s
Portal Café Brasil
Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

Café Brasil 746 – O viés
Café Brasil 746 – O viés
Você já se pegou forçando a barra para que os fatos ...

Ver mais

Café Brasil – A chamada
Café Brasil – A chamada
Meu conteúdo vale muito desde que seja de graça.

Ver mais

Café Brasil 745 – Superhomem
Café Brasil 745 – Superhomem
O programa de hoje passa por igualdade de gêneros. E ...

Ver mais

Café Brasil 744 – Sinalização de virtude
Café Brasil 744 – Sinalização de virtude
Você já ouviu alguns ditados como “faça o que digo, não ...

Ver mais

LíderCast 211- Luis Grottera
LíderCast 211- Luis Grottera
Um nome importante do mundo da propaganda brasileira, ...

Ver mais

LíderCast 210 – Sarah Rosa
LíderCast 210 – Sarah Rosa
“Atriz pornô e acompanhante” como ela mesma se define. ...

Ver mais

LíderCast 209 – Gabriel Lima
LíderCast 209 – Gabriel Lima
CEO da Enext e uma das mais jovens referências nos ...

Ver mais

LíderCast 208 – Alon Lavi
LíderCast 208 – Alon Lavi
Bacharel em Engenharia Biotecnológica na Universidade ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

Mainstream
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Mainstream Tema atual e oportuno  “As indústrias criativas não são mais hoje em dia um tema exclusivamente americano: são um tema global.” Frédéric Martel Acabo de ler Mainstream. Concluído em ...

Ver mais

Vacinas para quem precisa
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não, o assunto não é a vacina contra a Covid-19. Por dois motivos: Primeiro, tem gente demais dando opinião sobre isso, e a maioria totalmente leiga no assunto. A coisa virou briga política, e ...

Ver mais

A montanha-russa peruana
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A montanha-russa peruana Peru em flashes  “Desde a década de 1970, a democracia na América Latina cresceu num clima internacional favorável, mas suas vantagens são prejudicadas pela fraqueza de ...

Ver mais

A nova esquerda e a ideologia ultraliberal
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Amigos, a nossa alienação nunca está onde nós acreditamos que ela esteja: a nossa alienação está justamente onde temos certeza de que enxergamos a realidade.   Digo isso porque percebo, em boa ...

Ver mais

Cafezinho 339 – Bote na rua esses urubus
Cafezinho 339 – Bote na rua esses urubus
Mantenha por perto quem quer construir. Livre-se dos ...

Ver mais

Cafezinho 338 – Cobertor de casal
Cafezinho 338 – Cobertor de casal
Ir de um post ao outro foi como sair de uma sauna e ...

Ver mais

Cafezinho 337 – Erebus e Terror
Cafezinho 337 – Erebus e Terror
A Expedição Franklin, no final do século 19, apesar de ...

Ver mais

Cafezinho 336 – Dê uma chance pra sorte
Cafezinho 336 – Dê uma chance pra sorte
Não dá pra provocar a sorte. Mas dá pra dar uma chance ...

Ver mais

Diana Pequeno

Diana Pequeno

Luciano Pires -

alt

Diana Pequeno (Salvador, 25 de janeiro de 1958) é uma cantora e compositora brasileira.

Seu sobrenome realmente é Pequeno, morou na Saúde, no bairro de Nazaré (centro de Salvador) e estudou no famoso Colégio de Aplicação – um dos grandes referenciais em termos de educação nos anos 50 a 70, ganhou até canção dos Novos Baianos. Desse, partiu para a Universidade Federal da Bahia (UFBA), onde foi estudar Engenharia Elétrica.

Em um determinado momento, um amigo de seu pai, Bila, que ainda que não profissionalmente, lidava com música, perguntou se ele poderia indicar três boas cantoras para fazerem testes na RCA-Victor.
A esta altura, Diana Pequeno já era conhecida nos meios universitários e midiáticos baianos; assim, seu pai resolveu indicá-la, meio que sem acreditar, junto com outras duas cantoras. Diana foi a única escolhida pela RCA-Victor – uma das gravadoras que mais projetou cantoras nos anos 70 – e, aos 19 anos, entrava em estúdio para gravar o seu primeiro disco.

Trabalhou com teatro e música no interior da Bahia. Radicou-se em São Paulo em 1978, quando lançou-se como cantora. Seu primeiro disco, “Diana Pequeno”, teve como carro-chefe uma versão para “Blowin’ In The Wind”, de Bob Dylan e foi muito bem recebido pela crítica.

No seu último disco, “Cantigas”, ela se voltou para os primórdios da música brasileira. São músicas raras de Chiquinha Gonzaga, Villa-Lobos, Alberto Nepomuceno, Catulo da Paixão Cearense e algumas mais novas de Edu Lobo, Dorival Caymmi, que se integram perfeitamente às demais. Dizem que ficou mais de um ano pesquisando repertório.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Diana_Pequeno

http://www.dicionariompb.com.br/diana-pequeno

http://cliquemusic.uol.com.br/artistas/ver/diana-pequeno

[youtube]NQPvwRcovvA[/youtube]
[youtube]hJDzob8bg58[/youtube]
[youtube]hJDzob8bg58[/youtube]