s
Portal Café Brasil
Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

O potencial dos microinfluenciadores
O potencial dos microinfluenciadores
O potencial das personalidades digitais para as marcas ...

Ver mais

Café Brasil 921 – A Praça e a torre
Café Brasil 921 – A Praça e a torre
O livro "A Praça e a Torre: Redes, Hierarquias e a Luta ...

Ver mais

Café Brasil 920 – No Caravelas
Café Brasil 920 – No Caravelas
O Caravelas Podcast foi criado pelo advogado e ...

Ver mais

Café Brasil 919 – Muito Além do Jardim
Café Brasil 919 – Muito Além do Jardim
Neste episódio, a partir de um filme delicioso, uma ...

Ver mais

Café Brasil 918 – O efeito dos Argonautas
Café Brasil 918 – O efeito dos Argonautas
Neste episódio vamos mostrar algumas reações de ...

Ver mais

LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 2
LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 2
Segunda parte da entrevista realizada com o ex-ministro ...

Ver mais

LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 1
LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 1
Seguindo na missão de trazer de volta alguns dos ...

Ver mais

LíderCast 316 – Gustavo Succi
LíderCast 316 – Gustavo Succi
No episódio de hoje temos Gustavo Succi, que é o CEO da ...

Ver mais

LíderCast 315 – Marina Helena
LíderCast 315 – Marina Helena
Hoje temos como convidada Marina Helena, pré-candidata ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Daniel Kahneman, a economia e a psicologia
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Daniel Kahneman, a economia e a psicologia   “O trabalho de Kahneman é realmente monumental na história do pensamento”. Steven Pinker (Entrevista em 2014 ao jornal The Guardian) ...

Ver mais

Oppenheimer e a Bomba
alexsoletto
Iscas Científicas
  Texto de Alex Soletto   “Agora me tornei a Morte, o destruidor dos mundos” (frase do livro hindu Bhagavad Gita)   A frase foi repetida por Oppenheimer após o teste da ...

Ver mais

G20
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Esclarecendo o que é o G20          Katherine Buso    Luiz A. Machado  Paulo Galvão Jr. 1. Considerações iniciais O presente artigo analisa os principais indicadores econômicos do Grupo dos Vinte ...

Ver mais

Talentos, tecnologia, tesouros e tolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Talentos, tecnologia, tesouros e tolerância “É a relação entre quem tem a força das ideias e quem tem o poder da força que permite progredir no tempo e no espaço na cidade, de forma ...

Ver mais

Cafezinho 619 – Don´t make stupid people famous
Cafezinho 619 – Don´t make stupid people famous
As pessoas que realmente fazem diferença na sua vida ...

Ver mais

Cafezinho 618 – Uma descoberta no Polo Norte
Cafezinho 618 – Uma descoberta no Polo Norte
Em 2008 eu embarquei numa viagem até o Polo Norte, que ...

Ver mais

Cafezinho 917 – Mais pedras no lago
Cafezinho 917 – Mais pedras no lago
Já devíamos ter percebido que a colaboração e a união ...

Ver mais

Cafezinho 616 –  Bem-vindo, seu Caos
Cafezinho 616 –  Bem-vindo, seu Caos
Vivemos numa era de caos. Não se trata mais de planejar ...

Ver mais

Café Com Leite 75 – A autoestima

Café Com Leite 75 – A autoestima

Luciano Pires -

Bárbara: Olá, Babica! Como foi o seu dia?

Babica: Oi, Bárbara! Foi legal, mas teve uma coisa que me deixou meio chateada.

Bárbara: O que foi?

Babica: (tristinha) É que na escola hoje, alguns avatares estavam rindo de mim porque eu errei uma pergunta na aula de matemática.

Bárbara: Ah, entendo como você se sente, Babica. Mas sabe, todo mundo erra às vezes. O importante é aprender com os nossos erros e não desistir.

Babica: Mas é difícil não ficar triste quando os outros riem da gente.

Bárbara: Eu sei. Mas olha, você é incrível do jeito que é. Sua inteligência vai muito além de uma resposta certa ou errada em uma pergunta de matemática. Eu acho que você tem de melhorar sua autoestima.

Babica: Autoestima?

Bárbara: Isso mesmo. Meu nome Bárbara Stock e este é o Café Com Leite, um podcast para famílias com crianças inteligentes e pais que se importam.

Babica: E eu sou a Babica, o avatar da Bárbara que vive dentro do celular dela! Também estarei aqui com você!

Bárbara: Babica, quem é o ouvinte de hoje?

Babica: Hoje são a Julia e a Marcia

COMENTÁRIO DO OUVINTE

Bárbara: Ahahahahaha Julia e Marcia, direto da Catalunha! Babica, você reparou no sotaque delas?

Babica: Reparei sim, é um jeitinho diferente de falar. Mas o que é Cata Unha. Bárbara?

Bárbara: Hahahahahaha… é ca-ta-lu-nha, Babica. É um lugar muito especial que fica na Espanha, mas tem sua própria cultura, tradições e até uma língua diferente, chamada catalão. É como se fosse um país dentro de outro país!

