s
Portal Café Brasil
Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

O potencial dos microinfluenciadores
O potencial dos microinfluenciadores
O potencial das personalidades digitais para as marcas ...

Ver mais

Cafezinho 619 – Don´t make stupid people famous
Cafezinho 619 – Don´t make stupid people famous
As pessoas que realmente fazem diferença na sua vida ...

Ver mais

Café Brasil 921 – A Praça e a torre
Café Brasil 921 – A Praça e a torre
O livro "A Praça e a Torre: Redes, Hierarquias e a Luta ...

Ver mais

Café Brasil 920 – No Caravelas
Café Brasil 920 – No Caravelas
O Caravelas Podcast foi criado pelo advogado e ...

Ver mais

Café Brasil 919 – Muito Além do Jardim
Café Brasil 919 – Muito Além do Jardim
Neste episódio, a partir de um filme delicioso, uma ...

Ver mais

LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 2
LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 2
Segunda parte da entrevista realizada com o ex-ministro ...

Ver mais

LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 1
LíderCast Especial Ozires Silva – Parte 1
Seguindo na missão de trazer de volta alguns dos ...

Ver mais

LíderCast 316 – Gustavo Succi
LíderCast 316 – Gustavo Succi
No episódio de hoje temos Gustavo Succi, que é o CEO da ...

Ver mais

LíderCast 315 – Marina Helena
LíderCast 315 – Marina Helena
Hoje temos como convidada Marina Helena, pré-candidata ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Daniel Kahneman, a economia e a psicologia
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Daniel Kahneman, a economia e a psicologia   “O trabalho de Kahneman é realmente monumental na história do pensamento”. Steven Pinker (Entrevista em 2014 ao jornal The Guardian) ...

Ver mais

Oppenheimer e a Bomba
alexsoletto
Iscas Científicas
  Texto de Alex Soletto   “Agora me tornei a Morte, o destruidor dos mundos” (frase do livro hindu Bhagavad Gita)   A frase foi repetida por Oppenheimer após o teste da ...

Ver mais

G20
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Esclarecendo o que é o G20          Katherine Buso    Luiz A. Machado  Paulo Galvão Jr. 1. Considerações iniciais O presente artigo analisa os principais indicadores econômicos do Grupo dos Vinte ...

Ver mais

Talentos, tecnologia, tesouros e tolerância
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Talentos, tecnologia, tesouros e tolerância “É a relação entre quem tem a força das ideias e quem tem o poder da força que permite progredir no tempo e no espaço na cidade, de forma ...

Ver mais

Cafezinho 618 – Uma descoberta no Polo Norte
Cafezinho 618 – Uma descoberta no Polo Norte
Em 2008 eu embarquei numa viagem até o Polo Norte, que ...

Ver mais

Cafezinho 917 – Mais pedras no lago
Cafezinho 917 – Mais pedras no lago
Já devíamos ter percebido que a colaboração e a união ...

Ver mais

Cafezinho 616 –  Bem-vindo, seu Caos
Cafezinho 616 –  Bem-vindo, seu Caos
Vivemos numa era de caos. Não se trata mais de planejar ...

Ver mais

Cafezinho 615 – Esquerda e direita
Cafezinho 615 – Esquerda e direita
Ser verdadeiramente racional significa estar aberto a ...

Ver mais

Café Com Leite Especial – Os pregos na cerca

Café Com Leite Especial – Os pregos na cerca

Luciano Pires -

Bárbara: Babica, hoje vou contar uma história especial para crianças que sempre ficam nervosas.

Babica: Crianças nervosas?

Bárbara: É. Daquelas que ficam bravas, falam coisas duras para as pessoas, até se acalmarem.

Babica: Aiaiaiai, só quero ver…

Bárbara: Eu sou a Bárbara Stock

Babica: E eu sou a Babica, o avatar da Bárbara que vive dentro do celular dela.

Bárbara: Somos as apresentadoras do Podcast Café Com Leite

Babica: Um podcast para famílias com crianças inteligentes…

Bárbara: …e pais que se importam! Vamos à história?

Babica: Vamoooosssss

__________________________________________

Bárbara: Era uma vez um menino que estava sempre bravo.

Babica: Bárbara, sabe que eu adoro quando as histórias começam com “era uma vez”?

Bárbara: Ah, tem uma razão para isso, Babica. Antes da popularização da escrita, muitas histórias eram transmitidas oralmente de geração em geração.

Babica: os mais velhos contando para os mais novos?

Bárbara: Isso mesmo. A expressão “era uma vez” serve como uma indicação que a narrativa que se seguirá é uma história distante, situada em um tempo e lugar indefinidos.

Babica: É mesmo. Dá impressão de uma história que vem cheia de magia e fantasia. Parece que vamos para um ambiente mágico com personagens incomuns. Isso cria vontade de ouvir.

