s
Portal Café Brasil
Por dentro das Big Techs
Por dentro das Big Techs
Alguma coisa está mudando na cultura do trabalho, e ...

Ver mais

Um pouquinho de história
Um pouquinho de história
Um pouquinho de história só para manter as coisas em ...

Ver mais

Não olhe para cima
Não olhe para cima
Não olhe para cima é uma comédia para ser levada a ...

Ver mais

Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Café Brasil 805 – O Estupro da Mente
Café Brasil 805 – O Estupro da Mente
Muito bem! No episódio passado, eu introduzi o conceito ...

Ver mais

Café Brasil 804 – Psicose de formação em massa
Café Brasil 804 – Psicose de formação em massa
O termo Mass Formation Psychosis, psicose de formação ...

Ver mais

Café Brasil 803 – Enquanto houver sol
Café Brasil 803 – Enquanto houver sol
E aí? Pronto pro ano novo? Tá complicado, é? Muita ...

Ver mais

Café Brasil 802 – A Lei de Lindy
Café Brasil 802 – A Lei de Lindy
Olhe pela janela... o que restará daqui a 100 anos, de ...

Ver mais

LíderCast 227 – Leticia Zamperlini e Cristian Lohbauer
LíderCast 227 – Leticia Zamperlini e Cristian Lohbauer
No programa de hoje temos Leticia Zamperlini e Cristian ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Hoje bato um papo muito interessante com Leandro Bueno, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Os novos Odoricos
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Dias Gomes (1922-1999) foi um grande autor de romances, peças teatrais e novelas. Também pertencia à Academia Brasileira de Letras, nos bons tempos em que ser escritor era pré-requisito óbvio ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 5 – Predicáveis: Classificação e Números (parte 4)
Alexandre Gomes
Os PREDICÁVEIS representam a mais completa classificação das relações que podem ser afirmadas DE UM PREDICADO. em relação a um sujeito, TANTO QUANTO as categorias (do ser) são a mais completa ...

Ver mais

Expectativas em relação à China
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Expectativas em relação à China “Embora ainda seja prematuro especular sobre os delineamentos básicos de uma nova e inevitável ordem internacional, a evolução dos acontecimentos parece apontar ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 5 – Formas Proposicionais A E I O (parte 3)
Alexandre Gomes
As distinções apresentadas na lição anterior são as bases da CONCEITUAÇÃO e do MANEJO das proposições. Usando a qualidade, ou tanto a quantidade quanto a modalidade, como base, TODA PROPOSIÇÃO ...

Ver mais

Cafezinho 458 – Pedrinha no lago
Cafezinho 458 – Pedrinha no lago
Procure gente que valoriza o pensamento, que puxa para ...

Ver mais

Cafezinho 457 – Eu não sabia
Cafezinho 457 – Eu não sabia
O jornalista, crítico da mídia e filósofo amador ...

Ver mais

Cafezinho 456 – Humildade na liderança
Cafezinho 456 – Humildade na liderança
Quando você mistura ignorância com arrogância, pitadas ...

Ver mais

Cafezinho 455 – Para pensar direito
Cafezinho 455 – Para pensar direito
George Orwell escreveu: "Se as idéias corrompem a ...

Ver mais

Fernando Brant

Fernando Brant

Luciano Pires -

Parceiro de Milton Nascimento, Wagner Tiso, Márcio Borges, Nivaldo Ornelas, Toninho Horta e Paulo Braga. Na década de 60, na cidade de Belo Horizonte participou do movimento musical, Clube da Esquina. Compondo com Milton teve mais de 200 canções gravadas: “Travessia”, Maria, Maria, Planeta blue, Promessas do sol, O vendedor de sonhos, Canção da América, Saudade dos aviões da Panair (Conversando no Bar), Encontros e despedidas, Nos bailes da vida e San Vicente, dentre muitas outras.

Com Travessia, parceria com Milton Nascimento, ganhou o segundo lugar no II Festival Internacional da Canção do Rio de Janeiro. De lá para cá compôs mais de trezentas canções com vários parceiros. Criou roteiros e letras para balés, teatros e trilhas de filmes nacionais e novelas. Criou com Tavinho Moura o musical brasileiro Fogueira do Divino.

Formado em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atuou como repórter da sucursal mineira da revista “O Cruzeiro”. Na década de 1960, conheceu Milton Nascimento, com quem viria a iniciar uma fértil parceria.

Em 1967, participou do II Festival Nacional da Canção (TV Globo) com três canções escritas em parceria com Milton Nascimento: “Morro velho”, “Maria minha fé” e “Travessia”. Essa última foi classificada em 2º lugar no evento, em interpretação do próprio Milton Nascimento, que a registrou em seu primeiro LP lançado nesse ano. Em 1968, participou do IV Festival de Música Popular Brasileira (TV Record), com a canção “Sentinela” (c/ Milton Nascimento), defendida por Cynara e Cybele.

Seguiram-se inúmeras canções em parceria com Milton Nascimento, registradas nos discos desse compositor e cantor, como “Outubro”, “Beco do Mota”, “Sunset Marquis 333 Los Angeles” e “Rosa do ventre”.

Em 1970, escreveu (c/ Milton Nascimento) a trilha sonora de “Tostão, a fera de ouro”, curta-metragem de Ricardo Gomes Leite e Paulo Laender, com destaque para a canção “Aqui é o país do futebol”. Ainda nesse ano, Milton Nascimento gravou outras canções de sua autoria, como “Para Lennon e McCartney” (c/ Lô Borges e Marcio Borges) e “Durango Kid” (c/ Toninho Horta).

Em 1972, suas composições “San Vicente” e “Ao que vai nascer”, ambas em parceria com Milton Nascimento, e “Paisagem na janela” (c/ Lô Borges) foram incluídas no histórico LP “Clube da Esquina” , de Milton Nascimento e Lô Borges.

Dois anos depois, o disco “Milagre dos peixes”, de Milton Nascimento, registrou novamente a parceria dos dois compositores na faixa-título e na canção “Escravos de Jó”.

Considerado o principal letrista de Milton Nascimento, continuou trabalhando com o parceiro durante as décadas de 1980 e 1990. Com mais de 200 canções gravadas, a dupla registrou inúmeros sucessos, como “Maria, Maria”, “Planeta blue”, “Promessas do sol”, “O vendedor de sonhos”, “Canção da América”, “Saudade dos aviões da Panair (Conversando no Bar)”, “Encontros e despedidas”, “Nos bailes da vida” e “San Vicente”, além dos já citados.

Em 1998, as canções “Janela para o mundo” e “Louva-a-deus” (c/ Milton Nascimento), fizeram parte do repertório de “Nascimento”, disco premiado com o Grammy desse ano.

Em 2000, trabalhou no musical “Fogueira do divino”, para o qual escreveu 20 letras inéditas, que receberam arranjos musicais de Nivaldo Ornellas e Tavinho Moura.

http://goo.gl/c467A – Fernando Brant – Museu da pessoa


Fernando Brant