s
Portal Café Brasil
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 788 – Love, Janis
Café Brasil 788 – Love, Janis
Janis Joplin era uma garota incompreendida, saiu da ...

Ver mais

Café Brasil 787 – Reações ao Cuzão
Café Brasil 787 – Reações ao Cuzão
O Café Brasil anterior, o 786 – O Cuzão, rendeu, viu? ...

Ver mais

Café Brasil 786 – O cuzão.
Café Brasil 786 – O cuzão.
Cara, como é complicada a vida de podcaster, bicho! A ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
E a educação brasileira, como é que vai, hein? Mal, não ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Agronegócio, indústria e mudança de mindset
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Agronegócio, indústria e mudança de mindset “Quando adotamos um mindset, ingressamos num novo mundo. Num dos mundos – o das características fixas –, o sucesso consiste em provar que você é ...

Ver mais

Menos Marx, mais Mises
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Menos Marx, mais Mises  “Apesar de ainda ser muito pouco conhecido entre os jovens brasileiros em comparação com Karl Marx, o nome do economista austríaco Ludwig von Mises se tornou um dos ...

Ver mais

Você ‘tem fé’ no Estado democrático de direito?
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Hoje, num grupo de professores, um velho colega me escreveu que “tem fé” no “Estado democrático de direito” e na “separação dos poderes”. Mas com uma ressalva: ...

Ver mais

Percepções diferentes na macro e na microeconomia
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Percepções diferentes na macro e na microeconomia “Na economia, esperança e fé coexistem com grande pretensão científica e também um desejo profundo de respeitabilidade.” John Kenneth Galbraith ...

Ver mais

Cafezinho 424 – Desimportância
Cafezinho 424 – Desimportância
Hoje, com todas as facilidades na mão, estamos fugindo ...

Ver mais

Cafezinho 423 – Capital social? Só se der lucro.
Cafezinho 423 – Capital social? Só se der lucro.
Estamos perdendo aquilo que o cientista político e ...

Ver mais

Cafezinho 422 – A política do ódio
Cafezinho 422 – A política do ódio
Não siga a maioria só porque é maioria. Não siga a moda ...

Ver mais

Cafezinho 421 – A normose
Cafezinho 421 – A normose
É confortante saber que somos normais, não é? Pois é. ...

Ver mais

Décio Freitas

Décio Freitas

Luciano Pires -

A parte de suas publicações em livros, escrevia no jornal Zero Hora de Porto Alegre, de cujo corpo editorial fazia parte.

Foi importante historiador do Rio Grande do Sul, não pela extensão de sua obra publicada em livros, mas pela essência de sua elaboração. Certamente, se não bastassem outros, seu trabalho em Palmares – A Guerra dos Escravos, em que exuma Zumbi dos Palmares, o coloca entre os maiores do Brasil.

Não se limitava a compilar informações bibliográficas, mas ia às primitivas fontes, em montagem de um quebra-cabeças desvendador e interpretativo. Sem ser revisionista, buscava novas óticas e possibilidades de interpretação dos fatos, à luz de novas informações e do pensamento vigente.

Foi importante historiador brasileiro da cultura negra. A história do mítico Zumbi dos Palmares – Palmares – A Guerra dos Escravos – não sairia dos arquivos portugueses. Contou a história dos escravos vencidos pelos vencidos. Seu estilo era o dos intelectuais da desconstrução, com cujo mecanismo desvendava a essência da verdade.

Sua importância como historiador não pode ser medida nem pela sua aceitação nas fortalezas acadêmicas, nem pela sua repercussão nos veículos da indústria cultural, embora tenha tido os dois. Foi reconhecido por intelectuais acadêmicos e adulado por uma parte substancial da mídia. Mas, essencialmente, a sua importância emerge quando abrimos os seus livros. Publicou entre outros, Revolução Farroupilha História e Interpretação, sobre a Guerra dos Farrapos. Nos últimos anos, publicara as obras 0 Maior Crime da Terra sobre os crimes da Rua do Arvoredo e o quotidiano de Porto Alegre do início do século XX; e 0 Homem que Inventou a Ditadura no Brasil, sobre Júlio de Castilhos, produção que se encontra entre a história e a ficção literária.

Colocou todos os seus instrumentos e armas – os conhecimentos jurídicos, o jornalismo, a sedução, a capacidade de diálogo, o gosto pela política, o viés de antropólogo, a convivência com os grandes políticos nacionais – a serviço da pesquisa e da narrativa da história. Os jornais Folha de São Paulo e Globo, o denominaram como o “historiador dos vencidos”.

http://www.paginadogaucho.com.br/pers/df.htm

http://bit.ly/iL3ALi – Décio Freitas – Aventuras na História


Décio Freitas