s
Portal Café Brasil
Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

O potencial dos microinfluenciadores
O potencial dos microinfluenciadores
O potencial das personalidades digitais para as marcas ...

Ver mais

Cafezinho 619 – Don´t make stupid people famous
Cafezinho 619 – Don´t make stupid people famous
As pessoas que realmente fazem diferença na sua vida ...

Ver mais

Café Brasil 921 – A Praça e a torre
Café Brasil 921 – A Praça e a torre
O livro "A Praça e a Torre: Redes, Hierarquias e a Luta ...

Ver mais

Café Brasil 920 – No Caravelas
Café Brasil 920 – No Caravelas
O Caravelas Podcast foi criado pelo advogado e ...

Ver mais

Café Brasil 919 – Muito Além do Jardim
Café Brasil 919 – Muito Além do Jardim
Neste episódio, a partir de um filme delicioso, uma ...

Ver mais

LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 2
LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 2
Segunda parte da entrevista realizada com o ex-ministro ...

Ver mais

LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 1
LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 1
Seguindo na missão de trazer de volta alguns dos ...

Ver mais

LíderCast 316 – Gustavo Succi
LíderCast 316 – Gustavo Succi
No episódio de hoje temos Gustavo Succi, que é o CEO da ...

Ver mais

LíderCast 315 – Marina Helena
LíderCast 315 – Marina Helena
Hoje temos como convidada Marina Helena, pré-candidata ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Daniel Kahneman, a economia e a psicologia
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Daniel Kahneman, a economia e a psicologia   “O trabalho de Kahneman é realmente monumental na história do pensamento”. Steven Pinker (Entrevista em 2014 ao jornal The Guardian) ...

Ver mais

Oppenheimer e a Bomba
alexsoletto
Iscas Científicas
  Texto de Alex Soletto   “Agora me tornei a Morte, o destruidor dos mundos” (frase do livro hindu Bhagavad Gita)   A frase foi repetida por Oppenheimer após o teste da ...

Ver mais

G20
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Esclarecendo o que é o G20          Katherine Buso    Luiz A. Machado  Paulo Galvão Jr. 1. Considerações iniciais O presente artigo analisa os principais indicadores econômicos do Grupo dos Vinte ...

Ver mais

Talentos, tecnologia, tesouros e tolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Talentos, tecnologia, tesouros e tolerância “É a relação entre quem tem a força das ideias e quem tem o poder da força que permite progredir no tempo e no espaço na cidade, de forma ...

Ver mais

Cafezinho 618 – Uma descoberta no Polo Norte
Cafezinho 618 – Uma descoberta no Polo Norte
Em 2008 eu embarquei numa viagem até o Polo Norte, que ...

Ver mais

Cafezinho 917 – Mais pedras no lago
Cafezinho 917 – Mais pedras no lago
Já devíamos ter percebido que a colaboração e a união ...

Ver mais

Cafezinho 616 –  Bem-vindo, seu Caos
Cafezinho 616 –  Bem-vindo, seu Caos
Vivemos numa era de caos. Não se trata mais de planejar ...

Ver mais

Cafezinho 615 – Esquerda e direita
Cafezinho 615 – Esquerda e direita
Ser verdadeiramente racional significa estar aberto a ...

Ver mais

Café Com Leite 74 – Trabalho em equipe

Café Com Leite 74 – Trabalho em equipe

Luciano Pires -

Participe do Café Com Leite Na Escola. Eu Apoio! em https://cafecomleitenaescola.com.br 

Bárbara: Babica, nosso projeto de levar o Café Com Leite nas Escolas está de vento em popa!

Babica: Vento em popa? O que é vento em popa?

Bárbara: Ah, “vento em popa” é uma expressão que usamos quando as coisas estão indo muito bem, como quando um barco está navegando bem rápido com o vento soprando forte.

Babica: Como assim, Bárbara?

Bárbara: Imagina que você está em um barco, e o vento sopra forte nas velas, impulsionando o barco para a frente. Isso faz com que o barco navegue rapidamente e sem problemas, entendeu? Quando dizemos que algo está “vento em popa”, queremos dizer que estamos progredindo de forma rápida e positiva em nossas metas ou projetos.

Babica: Puxa e o Café Com Leite Na Escola tá assim?

