s
Portal Café Brasil
Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

O potencial dos microinfluenciadores
O potencial dos microinfluenciadores
O potencial das personalidades digitais para as marcas ...

Ver mais

Café Brasil 915 – O Homem Brinquedo
Café Brasil 915 – O Homem Brinquedo
A Inteligência Artificial é uma maravilha e está ...

Ver mais

Café Brasil 914 – Os canteiros de Cecília
Café Brasil 914 – Os canteiros de Cecília
Cecília Meireles deixou uma obra que transcende o ...

Ver mais

Café Brasil 913 – Tá ligado?
Café Brasil 913 – Tá ligado?
Na animação da Disney "A Bela e a Fera", de 1991, Bela, ...

Ver mais

Café Brasil 912 – Pobreza e Riqueza revisitado
Café Brasil 912 – Pobreza e Riqueza revisitado
Para que o Brasil estabeleça os requisitos básicos para ...

Ver mais

LíderCast 312 – Renata Silbert
LíderCast 312 – Renata Silbert
No episódio de hoje trazemos Renata Silbert, que tem ...

Ver mais

LíderCast 311 – Gus Erlichmann e Ariel Krok
LíderCast 311 – Gus Erlichmann e Ariel Krok
O episódio de hoje é especial, com dois convidados: Gus ...

Ver mais

LíderCast 310 – Estevan Oliveira
LíderCast 310 – Estevan Oliveira
No episódio de hoje temos Estevan Oliveira, que tem uma ...

Ver mais

LíderCast 309 – Sérgio Siqueira
LíderCast 309 – Sérgio Siqueira
No episódio de hoje temos Sérgio Siqueira, um ouvinte ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Os 30 anos do Plano Real
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Os 30 anos do Plano Real   Paulo Galvão Júnior (*) Luiz Alberto Machado (**)   1. Considerações iniciais É preciso sempre debater os destinos econômicos, sociais e ambientais de nosso ...

Ver mais

Releituras
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Releituras   “Quando um país é capaz de contar com as instituições preservadoras da autonomia individual (Estado de Direito e economia de mercado), de melhorar a qualificação de seus ...

Ver mais

Canadenses ganhadores do Prêmio Nobel de Economia
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Visão geral dos economistas canadenses ganhadores do Prêmio Nobel de Economia Paulo Galvão Júnior (*) Luiz Alberto Machado (**) Enquanto o Brasil, com população estimada de 203,0 milhões de ...

Ver mais

Temperatura e Calor
alexsoletto
Iscas Científicas
TEMPERATURA E CALOR Esse texto é baseado no livro de Robert L. Wolke, professor emérito de química da Universidade de São Pittsburg (EUA) “Lo Que Einstein  Le Contó A Su Barbeiro”.   Texto de ...

Ver mais

Cafezinho 613 – Baixe a bola? Eu não!
Cafezinho 613 – Baixe a bola? Eu não!
Pô, Luciano, nessa idade você já devia ter baixado a ...

Ver mais

Cafezinho 612 – Se o Facebook não protege as crianças…
Cafezinho 612 – Se o Facebook não protege as crianças…
Em 2021, Frances Haugen, ex-diretora do Facebook, vazou ...

Ver mais

Cafezinho 611 – O funk no busão
Cafezinho 611 – O funk no busão
Não é difícil comprovar que as pessoas, em geral, estão ...

Ver mais

Cafezinho 610 – Siga Los Pájaros!
Cafezinho 610 – Siga Los Pájaros!
As decisões triviais que tomamos podem ir muito além do ...

Ver mais

Café Com Leite 72 – A Mentira

Café Com Leite 72 – A Mentira

Luciano Pires -

Assine o Café Com Leite em https://podcastcafecomleite.com.br 

Babica: Bárbara, você conta mentiras?

Bárbara: Ah, Babica, eu tento nunca mentir. Mas às vezes uma mentirinha escapa…

Babica: Ué? Mas você falou pra nunca mentir! Até contou a história do Menino e o Lobo! É muito feio mentir, Bárbara!

Bárbara: Claro que é, e esse assunto é muito importante, Babica.

Babica: Me fala mais sobre ele?

Bárbara: Falo sim. Meu nome Bárbara Stock e este é o Café Com Leite, um podcast para famílias com crianças inteligentes e para pais que se importam.

Babica: E eu sou a Babica, o avatar da Bárbara que vive dentro do celular dela! Também estarei aqui com você!

Bárbara: Babica, quem é o ouvinte de hoje?

Babica: Hoje é… o Heitor!

COMENTÁRIO DO OUVINTE

Bárbara: Ahahahahaha Heitor! Com cinco aninhos!!! Que lindo!

Babica: Ah, Bárbara, eu adoro ouvir crianças pequenas. Imagino a cabecinha delas enquanto ouvem a gente. Um beijo, Heitor!

Bárbara: Beijooooossss Heitor!!! Você ganhou uma linda camiseta! Entre em contato conosco no nosso whatsapp para combinar o envio!

