especialista no ...

Ver mais

LíderCast 323 – Sérgio Molina
LíderCast 323 – Sérgio Molina
O convidado de hoje é Sérgio Molina, – atual CEO do ...

Ver mais

LíderCast 322 – Rodrigo Rezende
LíderCast 322 – Rodrigo Rezende
Rodrigo Rezende, carioca, empreendedor raiz, um dos ...

Ver mais

Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola, ...

Ver mais

Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live inaugural da série Café Com Leite Na Escola, ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Protagonismo das economias asiáticas
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Protagonismo das economias asiáticas   “Os eleitores da Índia − muitos deles pobres, com baixa escolaridade e vulneráveis, sendo que um em cada quatro é analfabeto − votaram a favor de ...

Ver mais

Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Criatividade, destruição criativa e inteligência artificial   “O capitalismo é, essencialmente, um processo de mudança econômica (endógena). O capitalismo só pode sobreviver na ...

Ver mais

Inteligência de mercado (Business intelligence)
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A importância da inteligência de mercado[1] Considerações iniciais Este artigo tem por objetivo ressaltar a importância da inteligência de mercado no competitivo mundo contemporâneo, por se ...

Ver mais

Americanah
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Americanah   “O identitarismo tem duas dimensões, uma dimensão intelectual e uma dimensão política, que estão profundamente articuladas, integradas. A dimensão intelectual é resultado ...

Ver mais

Cafezinho 629 – O luto político
Cafezinho 629 – O luto político
E aí? Sofrendo de luto político? Luto político é quando ...

Ver mais

Cafezinho 628 – Crimes de Honra
Cafezinho 628 – Crimes de Honra
A Corte Constitucional da França recentemente declarou ...

Ver mais

Cafezinho 627 – O Pum da Vaca
Cafezinho 627 – O Pum da Vaca
O físico Richard Feynman tem uma frase ótima: "A ...

Ver mais

Cafezinho 626 – A Globo já era?
Cafezinho 626 – A Globo já era?
A internet mudou tudo. Ela acabou com os ...

Ver mais

Café Com Leite 32 – Conhece-te a ti mesmo

Café Com Leite 32 – Conhece-te a ti mesmo

Luciano Pires -


Bárbara: Bom dia, boa tarde, boa noite! Babica, vamos continuar a nossa conversa sobre como desenvolver um bom caráter?

Babica: Vamooooooooos! Eu adorei os episódios anteriores, Bárbara, acho que tem umas dicas muito boas pra ser uma pessoa boa quando eu crescer!

Bárbara: Ah, que bom, Babica. Mesmo avatares precisam ter um bom caráter, não é?

Babica: É mesmo! Eu serei um deles!

Bárbara: Muito bem! Meu nome é Bárbara Stock e este é o Café Com Leite, um podcast para crianças inteligentes e para pais que se importam.

Babica: E eu sou a Babica, o avatar da Bárbara que vive dentro do celular dela! Também estarei aqui com você!

E quero convidar nossos ouvintes para o Clube Café Com Leite!

Bárbara: Bem lembrado, Babica! O Clube Café Com Leite nasceu para permitir que as pessoas que curtem este podcast, entrem um pouco mais dentro dele. No clube vamos publicar análises dos episódios, material complementar e episódios extras.

Babica: Mas o mais legal é que temos um grupo no Telegram onde as pessoas podem interagir conosco, compartilhar materiais e muito mais. Mas o mais importante é que ao assinar o Clube Café Com Leite, você ajuda a gente a produzir estes episódios!

Bárbara: Isso mesmo! Venha para podcastcafecomleite.com.br e faça parte do Clube Café Com Leite! Babica, quem é o ouvinte de hoje?

Bárbara: Babica, quem é o ouvinte de hoje?

Babica: Hoje é a vez de uma dupla. O Lucas e o Miguel!

COMENTÁRIO DO OUVINTE

Bárbara: Ah, que graça, Lucas e Miguel, que legal saber que vocês estão curtindo o Café Com Leite!

Babica: Ah, eu também adorei a história do sapo e da onça! Aliás, eu gosto de todas essas histórias que nós gravamos uma vez por mês.

Bárbara: São boas mesmo, Babica. Essas historinhas trazem lições importantes para construir um bom caráter! Um beijão Lucas e Miguel. Vocês ganharam a camiseta do Café Com Leite!

Babica: E se você gostou do nosso Café com Leite, mande uma mensagem de voz para nós no whatsapp 11915670602. Se sua mensagem for escolhida, vamos publicá-la no próximo episódio e você ganhará uma camiseta muito legal! O Lucas ganhou a dele!

Bárbara: Isso! Se seu áudio for escolhido, você ganha uma camiseta do Café Com Leite!  Vou repetir o whatsap: 11 915670602

SOBE A MÚSICA (barulho de bateria)

Babica: Então, Bárbara, quais são as vantagens da gente ter um caráter bem construído?