Bárbara: Pois é. E como a frase “era uma vez” não faz referência a um local ou época específicos, permite que contemos histórias de qualquer tempo ou lugar.

Babica: Eu adoro. Era uma vez…

Bárbara: Era uma vez um menino que ficava bravo com tudo e dizia coisas maldosas para as pessoas. Seu pai e sua mãe tentaram ensiná-lo a controlar a raiva, mas o menino nunca ouvia.

Babica: Hummmm… eu conheço uns avatares assim. É muito complicado lidar com eles. Eles ofendem as pessoas!

Bárbara: Ah, isso é muito ruim, Babica. Mas um dia, o pai teve uma ideia. Deu ao menino um saco de pregos e um martelo, e pediu que ele pregasse os pregos na cerca sempre que estivesse com raiva.

Babica: Pregos na cerca? Mas que doido isso!

Bárbara: Sim, mas o pai queria ensinar uma lição para o menino.

Babica: E ele pregou os pregos?

Bárbara: Pregou. No primeiro dia, o menino martelou muitos pregos na cerca.

Babica: E a raiva passou?

Bárbara: Com o exercício a raiva passava. E a cada dia, ele martelava menos.

Babica: Porque ficava com menos raiva?

Bárbara: Sim. E um dia, o menino disse ao pai que não sentia mais necessidade de pregar pregos na cerca.

Babica: Ele estava curado da raiva?

Bárbara: Não necessariamente. Sabe o que o pai dele disse?

Babica: O quê? O quê?

Bárbara: Pediu para ele retirar um prego por cada dia que não sentisse raiva.

Babica: Como assim? A cada dia sem raiva ele tinha de tirar um prego que tinha pregado na cerca?

Bárbara: Isso mesmo. Depois de vários dias, o menino disse ao pai que tinha removido todos os pregos.

Babica: Aí ele ficou curado da raiva?

Bárbara: Aí o pai levou o menino para fora e mostrou-lhe os buracos dos pregos na cerca.

Babica: Ué? Por quê?

Bárbara: O pai explicou que dizer coisas maldosas com raiva é como pregar pregos na cerca. Mesmo que o menino retirasse todos os pregos, os buracos ainda estavam lá. Ele queria ensinar que palavras ditas com raiva podem ferir as pessoas e deixar cicatrizes profundas e eternas.

Babica: Como assim?

Bárbara: As palavras têm força, Babica. Eles podem ferir as pessoas. Quando dizemos palavras duras, estamos machucando o outro. As palavras podem ser como pregos.

Babica: Nossa, eu nunca pensei nisso!

Bárbara: Pois é, Babica. Mesmo que a gente se arrependa e peça desculpas pelas palavras duras que dissemos com raiva, elas já fizeram um buraco no coração das pessoas. E o buraco vai ficar lá, como ficaram os buracos dos pregos na cerca. Vai demorar para que eles fechem…

Babica: Nossa. Essa história nos mostra como é importante pensar antes de falar e como nossas palavras podem ter um impacto duradouro.

Bárbara: Isso mesmo. A história do menino bravo e os pregos na cerca nos ensina algumas lições importantes. O que você aprendeu?

Babica: Primeiro, aprendi como é importante controlar a raiva e escolher nossas palavras com cuidado.

Bárbara: Muito bem. O que mais?

Babica: Ah, que as palavras podem ser como pregos, deixando buracos mesmo depois de retiradas.

Bárbara: Exato! Outra lição é que a raiva não só afeta a pessoa que está com raiva, mas também deixa marcas nas outras pessoas, como os buracos na cerca.

Babica: Entendi. Devemos sempre pensar antes de falar para não machucar os outros.

Bárbara: Isso mesmo, Babica. Além disso, a história mostra que nossas ações têm consequências duradouras. O menino teve a chance de tirar os pregos, mas os buracos ficaram. Devemos ser responsáveis pelo que fazemos e dizemos, pois deixamos uma impressão, assim como os buracos na cerca.

Babica: É como se as palavras fossem pregos, né?

Bárbara: Sim, Babica, exatamente! Podemos moldar o mundo ao nosso redor com nossas palavras e ações, então é importante escolher moldar algo positivo.

Barulho de tirar pregos

https://www.youtube.com/watch?v=aJs6uvuNJcw

Bárbara: O que é isso, Babica?

Babica: Ué, to tirando os pregos…

As duas: ahahahahhahahaha

____________________________

Bárbara: Olha, de onde veio esta história, tem muito mais! De quando em quando vamos contar outras. E você que está nos ouvindo, precisa conhecer o Podcast Café Com Leite!

Babica: Isso mesmo! Em podcastcafecomleite.com.br

Bárbara: Café Com Leite! O podcast para famílias com crianças inteligentes…

Babica: … e pais que se importam!

As duas: tchaaaaaaaaauuuuu!