Babica: E se você gostou do nosso Café com Leite, mande uma mensagem de voz para nós no whatsapp 11915670602. Se sua mensagem for escolhida, vamos publicá-la em algum episódio e você ganhará uma camiseta muito legal!

_______________________________________________________

Bárbara: Babica, este episódio, os pais vão ter de ouvir com cuidado e explicar bem para as crianças pequenas, pois podem surgir dúvidas.

Babica: Ah, tô curiosa!

Bárbara: Vamos lá. O termo “mentiri” era usado na língua latina para descrever algo que não é verdade, enganando os outros. Ao longo do tempo, essa palavra foi adotada em várias línguas europeias, mantendo seu significado de falsidade ou engano.

Babica: Eu fico fascinada em ver como as palavras viajam pela história. Mas por que as pessoas mentem, Bárbara? Se é errado?

Bárbara: Ah, isso é uma jornada complicada, Babica. Quando as circunstâncias parecem favoráveis, as pessoas mentem. Algumas mentiras são inofensivas, outras podem causar grandes problemas. Todos nós provavelmente já mentimos. Inclusive você.

Babica: Eu? Bárbara, avatares não mentem!

Bárbara: Ah, Babica, todo mundo mente!

Babica: Eu não minto!

Bárbara: Mente…

Babica: Não minto!

Bárbara: Quer que eu prove?

Babica: Quero!

Bárbara: Lembra aquela vez que eu comprei um vestido com uma estampa que você não gostou?

Babica: Aquele todo colorido?

Bárbara: Aquele mesmo. O que você achou dele?

Babica: Ah, achei muito feio, Bárbara!

Bárbara: Bem, as pessoas gostaram. Mas você lembra do que disse quando eu apareci com ele e perguntei o que você achava?

Babica: Não lembro.

Bárbara: Você disse que o vestido estava bom!

Babica: Ah, Bárbara, mas eu disse aquilo para não…

Bárbara: … me deixar magoada, não é?

Babica: Isso mesmo.

Bárbara: Se você dissesse que tinha achado o vestido feio, eu provavelmente ficaria triste. E você gosta de mim, não queria me deixar triste. Então você…

Babica (envergonhada): Eu menti. Disse que o vestido que achei feio estava bonito. Pra não magoar você…

Bárbara: Tá vendo? Em algum momento uma mentira escapa. Às vezes é até necessária, Babica.

Babica: Mas é feio! É errado!

Bárbara: É feio e é errado, mas pode ser inevitável. Tem a mentirinha e a mentirona.

Babica: Mas faz diferença? Mentir pequeno ou mentir grande?

Bárbara: Faz, Babica. Tem mentiras inofensivas e mentiras ruins.

Babica: Mas como assim? Como é que uma mentira pode ser inofensiva?

Bárbara: Uma mentira inofensiva é contada para beneficiar alguém que está em perigo e que não cometeu um crime ou outro mal para merecer o perigo, por exemplo.

Babica: Como assim?

Bárbara: Imagine que o Nico está sendo perseguido por um avatar maior que quer bater nele. Ele passa por você correndo e se esconde atrás do sofá. Se o avatar malvado aparecer e perguntar se você viu o Nico, o que você vai dizer?

Babica: Vou dizer que não vi. Ou apontar para outro lado!

Bárbara: Viu? Você mentiu para o avatar mau para proteger o Nico. Essa foi uma mentira até boa, pois ajudou você a salvar o Nico.

Babica: Entendi.

Bárbara: Mas essa é uma área muito perigosa, Babica. A pessoa que protege o outro com uma mentira, deve pensar seriamente em seus motivos e nas consequências.

Babica: Sim. Porque ao proteger alguém você pode prejudicar outra pessoa, não é?

Bárbara: Isso mesmo. Por isso é importante, sempre que for possível, pedir conselhos para seus pais, professores e amigos mais experientes.

Babica: E a mentira ruim, a má?

Bárbara: Uma mentira ruim é quando alguém conta algo falso que machuca outra pessoa, tira algo que ela merece ou causa problemas na família sem nenhum motivo bom. Quem conta a mentira deve pensar muito bem nos motivos e nas coisas ruins que podem acontecer por causa dela.

Babica: Puxa, então todo mundo mente mesmo?

Bárbara: Um estudo mostrou que a maioria mente em algum momento. Mas a maioria absoluta dessas mentiras são pequenas, como dizer que gostou de um vestido que na verdade não gostou.

Babica: (tristinha) Puxa. Mas por que as pessoas mentem, Bárbara?

Bárbara: Por vários motivos. As pessoas mentem para evitar problemas. Por exemplo, você já se recusou a ir brincar com um amigo?

Babica: Claro que sim, né?

Bárbara: O que você disse?