Bárbara: Babica, ter um caráter forte é algo que todo mundo deveria desejar. Precisa de força de vontade e de bons valores para se manter sendo verdadeiro, pois todo dia a gente tem um monte de desafios…

Babica: É mesmo! Temos responsabilidades, temos de estudar, de arrumar nossas coisas, de ajudar em casa…

Bábrara: … de ajudar os pais e irmãos, de entregar o trabalho de escola, de estudar…

Babica: Bateria! (virada da bateria)

Bárbara: Isso, de estudar os assuntos dos quais gostamos. E temos de lidar com pessoas. Com outras pessoas que vão precisar de nossa ajuda, de nosso trabalho, de nosso conhecimento. E é no lidar com as outras pessoas que nosso caráter vai fazer toda a diferença.

Babica: Então, se é tão importante assim, o que é que significa realmente ter um caráter forte? E o que é que a gente tem de fazer pra ter um bom caráter?

Bárbara: Vamos lá. Uma pessoa que tem um caráter forte e bem desenvolvido, é alguém que se conhece muito bem, que tem valores fortes e está sempre ligada a eles.

Babica: Mas Bárbara, eu sou eu, como é que não vou me conhecer?

Bárbara: Ahahahahah… Babica, isso não é tão fácil, não. A gente pensa que se conhece, mas não é bem assim. Nunca aconteceu de você estar numa discussão com outros avatares, de repente você falou uma coisa dura, deu uma resposta mal educada ou ofendeu o outro avatar e se arrependeu?

Babica: Já sim (envergonhada)

Bárbara: Então, por que você fez isso?

Babica: Ah, não sei, Bárbara, eu fique nervosa e acabei explodindo!

Bárbara: Viu só? Quem se conhece bem, sabe quando está ficando nervosa. E se se conhece bem mesmo, sabe que vai reagir de forma mal educada. E então a pessoa evita fazer isso. Muitas vezes, temos reações que não esperávamos. Pode ser sentir um medo, ficar paralisada, falar uma bobagem…até mesmo agredir alguém. E depois a gente não sabe porque agiu assim!

Babica: Então se conhecer é saber como a gente reage às coisas?

Bárbara: Também é isso. Se conhecer é saber como reagimos e por que reagimos. Saber das coisas que nos motivam, das coisas que nos botam medo, das que gostamos… Vamos de Sócrates?

Babica: Sempre eles!

Bárbara: Sócrates disse assim: “Conhece-te a ti mesmo”. E essa fala se tornou uma espécie de referência na busca não só do autoconhecimento, mas do conhecimento do mundo, da verdade. Para Sócrates, conhecer-se é o ponto de partida para uma vida equilibrada e, por consequência, mais autêntica e feliz.

Babica: Sim, já entendi. Mas como é isso de se conhecer?

Bárbara: Primeiro você tem de saber quais são seus valores. Já falamos bastante deles em episódios anteriores. Quais são os seus? Ajudar os outros? Ser uma pessoa honesta? Ser uma pessoa criativa? São seus valores que serão seus guias.

Babica: Ah, eu não sou uma pessoa criativa…

Bárbara: Nunca diga isso, Babica! Todo mundo é criativo! Ainda mais uma avatar lindinha, que é curiosa, que toca bateria…

Babica (virada da bateria): É acho que sou criativa, sim!

Bárbara: Muito bem! Depois que souber seus valores, você tem de saber dos seus interesses, de tudo aquilo que faz você levantar da cama cedo com vontade de ir à luta!

Babica: Meus interesses! As coisas pelas quais eu tenho paixão, meus hobbies…

Bárbara: Sim, tudo aquilo que chama sua atenção. Quais são as coisas que realmente prendem sua atenção?

Babica: Ah, tocar bateria… jogar um game… sorvete de chocolate…

Bárbara: Ahahahahahah, esperta você. Só tem coisas de diversão, né? Não tem nada mais?

Babica: Ah, gosto de participar de uma conversa, de ter uma tarefa e fazer bem feito, de ler um bom livro, de assistir um bom filme.

Bárbara: Então, quando a gente sabe dos nossos interesses, também sabe dos nossos não interesses. Quando estamos diante de algo que nos interessa, ficamos fascinados, a vida ganha cores, a gente fica motivado, criativo! Então saber o que nos interessa é um passo para nos conhecermos.

Babica: Entendi. O que mais?

Bárbara: Conhecer nosso temperamento. Por exemplo, você é uma pessoa introvertida, que prefere ficar sozinha, tímida? Ou é extrovertida, que gosta de estar com os outros?

Babica: Eu sou extrovertida!

