s
Portal Café Brasil
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 788 – Love, Janis
Café Brasil 788 – Love, Janis
Janis Joplin era uma garota incompreendida, saiu da ...

Ver mais

Café Brasil 787 – Reações ao Cuzão
Café Brasil 787 – Reações ao Cuzão
O Café Brasil anterior, o 786 – O Cuzão, rendeu, viu? ...

Ver mais

Café Brasil 786 – O cuzão.
Café Brasil 786 – O cuzão.
Cara, como é complicada a vida de podcaster, bicho! A ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
E a educação brasileira, como é que vai, hein? Mal, não ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Agronegócio, indústria e mudança de mindset
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Agronegócio, indústria e mudança de mindset “Quando adotamos um mindset, ingressamos num novo mundo. Num dos mundos – o das características fixas –, o sucesso consiste em provar que você é ...

Ver mais

Menos Marx, mais Mises
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Menos Marx, mais Mises  “Apesar de ainda ser muito pouco conhecido entre os jovens brasileiros em comparação com Karl Marx, o nome do economista austríaco Ludwig von Mises se tornou um dos ...

Ver mais

Você ‘tem fé’ no Estado democrático de direito?
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Hoje, num grupo de professores, um velho colega me escreveu que “tem fé” no “Estado democrático de direito” e na “separação dos poderes”. Mas com uma ressalva: ...

Ver mais

Percepções diferentes na macro e na microeconomia
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Percepções diferentes na macro e na microeconomia “Na economia, esperança e fé coexistem com grande pretensão científica e também um desejo profundo de respeitabilidade.” John Kenneth Galbraith ...

Ver mais

Cafezinho 424 – Desimportância
Cafezinho 424 – Desimportância
Hoje, com todas as facilidades na mão, estamos fugindo ...

Ver mais

Cafezinho 423 – Capital social? Só se der lucro.
Cafezinho 423 – Capital social? Só se der lucro.
Estamos perdendo aquilo que o cientista político e ...

Ver mais

Cafezinho 422 – A política do ódio
Cafezinho 422 – A política do ódio
Não siga a maioria só porque é maioria. Não siga a moda ...

Ver mais

Cafezinho 421 – A normose
Cafezinho 421 – A normose
É confortante saber que somos normais, não é? Pois é. ...

Ver mais

Antonio Almeida

Antonio Almeida

Luciano Pires -

Compositor e cantor nascido em 26.08.1911 no Rio de Janeiro/RJ em Vila Isabel, desde a juventude freqüentou gafieiras, ranchos e blocos, chegando a conhecer Sinhô na sociedade carnavalesca “Kanangas do Japão”.

Em 1932 estreou como cantor, apresentando-se no programa “Horas do Outro Mundo”, dirigido por Renato Murce, na Rádio Philips, do Rio de Janeiro.

Freqüentador dos teatros da Praça Tiradentes, compôs com o maestro Jerônimo Cabral diversos números para revistas musicais.

Um dos pioneiros do jingle radiofônico no Brasil, criou o anúncio da “Drogaria sul-americana” depois transformado na marchinha carnavalesca Ô! ó! não (com A. Godinho), que, gravada por Luis Barbosa na Victor, em 1935, seria um dos grandes sucessos do Carnaval de 1936 e marcaria sua estréia no disco.

Autor de vários números para shows dos cassinos da Urca (Rio de Janeiro) e de Icaraí (Niterói RJ), atuou como produtor do programa “Trem da Alegria”, na Rádio Mayrink Veiga, lançador dos primeiros concursos com distribuição de prêmios, que em 1946 promoveu um concurso para a escolha da mais bela mulata.

Em homenagem à vencedora, compôs, em dupla com João de Barro, a marcha A Mulata é a tal, sucesso no Carnaval de 1948 em gravação de Ruy Rey na Continental.

Com Haroldo Barbosa, foi o criador do personagem Barnabé, símbolo da vida apertada do funcionário público, cantando numa marchinha homônima de 1947 gravada por Emilinha Borba.

Diretor da gravadora Todamérica de 1949 a 1957, sua obra conta com mais de 300 composições gravadas.

Entre seus maiores sucessos estão Helena, Helena, com Secundino (Constantino Silva), samba gravado pelos Anjos do Inferno para o Carnaval de 1941; A Saudade mata a gente (com João de Barro), samba-toada lançado por Dick Farney em 1948; Doralice (com Dorival Caymmi), samba lançado em 1945 pelos Anjos do Inferno e regravado no final da década de 1950 por João Gilberto; Recruta biruta, marchinha carnavalesca em dupla com Nássara e Alberto Ribeiro, lançada em 1950 pelos Garotos da Lua; Sereia da areia (com João de Barro e Nássara), marcha carnavalesca lançada por Marlene ne Carnaval de 1951. É autor de diversas versões, como Luzes da ribalta (com João de Barro), 1953; Blue Gardenia (com João de Barro),fox gravado em 1954 por Cauby Peixoto.

Morreu em 9 de dezembro de 1985

http://www.letras.com.br/biografia/antonio-almeida

http://va.mu/Tbrd – Antonio Almeida por Eduardo Weber