Babica: Ah, eu inventei que estava com dor de cabeça…

Bárbara: Viu? Você inventou, contou uma mentira. Tem gente que diz que já tem outro compromisso, que não está se sentindo bem ou que tem visitas em casa. Mentiras são um meio pelo qual evitamos situações e pessoas que não desejamos experimentar ou encontrar.

Babica: Eu fiquei confusa, Bárbara. Afinal, mentir é ruim ou não é?

Bárbara: É ruim, Babica, especialmente quando as pessoas mentem para enganar outras pessoas por má intenção. Uma mentira pode ser usada para levar as pessoas a fazer ou concordar com coisas com as quais normalmente não concordariam.

Babica: Aí é ruim.

Bárbara: Aí é ruim, pois você pode estar prejudicando a outra pessoa, entendeu?

Babica: Entendi. Conheço um avatar bem arteiro, que um dia quebrou um avavaso…

Bárbara: Avavaso?

Babica: É. Avatar de vaso. Ele quebrou um avavaso e colocou a culpa no Nico.

Bárbara: Que feio! E o Nico?

Babica: Levou a maior bronca do dono do avavaso.

Bárbara: Tá vendo? Uma mentira que prejudicou outra pessoa. O Nico levou a culpa que não era dele.

Babica: Pois é, mas o outro avatar esqueceu da história que contou jogando a culpa no Nico e mais tarde acabou sendo pego na mentira.

Bárbara: É isso aí! As mentiras têm a capacidade de crescer com o tempo, Babica. Quem mente sempre vai ter de ficar inventando outras mentiras para encobrir ou manter a primeira mentira.

Babica: Nunca vai ter paz.

Bárbara: Nunca.

Babica: Mas alguma vez a pessoa pode contar uma mentira sem saber que está mentindo, não pode?

Bárbara: Claro que pode. Ela pode ter se enganado sobre alguma coisa, pode ter esquecido, pode ser que sua imaginação a engane. Pode mentir sem perceber, sim.

Babica: Puxa, como a mentira é uma coisa complicada!

Bárbara: Sim, a mentira é muito complicada. Por isso devemos tentar sempre falar a verdade. E agora que você sabe como a coisa funciona, vou repetir a pergunta. Você já contou mentiras?

Babica: Ah, eu acho que diversas, Bárbara. Mas todas com boas intenções.

Bárbara: Eu sei… mentirinhas como aquela que você fez comigo do vestido. Eu ia dizer que isso simplesmente indica que você é um ser humano, mas você é…

Babica: …um avatar!

Bárbara: Pois é. Avatares imitam os humanos, se tiverem sentimentos, também podem mentir. O problema é quando a coisa se torna patológica.

Babica: Patológica? Mas o que o pato tem a ver?

Bárbara: Ahahahahaha… patológica quer dizer doentia. Quando mentir se torna uma doença e você passa a mentir sempre!

Babica: De mentirinha em mentirinha a gente vira uma grande mentirosa…

Bárbara: Pois é. E aí as pessoas não vão mais confiar em você. Lembra do menino e o lobo? Já pensou que coisa triste se sua mãe ou seu pai não confiarem em você?

Babica: Vão perder o respeito por mim, não vão me dar responsabilidades, não vão deixar que eu tome minhas decisões, eu não vou conseguir desenvolver minha autoconfiança. Perder a confiança dos outros é muito ruim.

Bárbara: Por isso que não devemos mentir, Babica. Quando sentirmos a tentação de contar uma mentira, o ideal é conversar com nossos pais, professores ou orientadores. Eles vão nos ajudar a avaliar se essa mentira é inofensiva ou vai prejudicar alguém.

Babica: Bárbara, eu tô confusa com essa história da mentira. Acho que esse assunto merece mais conversa, não?

Bárbara: Merece, sim. Vamos continuar a tratar dele num próximo episódio. Mas eu estou pensando uma coisa…

Babica: O quê?

Bárbara: Sabe que o mundo seria um horror se todo mundo falasse a verdade todo o tempo?

Babica: Bom, pelo menos você não ia mais usar aquele vestido horroroso!

Bárbara: Babica!

As duas: ahahahahahahahahah

_________________________________________________

Bárbara: Não esqueça então: os assinantes do Café Com Leite recebem um conteúdo extra no final de cada episódio!

Babica: Isso mesmo! Pule pra dentro do Café Com Leite! Ajude a gente a continuar! No podcastcafecomleite.com.br

Bárbara: Venha pro Clube Café Com Leite!

_______________________________________________________

Bárbara: Muito bem! Eu sou a Bárbara Stock…

Babica: E eu sou a Babica! O avatar de Bárbara que mora no celular dela.

Bárbara: somos suas companheiras neste Café Com Leite, que é feito com muito carinho pela turma do Podcast Café Brasil. A edição é do Senhor A e o texto e direção são do Luciano Pires.

E hoje como vamos encerrar o episódio?

Babica: Vou trazer uma frase do grande poeta e escritor inglês William Shakespeare:

As pequenas mentiras fazem o grande mentiroso.