Bárbara: A gente já sabe Babica. Você é alguém que gosta de planejar as coisas, pensar muito bem antes de fazer ou sai logo fazendo, sem pensar? Você toma suas decisões procurando se informar ou sai fazendo escolhas baseado naquilo que você acha que é o certo, sem procurar se informar? Você lida bem com quem tem ideias diferentes das suas, ou explode com raiva?

Babica: Ah, quanta pergunta!

Bárbara: Pois é. Responder a essas perguntas é aprender sobre você mesma. Vai ajudar a entender como você vai se comportar em diversas situações. Por exemplo, se você sabe que não gosta de ficar trancada numa sala, vai procurar atividades que aconteçam em lugares abertos sempre que puder. Se você sabe que tem um temperamento estouradinho, que fica nervosa quando é contrariada…

Babica: Vai ser capaz de se controlar em vez de sair gritando e fazendo escândalo!

Bárbara: Isso mesmo! Autocontrole! Isso é coisa de quem conhece a si mesmo!

Babica: To gostando. Tem mais pra gente se conhecer?

Bárbara: Tem, sim.  Saber quando é que você gosta de fazer as coisas.

Babica: Como assim?

Bárbara: Você é uma pessoa da manhã ou da noite? Eu, por exemplo, acordo bem cedo e pela manhã é quando eu me sinto mais esperta, trabalho com vontade, sou mais criativa. Depois do almoço eu fico lerda, meio desmotivada, sabe?

Babica: Ah, eu não tenho isso não. To alerta o tempo todo. Enquanto tiver bateria no celular!

Bárbara: Ah, vida de avatar… mas então, se eu sei que sou mais alerta pela manhã, se conheço essa minha característica, vou tentar marcar atividades para esse período. Reuniões, gravações… sempre quando estou mais esperta. Assim eu respeito a minha biologia. Tem gente que é ao contrário, trabalha melhor à tarde. Ou à noite.

Babica: Entendi. Se eu me conheço e sei quando gosto de fazer as coisas, e programa pra fazê-las nesses horários, vou fazer melhor!

Bárbara: Isso mesmo. E tem mais uma coisa.

Babica: O quê?

Bárbara: Sua missão de vida! Conhecer seu propósito!

Babica: Propósito? Já falamos disso aqui, não?

Barbara: Eu acho que falamos, muito por cima. Esse assunto vai merecer um episódio, ou até mais, no futuro. Quais foram os acontecimentos que você lembra com mais força na sua vida? Eles vão dar uma pista do seu propósito.

Babica: Como assim?

Bárbara: Olha, Babica, para crianças é mais complicado falar de propósito. O tio Luciano, por exemplo, diz que só descobriu o propósito da vida dele, depois que fez quarenta anos.

Babica: Tadinho…

Bárbara: Ahahahahah, não é tadinho, não, Babica. Isso é normal. A maioria das pessoas segue vivendo a vida sem saber qual é seu propósito. Você está aqui para quê, afinal?

Babica: Eu to aqui para ajudar crianças a ficarem mais inteligentes!

Bárbara: Muito bem! Esse é o seu propósito neste momento. Mas provavelmente ele vai mudar no futuro. O importante é você saber qual é ele. Se conhece a si mesma e sabe que seu propósito é ajudar crianças a serem amis inteligentes, o que é que vai acontecer?

Babica: Ah, eu vou escolher falar de coisas que as deixem mais inteligentes!

Bárbara: Viu só? Como você se conhece, conhece seu propósito, para que você está aqui, não vai perder tempo com bobajadas, tipo ficar horas assistindo um youtuber que não deixa ninguém inteligente. Por conhece você mesma, vai procurar sempre trazer assuntos que deixem os outros inteligentes.

Babica: É mesmo. Puxa, Bárbara, sabe que eu não tinha pensado nisso?

Bárbara: As pessoas não pensam nisso, Babica. Por isso é importante lembrar das coisas mais importantes da vida da gente. Lembra do episódio passado quando falei do seu amiguinho que esqueceu o agasalho e você emprestou o seu?

Babica: Lembro.

Bárbara: O que você sentiu quando viu ele sorrir, agradecer e se agasalhar, ficar quentinho com o seu agasalho?

Babica: Ah, me deu uma sensação muito boa! Eu fiquei feliz!

Bárbara: Foi um acontecimento bom na sua vida?

Babica: Claro que sim!

Bárbara: Então taí uma pista. Quem sabe seu propósito não é o de ajudas as pessoas que estão passando necessidades? Isso pode ajudar a escolher o que você será no futuro, onde vai trabalhar, entendeu? Viu como é importante conhecer  a si mesma?

Babica: Puxa, como é? Mas tem mais alguma coisa?

Bárbara: Tem sim. Conhecer suas forças!