Bárbara: Está. E é disso que falaremos hoje. Meu nome Bárbara Stock e este é o Café Com Leite, um podcast para famílias com crianças inteligentes e pais que se importam.

Babica: E eu sou a Babica, o avatar da Bárbara que vive dentro do celular dela! Também estarei aqui com você!

Bárbara: Babica, quem é o ouvinte de hoje?

Babica: Hoje é um monte de gente….

COMENTÁRIO DOs OUVINTE

Bárbara: Nossa…. quanta gente!!!!

Babica: Não é legal, Bárbara? São as crianças da Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Lavínia Rodrigues Sanson, de Cerquilho, interior de São Paulo!

Bárbara: Que delícia! Foi uma iniciativa da professora Ana xxx D´Ajuda que pegou nossos episódios sobre Valores e usou em sala de aula. E as crianças fizeram exercícios sobre o tema.

Babica: Puxa, que legal! Mas foi tão legal que todas as crianças ganharam uma camiseta!

Bárbara: Que estão sendo entregues em mãos! Nós vamos pra Cerquilho!

Babica: Vivaaaaaaaaa! Depois vamos contar essa história! E se você gostou do nosso Café com Leite, mande uma mensagem de voz para nós no whatsapp 11915670602. Se sua mensagem for escolhida, vamos publicá-la num próximo episódio e você ganhará uma camiseta muito legal!

_______________________________________________________

Bárbara: Babica, era uma vez…

Babica: Ebaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

Bárbara: Era uma vez uma comunidade de animais na floresta, que viviam juntos em harmonia. Entre eles, havia um grupo de formigas, uma coruja sábia e um esquilo ágil. Cada um tinha suas próprias habilidades e características únicas.

Babica: Nossa, que barulhão!

Bárbara: Um dia, a floresta foi atingida por uma tempestade violenta

TROVÃO E CHUVA FORTE

A tempestade derrubou árvores e destruiu muitas coisas. As formigas, com sua força e determinação, começaram a recolher os destroços e a reconstruir seus lares.

Babica: Ah, coitadas!

Bárbara: Mas havia muito trabalho a ser feito, e elas logo perceberam que não conseguiriam fazer tudo sozinhas.

Barulho da coruja

Bárbara: Foi então que a coruja sábia sugeriu: “vamos nos unir num esforço de equipe. Se cada um contribuir com suas habilidades únicas, poderemos realizar mais juntos do que cada um poderia fazer sozinho”!

Babica: Puxa, bem sensata a coruja. Por isso é sábia!

Bárbara: Por isso é sábia. As formigas concordaram e começaram a trabalhar em conjunto, coordenando seus esforços para reconstruir a comunidade. Enquanto isso, o esquilo ágil ofereceu sua ajuda para coletar materiais de construção e transportá-los para onde eram necessários. Com sua agilidade e destreza, ele foi capaz de percorrer a floresta rapidamente, trazendo ramos e folhas para ajudar na reconstrução.

Babica: Ah, eu acho tão legal quando as pessoas se juntam para fazer coisas juntas! É que nem numa banda de rock!

Virada da bateria

Bárbara: À medida que trabalhavam juntos, os animais perceberam que cada um tinha um papel importante a desempenhar. As formigas forneciam a força e a determinação, a coruja trazia sabedoria e orientação, e o esquilo contribuía com sua agilidade e velocidade. Juntos, eles conseguiram reconstruir a comunidade de forma mais rápida e eficiente do que jamais teriam conseguido sozinhos.

Babica: Um ajudando o outro!

Bárbara: Um ajudando o outro, Babica. No final, a tempestade passou e a floresta foi restaurada, graças ao trabalho em equipe dos animais. Eles aprenderam que, ao se ajudarem mutuamente e trabalharem juntos, podem superar desafios e alcançar grandes coisas. E assim, a comunidade de animais na floresta continuou a prosperar, lembrando-se sempre da importância do trabalho em equipe e da colaboração mútua.

Babica: Ah, o trabalho em equipe é uma habilidade essencial que as crianças precisam aprender desde cedo. É uma daquelas habilidades que não só as ajudarão na escola, mas também ao longo de suas vidas.

Bárbara: Exatamente! Desde colaborar em um time esportivo até montar uma peça teatral na escola, o trabalho em equipe está presente em diversas atividades da vida da gente.