Babica: Puxa, que legal! É fascinante saber que pessoas de tão longe curtem o nosso podcast!

Bárbara: Besooooossss Julia e Marcia!!! Se vocês tiverem um endereço aqui no Brasil pra onde possamos mandar duas camisetas, é só avisar!

Babica: E se você gostou do nosso Café com Leite, mande uma mensagem de voz para nós no whatsapp 11915670602. Se sua mensagem for escolhida, vamos publicá-la num próximo episódio e você ganhará uma camiseta muito legal!

_______________________________________________________

Bárbara: Babica, você já ouviu falar da lenda da Fênix?

Babica: Não, Bárbara! O que é uma fênix?

Bárbara: Bem, a Fênix é uma ave lendária, uma criatura mágica que possui penas vermelhas e douradas, com uma beleza única e radiante. Dizem que ela é imortal e que vive por muitos séculos.

Babica: Imortal? Mas como ela é imortal?

Bárbara: A lenda conta que, quando a Fênix sente que está chegando ao fim de sua vida, ela constrói um ninho de galhos e ervas aromáticas.

Babica: Ervas aromáticas?

Bárbara: Ah, as ervas aromáticas são plantas especiais que têm um cheirinho muito gostoso! Elas são como temperos naturais que usamos para deixar a comida mais saborosa e cheia de aroma. Então, a Fenix se deita no ninho e, com um canto suave e melodioso, um fogo consome seu corpo.

Babica: Que horror, Bárbara! Ela queima até a morrer?

Bárbara: Na verdade, Babica, é exatamente o oposto! O fogo consome o corpo da Fênix, mas também purifica suas cinzas, e dela surge um novo filhote de Fênix, renascido das próprias cinzas. Esse filhote é uma versão jovem e vigorosa da Fênix original, pronta para viver outro ciclo de vida.

Babica: Ah, mas que história maluca, Bárbara!

Bárbara: Rarararara… maluca mesmo. Qualquer ser vivo que chegar perto do fogo vai se queimar. Mas pensando bem, é menos maluca do que as histórias que a gente gosta que têm gente voando, respirando debaixo d’água, fazendo coisas mágicas…

Babica: É mesmo… E o que a Fênix tem a ver com autoestima?

Bárbara: Primeiro deixe-me explicar essa coisa de auto estima. Começa com “estima”

Barulho de teclas

Babica: Tô vendo aqui: O termo “estima” vem do latim “aestimare”, que significa avaliar, determinar o valor de algo ou alguém, ou ter uma opinião formada a respeito.

Bárbara: Isso mesmo. Quando você diz que o Nico é “de grande estima”, quer dizer que ele é muito valorizado ou respeitado por você.

Babica: Entendi. Mas e autoestima?

Bárbara: Da mesma forma, a “autoestima” se refere à avaliação ou bem querer que uma pessoa tem por si mesma. É você gostar de si mesma.

Babica: Entendi. Só não entendi o que a Fênix tem a ver com isso.

Bárbara: Bem, a história da Fênix nos ensina sobre a capacidade de se renovar mesmo diante das dificuldades. Assim como a Fênix renasce das próprias cinzas, nós também podemos nos reconstruir e crescer, mesmo após enfrentar desafios ou momentos difíceis em nossas vidas. Isso é parte importante da autoestima, saber que somos capazes de nos levantar e seguir em frente, mesmo nos momentos mais difíceis.

Babica: Ah, tem exemplos em filmes de super-heróis, não tem?

Bárbara: Nossa, como tem… O filme da Marvel “X-Men: Fênix Negra” conta a história de Jean Grey e sua transformação na Fênix Negra. Apesar de todos os problemas e da luta interna com sua própria natureza poderosa e destrutiva, ele renasce e luta para encontrar equilíbrio e controle. Ele tem autoestima para se renovar.

Babica: É mesmo! E no “Batman Begins”, que é da DC? A história de Bruce Wayne/Batman é um exemplo de recuperação.  Ainda criança Bruce vê seus pais serem mortos por um criminoso e cai em desespero e raiva. Mas ele renasce das cinzas de sua dor como Batman, um símbolo de justiça e esperança para Gotham City.

Bárbara: Bem lembrado, Babica! E tem a “Mulher-Maravilha”. Diana deixa sua casa para enfrentar a guerra no mundo dos homens, enfrentando inúmeros desafios. Mesmo quando confrontada com as realidades brutais da guerra e da perda, Diana continua lutando por aquilo que acredita. Mesmo diante do desespero, ela é capaz de se reconstruir e crescer através das dificuldades. Para isso ela tem de ter autoestima.

Babica: Entendi, Bárbara. Autoestima é o valor que damos a nós mesmos, é gostar de quem somos e acreditar em nossas próprias capacidades.

Bárbara: Isso mesmo, Babica! E a autoestima começa a se formar desde que somos muito pequenos, baseada nas experiências que vivemos e nas mensagens que recebemos das pessoas ao nosso redor.

Babica: Mas qual é mesmo a diferença entre estima e autoestima?

