s
Portal Café Brasil
Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Palestra Planejamento Antifrágil
Palestra Planejamento Antifrágil
Aproveite o embalo, pois além de ouvir a história, você ...

Ver mais

Café Brasil 787 – Reações ao Cuzão
Café Brasil 787 – Reações ao Cuzão
O Café Brasil anterior, o 786 – O Cuzão, rendeu, viu? ...

Ver mais

Café Brasil 786 – O cuzão.
Café Brasil 786 – O cuzão.
Cara, como é complicada a vida de podcaster, bicho! A ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 784 – Avatar
Café Brasil 784 – Avatar
Se você está achando complicado lidar com ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
E a educação brasileira, como é que vai, hein? Mal, não ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Menos Marx, mais Mises
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Menos Marx, mais Mises  “Apesar de ainda ser muito pouco conhecido entre os jovens brasileiros em comparação com Karl Marx, o nome do economista austríaco Ludwig von Mises se tornou um dos ...

Ver mais

Você ‘tem fé’ no Estado democrático de direito?
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Hoje, num grupo de professores, um velho colega me escreveu que “tem fé” no “Estado democrático de direito” e na “separação dos poderes”. Mas com uma ressalva: ...

Ver mais

Percepções diferentes na macro e na microeconomia
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Percepções diferentes na macro e na microeconomia “Na economia, esperança e fé coexistem com grande pretensão científica e também um desejo profundo de respeitabilidade.” John Kenneth Galbraith ...

Ver mais

Não pode nem rir
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Todo mundo (ou quase) viu nas redes sociais e nos grupos de whatsapp; vídeo de uma mulher careca de ares muito sérios discorrendo didaticamente sobre a necessidade de mudarmos nossa forma de ...

Ver mais

Cafezinho 422 – A política do ódio
Cafezinho 422 – A política do ódio
Não siga a maioria só porque é maioria. Não siga a moda ...

Ver mais

Cafezinho 421 – A normose
Cafezinho 421 – A normose
É confortante saber que somos normais, não é? Pois é. ...

Ver mais

Cafezinho 420 – A regra dos 30
Cafezinho 420 – A regra dos 30
Pé quente, cabeça fria, numa boa. Mas cuidado porque ...

Ver mais

Cafezinho 419 – Pau que só dá em Chico.
Cafezinho 419 – Pau que só dá em Chico.
Há quem chame isso de dissonância cognitiva, mas não é. ...

Ver mais

Dante Moreira Leite

Dante Moreira Leite

Luciano Pires -

Dante Moreira Leite nasceu em Promissão (SP) em 22 de outubro de 1927. Cursou a escola primária e o ginásio em Mogi das Cruzes, transferindo-se, posteriormente, para o Colégio Estadual Presidente Roosevelt em São Paulo, onde concluiu o chamado curso clássico, em 1946. Em 1950 formou-se em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo (FFCL-USP), dedicando grande parte de sua vida, desde então, ao ensino universitário e à pesquisa acadêmica.

Foi docente junto à FFCL-USP entre 1951 e 1958 e responsável pelas disciplinas de Psicologia e Psicologia Educacional da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Araraquara entre 1959 e 1971. Retornando à Universidade de São Paulo, em 1971, para o recém-criado Instituto de Psicologia, foi chefe do Departamento de Psicologia Social de do Trabalho até 1974, quando assumiu a diretoria do Instituto.

Escritor e pesquisador profícuo, publicou sete livros, dentre os quais se destacam O caráter nacional brasileiro: história de uma ideologia e Psicologia e literatura. Como articulista, escreveu para jornais e periódicos pelo menos 58 artigos, nos quais abordava temas como educação, tradução e linguagem, literatura e educação, caráter nacional, preconceito racial, a ficção de Guimarães Rosa, biografia e autobiografia, a psicologia ingênua de Fritz Heider, entre outros. Livros fundamentais para o estudo básico de psicologia, bem como livros inovadores no campo das ciências humansas, tornaram-se disponíveis em língua portuguesa por meio do trabalho de tradução de Dante Moreira Leite. Atribuía à tradução um sentido didático, valorizando a possibilidade do acesso de alunos de graduação à literatura de qualidade em versões bem cuidadas.

Militante do rigor intelectual e da prática de uma ciência viva, posicionou-se contrariamente às simplificações e reducionismos de visões enclausuradas pelo psicologismo, aproximando a psicologia de outras áreas do conhecimento tais como a literatura, a antroplogia, a história e a sociologia. O modo como se moveu entre a literatura e a psicologia instituiu um campo interdisciplinar que o acompanhou durante todo o seu percurso: no croação desta interlocução, Dante pôde sustentar a tensão entre o projeito da ciência moderna que aspirava à previsão e o controle da conduta humana e os limites postos a este projeto que, de certo modo, a literatura encarnava.

Buscou em suas ações no âmbito do ensino e da pesquisa em psicologia constituir um saber enraizado na realidade social brasileira e comprometido com a construção de uma comunidade humana capaz de conviver, tolerar e aprender com a diferença.

No cenário da História da Psicologia no Brasil, Dante Moreira Leite apresenta-se como intelectual importante, tanto pelo conjunto de sua obra inaugural no campo da pesquisa em Psicologia Social, quanto por suas contribuições no estabelecimento de um padrão de ensino em psicologia.

Faleceu no dia 24 de fevereiro de 1976, aos 48 anos.

http://va.mu/BWpe – Biografia


Dante Moreira Leite