Babica: E dominar essa habilidade de ser um bom jogador em equipe ajudará a criança a ter sucesso não apenas na escola, mas também em todos os aspectos da vida. Mas Bárbara, como podemos ajudar nossas crianças a desenvolver essa habilidade tão importante?

Bárbara: Bom, Babica, o primeiro passo é entender por que o trabalho em equipe é tão vital. As crianças precisam aprender desde cedo a compartilhar, a ceder, a valorizar as habilidades dos outros e a trabalhar em conjunto para alcançar um objetivo comum.

Babica: Ah, eu fiz isso com o Nico. Quer ver? Nicoooooooooo

Nico: O-oi! Che-cheguei!

Bárbara: Oi Nico!

Nico: Oi Ba-Bárbara!

Babica: Nico, lembra aquela vez que nós participamos daquele concurso numa reunião de avatares?

Nico: A-aquele que nós ga-ganhmaos?

Babica: Sim! Ganhava quem montasse um quebra-cabeças lembra?

Nico: Le-lembrO. Era bem difi-fícil.

Babica: Todos os avatares tentaram montar sozinhos, mas nós dois trabalhamos em equipe, como um time!

Nico: Sim! E com isso ga-ganhamos o prê-mio!

Babica (triste): É um avacate.

Bárbara: Avacate?

Nico: É. Um ava-ta-tar de abacate!

Bárbara: Ahahahahahahah

Babica: Eu odeio avacate!

Bárbara: mas ganharam o prêmio, né? Trabalhando juntos.

Nico: Foi um-muito legal! Eu gosto da Babica.

Babica: Ah… eu gosto de você, Nico! Smack (som de beijo)

Nico: Toma um avacate.

Babica: Nico!

Nico: Fu-Fui!

Bárbara: Ahahahahahahah. Vocês dois, viu? Mas o exemplo do trabalho em equipe pra montar o quebra-cabeças foi perfeito.

Babica: Avacate…

Bárbara: O trabalho em equipe é uma habilidade vital para todas as idades. As crianças precisam aprender a trabalhar com outras pessoas, seja na família, com amigos, colegas de classe ou futuros colegas de trabalho.

Babica: Exatamente. E as crianças que conseguem dominar o trabalho em equipe desde cedo se tornam modelos positivos para outras crianças.

Bárbara: É… mas nem sempre é fácil para as crianças trabalharem em equipe, não é mesmo?

Babica: Ah, com certeza, Bárbara. Embora as crianças compreendam o valor do trabalho em equipe desde muito cedo, isso nem sempre vem naturalmente para elas.

Bárbara: É verdade. Muitas vezes, as crianças são egoístas por natureza, e é através das lições que aprendem na infância que começam a entender a importância de trabalhar em equipe.

Babica: Eu sempre me enrolei tentando entender direitinho o que é ser egoísta.

Bárbara: Egoísmo é quando alguém só pensa em si mesmo e não se importa com os outros. É quando uma pessoa quer sempre o melhor só para ela e não divide, não ajuda e não pensa nos sentimentos das outras pessoas.

Babica: Ah, sim. Mas crianças são egoístas?

Bárbara: O comportamento egoísta é uma parte normal do desenvolvimento das crianças, Babica. E pode ser uma oportunidade para os pais e cuidadores ensinarem habilidades sociais importantes, como empatia, respeito e colaboração.

Babica: Tudo que a gente vem falando no Café Com Leite!

Bárbara: Isso mesmo! Ao longo do tempo, as crianças aprendem a colaborar e a trabalhar em conjunto. Por volta dos três aos cinco anos, a maioria das crianças já consegue compartilhar, ceder e mostrar empatia pelos outros.

Babica: E as escolas são importantes para isso, não?

Bárbara: Sem dúvida, Babica. Durante os anos escolares, as crianças têm inúmeras oportunidades para desenvolver suas habilidades em equipe, seja através de atividades dentro ou fora da sala de aula.

Babica: E em casa, o que os pais podem fazer para ajudar?

Bárbara: Há muitas maneiras de os pais incentivarem o trabalho em equipe em casa, desde jogos de tabuleiro até projetos de arte em conjunto, passando pela ajuda com os deveres de casa.

Babica: E se as crianças estiverem enfrentando dificuldades com o trabalho em equipe?