Babica: De super-heróis? (entusiasmada)

Bárbara: Ahahahahah. Não necessariamente. Suas forças são suas habilidades, aquilo em que você é boa, seus talentos. Mas também traços do seu caráter, como o respeito pelos outros, a lealdade, a vontade de aprender, seu senso de justiça. Tudo isso representa suas forças.

Babica: Ah, eu não sei se tenho muitas forças, não?

Bárbara: Como não Babica? Ser curiosa, inteligente, criativa do jeito que você é, são forças suas! Quer um exemplo?

Babica: Quero.

Bárbara: neste final de ano, minha família foi passar o ano novo numa praia. Se reuniram quase 20 pessoas. E eu fiquei muito orgulhosa porque várias delas vieram comentar comigo que o Matheus, meu filho, é um garoto muito educado e respeitoso.

Babica: Educação e respeito?

Bárbara: Sim. Se educado e respeitoso são forças do Matheus. Fazem com que ele seja bem-visto pelo grupo, aceito por todos, que ficam felizes quando tem ele por perto. Se ele fosse um jovem mal educado e desrespeitoso, isso não seria uma força, mas uma fraqueza, entendeu? NInguém gostaria de ter ele por perto.

Babica: Tudo ficaria mais difícil pra ele.

Bárbara: isso mesmo. Por isso é importante você saber quais são suas forças. Sabendo disso, você será mais autoconfiante, gostar mais de você. E isso dará mais segurança para você fazer melhor as coisas que precisa fazer.

Babica: E pode ajudar se for ao contrário!

Bárbara: Como assim?

Babica: Se não for uma força, mas uma fraqueza! Por exemplo, se eu sei que tenho uma fraqueza, posso trabalhar para melhorar! Por exemplo, se eu sei que sou desafinada pra cantar, vou tentar não cantar ou aprender a cantar, para transformar numa força!

Bárbara: Babica, isso foi uma indireta, é?

Babica: aaahahhahahaha

Bárbara: Muito bem. Aprendeu hoje?

Babica: Puxa, se aprendi! Mas to desconfiando que ainda tem coisa.

Bárbara: Ih se tem… Olha, pra gente parece que é fácil sermos nós mesmos, mas é preciso manter atenção constante. Quando você descobre seus valores, seus interesses, seu temperamento, que horas funciona melhor, seu propósito e quais são suas forças, tudo fica mais fácil. Na verdade dá até uma sensação boa, sabe?

Babica: Sei sim, a gente se sente como um super-herói!

Bárbara: Isso mesmo! Nos sentimos capazes, fortes, necessários! E as pessoas vão perceber isso, e vão dizer que nós temos…

Babica; um bom caráter! E mais ainda! Quem conhece a si mesmo terá energia e economizará energia. Se sente mais livre e mais forte porque não se conforma mais com a forma como “deveria” sentir, pensar ou agir.

Bárbara: Isso mesmo! Por exemplo, me lembro do alívio de um amigo meu quando percebeu que era uma pessoa introvertida. Como era reconfortante para ele ficar um tempo sozinho sem se perguntar se ele era uma pessoa esquisita. Esse era o jeito dele, e quando se conheceu, passou a se valorizar muto mais!

Mas, Babica, sabe o que eu percebi?

Babica: O quê?

Bárbara: Que nós acabamos falando muito sobre como fazer para nos conhecermos, mas tem muito mais sobre como fazer para construir um bom caráter. Na verdade, a gente nem falou muito…

Babica: Ah, então isso é assunto…

Bárbara: …para um próximo episódio!

Babica: Ebaaaaaaaaaaaaaaaa

SOBE

_________________________________________________________

Bárbara: Não esqueça então: se você está gostando deste nosso podcast, se quer que a gente cresça, contribua conosco! Tem várias formas! Quem sabe você nos ajuda a encontrar um patrocinador. Ou então faz uma contribuição pelo nosso PIX, que é o 11915670602

Babica: E tem uma novidade: o CLUBE CAFÉ COM LEITE! Inauguramos um espaço para reunir as pessoas que gostam do nosso conteúdo e que querem que a gente continue! Vá até o podcastcafecomleite.com.br e faça uma assinatura!

Bárbara: Isso mesmo! Pule pra dentro do Café Com Leite! Ajude a gente a continuar! No podcastcafecomleite.combr

Babica: Venha pro Clube Café Com Leite!

_______________________________________________________

Bárbara: Muito bem! Eu sou a Bárbara Stock…

Babica: E eu sou a Babica! O avatar de Bárbara que mora no super celular dela.

Bárbara: somos suas companheiras neste Café Com Leite, que é feito com muito carinho pela turma de super heróis do Podcast Café Brasil. A edição é do Senhor A e a direção é do Luciano Pires.

E hoje vamos encerrar como o episódio?

Babica: Ah, com uma frase de uma menina chamada Anne Frank:

Você só conhece uma pessoa depois de uma briga. Só, então, é possível julgar o seu caráter.