Bárbara: Boa pergunta! A estima é o valor que damos aos outros, é como os tratamos e como os fazemos sentir. Já a autoestima é o valor que damos a nós mesmos, é como nos vemos e como nos sentimos em relação a nós mesmos.

Babica: Que estranho isso…

Bárbara: Ué? Por quê?

Babica: Vai dizer que tem gente que não gosta de si mesmo?

Bárbara: Ué? Claro que tem!

Babica: Mas como assim? Como é que eu não vou gostar de mim mesma?

Bárbara: Ah, Babica, a mente da gente prega cada peça… É como se todos nós tivéssemos uma caixinha de tesouros dentro da gente. Essa caixinha tem tudo que nos faz sentir especiais. Mas às vezes, coisas acontecem que fazem essa caixinha parecer menos brilhante.

Babica: Que coisas são essas?

Bárbara: Por exemplo, se alguém te diz que você não é boa em algo que você gosta, isso pode fazer você se sentir menos especial. É como se alguém dissesse que seu desenho não é bonito, mesmo que você tenha dado o seu melhor.

Babica: Ah, isso é triste. Mas tem mais coisas que fazem a caixinha perder o brilho?

Bárbara: Às vezes, nos comparamos com os outros e esquecemos de ver o quanto somos incríveis. É como se você tivesse um lápis azul que adora, mas então vê um lápis com brilhantes e começa a achar que o seu não é tão bom.

Bárbara: Eu entendi. É como a pessoa que fica navegando no TikTok achando que todo mundo é melhor que ela?

Bárbara: Exatamente! Você acha que tem menos coisas, que é menos bonito, menos rico, menos forte…e acaba perdendo a autoestima.

Babica: Ah, por isso as redes sociais tem de ser usadas com cuidado. E errar, Bárbara, também faz a gente se sentir mal?

Bárbara: E como, Babica! Quando as coisas não saem como esperávamos, podemos ficar tristes e pensar que não somos bons o suficiente. Mas errar é só uma forma de aprender.

Babica: E se alguém se sentir muito diferente dos outros?

Bárbara: Isso também pode fazer com que alguém duvide do próprio valor. Mas é importante lembrar que todo mundo é especial do seu jeito, como uma caixinha de tesouros única.

Babica: Que interessante, Bárbara. E o que podemos fazer para ajudar alguém a se sentir melhor consigo mesmo?

Bárbara: Podemos ajudar uns aos outros a lembrar quanto somos especiais, compartilhando palavras gentis e apoiando nossos amigos e família. Isso pode ajudar a abrir a caixinha de tesouros de novo e ver todo o brilho que tem lá dentro.

Babica: Que bonito, Bárbara! Eu vou me lembrar disso, vou sempre tentar ajudar meus amigos a verem como eles são especiais.

Bárbara: Isso é maravilhoso, Babica. E sabe o que vai acontecer?

Babica: Eu sei! Todo mundo vai querer estar perto de mim!

Bárbara: Sim! Porque você é generosa e ao compartilhar amor e apoio, ajuda todos a se sentirem bem consigo mesmos.

Babica: Entendi! Ter autoestima é importante porque nos ajuda a enfrentar os desafios da vida com confiança, nos torna mais felizes e nos ajuda a alcançar nossos objetivos.

Bárbara: Quer um exemplo? Quando temos autoestima, nos sentimos mais seguros para fazer novos amigos na escola ou para tentar aprender algo novo.

Babica: Obrigada, Bárbara. Eu me sinto melhor agora.

Bárbara: Que bom, Babica! Estou aqui para o que precisar. E lembre-se, sempre que se sentir para baixo, pense em todas as coisas boas que você fez hoje. Isso vai te ajudar a perceber o quanto você é incrível!

Babica: Vou tentar fazer isso todo dia! Obrigada, Bárbara!

Bárbara: De nada, Babica. Agora me conte. Qual foi a pergunta da aula de matemática que você errou?

Babica: A professora perguntou pro Nico assim: se você tiver um sorvete de chocolate e a Babica aparecer com outro sorvete, quantos sorvetes vocês terão?

Bárbara: Ué, dois né?

Babica (tristinha): Eu disse nenhum…

Bárbara: Como assim!

Babica: Eu vou comer os dois!!

As duas: ahahahahahahahhahahah

_________________________________________________

Bárbara: Não esqueça então: os assinantes do Café Com Leite recebem um conteúdo extra no final de cada episódio!

Babica: Isso mesmo! Pule pra dentro do Café Com Leite! Ajude a gente a continuar! No podcastcafecomleite.com.br

Bárbara: Venha pro Clube Café Com Leite!

_______________________________________________________

Bárbara: Muito bem! Eu sou a Bárbara Stock…

Babica: E eu sou a Babica! O avatar da Bárbara que mora no celular dela.

Bárbara: somos suas companheiras neste Café Com Leite, que é feito com muito carinho pela turma do Podcast Café Brasil. A edição é do Senhor A e o texto e direção são do Luciano Pires.

E hoje como vamos encerrar o episódio?

Babica: Vou trazer uma frase do politico e palestrante norte americano Les Brown.

“A opinião de outra pessoa sobre você não precisa se tornar a sua realidade.”