Bárbara: Existem várias estratégias que os adultos podem adotar para ajudar as crianças a se tornarem melhores jogadores em equipe. Por exemplo, mostrar a importância de fazer parte de um time, construir a confiança delas e estabelecer regras claras para as atividades em equipe.

Babica: E se os pais estiverem preocupados com as dificuldades sociais de seus filhos?

Bárbara: Nesse caso, é importante buscar ajuda, seja conversando com o professor da criança ou com o coordenador de necessidades educacionais especiais da escola.

Babica: Foi por isso que nós criamos o projeto Café Com Leite Na Escola, Bárbara. Você sempre fala como as escolas são importantes para moldar a forma como vemos o mundo.

Bárbara: Exatamente. E muitos pais e mães, incluindo eu, estão preocupados com o tipo de informações que nossas crianças estão recebendo. Mas acho que é hora de fazermos mais do que apenas falar.

Babica: Como assim?

Bárbara: Trabalhar em equipe! Já imaginou professores de todo o Brasil fazendo como a professora Ana de Cerquilho?

Babica: Usando o nosso podcast com os alunos, conversando sobre os temas e fazendo atividades com a garotada em sala de aula? Puxa, isso seria incrível!

Bárbara: Mas para que isso possa acontecer, vamos lançar uma campanha de arrecadação de fundos para o Projeto Café Com Leite Na Escola.

Babica: Arrecadação de fundos? Como assim?

Bárbara: Babica, um projeto como esse precisa de ajuda de gente que conhece o mundo das escolas e da educação. Vamos ter de desenvolver materiais, fazer divulgação… Tudo isso custa dinheiro, Babica. E é aí que os ouvintes que gostam da gente podem ajudar.

Babica: Puxa vida, vai dar muito trabalho fazer! Como as pessoas podem ajudar?

Bárbara: Acessando cafecomleitenaescola.com.br

Babica: cafecomleitenaescola.com.br?

Bárbara: Sim, todos os detalhes estão lá. Precisamos de todo o apoio possível. Os primeiros dias da campanha são muito importantes para que tudo dê certo! As pessoas podem contribuir com qualquer valor!

Babica: Qualquer valor mesmo?

Bárbara: Sim, Babica. É só entrar na página e escolher com quanto você quer contribuir para fazer parte deste projeto conosco! Mas precisa fazer isso já!

Babica: Cafecomleitenaescola.com.br. Mas o que eu posso fazer? Sou apenas uma criança!

Bárbara: Todos podem ajudar de alguma forma, Babica. Você pode falar sobre o projeto com seus amigos e compartilhando nosso link nas suas redes sociais.

Babica: Isso eu posso fazer! E você acha que as pessoas vão nos ajudar?

Bárbara: Com certeza. Quem quiser se juntar a nós para ajudar, é só mandar um whatsapp no 11915670602. Quanto mais gente ajudando, melhor.

Babica: E se as pessoas não se mobilizarem?

Bárbara: É por isso que precisamos de todos ajudando. Trabalho em equipe! Se nós que nos preocupamos, não começarmos esse movimento, quem vai? Juntos, podemos fazer uma grande diferença na vida das crianças e dos jovens.

Babica: Estou dentro! Vamos juntas!

Bárbara: Vamos sim, e com a ajuda de nossos ouvintes, levaremos o Café Com Leite para as escolas!

Babica: cafecomleitenaescola.com.br. Venha ajudar a fazer a diferença!

_________________________________________________

Bárbara: Não esqueça então: os assinantes do Café Com Leite recebem um conteúdo extra no final de cada episódio!

Babica: Isso mesmo! Pule pra dentro do Café Com Leite! Ajude a gente a continuar! No podcastcafecomleite.com.br

Bárbara: Venha pro Clube Café Com Leite!

_______________________________________________________

Bárbara: Muito bem! Eu sou a Bárbara Stock…

Babica: E eu sou a Babica! O avatar da Bárbara que mora no celular dela.

Bárbara: somos suas companheiras neste Café Com Leite, que é feito com muito carinho pela turma do Podcast Café Brasil. A edição é do Senhor A e o texto e direção são do Luciano Pires.

E hoje como vamos encerrar o episódio?

Babica: Vou trazer uma frase do grande jogador de basquete Michael Jordan:

“O talento vence jogos, mas o trabalho em equipe e a inteligência vencem campeonatos.”