s
Portal Café Brasil
Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
Café Brasil 798 – Raciocínios Perigosos – Revisitado
O Café Brasil de hoje é a releitura de um programa de ...

Ver mais

Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Café Brasil 797 – ‘Bora pra Retomada – com Lucia Helena Galvão
Tenho feito uma série de lives que chamei de ‘Bora pra ...

Ver mais

Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Café Brasil 796 – Maiorias Irrelevantes
Outro daqueles acidentes estúpidos vitimou mais uma ...

Ver mais

Café Brasil 795 – A Black Friday
Café Brasil 795 – A Black Friday
Uma vez ouvi que a origem do apelido Black Friday seria ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Quadrinhos em alta
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Quadrinhos em alta Apesar do início com publicações periódicas impressas para públicos específicos, as HQs não se limitam a atender às crianças. Há quadrinhos para adultos, de muita qualidade, em ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 4 – Tipos e Regras de Divisão Lógica (parte 7)
Alexandre Gomes
Antes de tratar das regras da divisão lógica – pois pode parecer mais importante saber as regras de divisão que os tipos de divisão – será útil revisar alguns tópicos já tratados para ...

Ver mais

Simplificar é confundir
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Alexis de Tocqueville escreveu que “uma idéia falsa, mas clara e precisa, tem mais poder no mundo do que uma idéia verdadeira, mas complexa”.   Tocqueville estava certo. Em todos os ...

Ver mais

País de traficantes?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não é segredo que o consumo de drogas é problema endêmico no País, bem como o tráfico delas. O Brasil não apenas recebe toneladas de lixo aspirável ou injetável para consumo interno, como ainda ...

Ver mais

Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
Cafezinho 442 – Por que cultura é boa?
A cultura é boa porque influencia diretamente a forma ...

Ver mais

Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
Cafezinho 441 – Qual cultura é melhor?
A baixa cultura faz crescer a bunda, melhorar o ...

Ver mais

Cafezinho 440 – Alta e baixa cultura
Cafezinho 440 – Alta e baixa cultura
Baixa cultura é aquela que me faz bater o pé, mexer a ...

Ver mais

Cafezinho 439 – O melhor investimento da Black Friday
Cafezinho 439 – O melhor investimento da Black Friday
Uma coisa é comprar um televisor. Outra é adquirir cultura!

Ver mais

Grupo Tradição

Grupo Tradição

Luciano Pires -

alt
Grupo Tradição

Grupo Tradição é um grupo oriundo de Campo Grande. Formado em 1995, é um dos grupos sul-mato-grossenses mais divulgados na mídia brasileira.

Tudo começou devido à experiência e formação musical do fundador e principal cotista do grupo, o Wagner Braga Hildebrand, que se deram pela participação em vários festivais; integrando a Banda Zutrik; e depois, juntamente com o Paulinho Simões no Expresso Arrasta-pé e, finalmente, como sócio fundador do Grupo Musical Uirapuru. Então, depois de se firmar e amadurecer profissionalmente, o Wagner decidiu enfrentar um novo desafio – o de fundar o seu próprio grupo musical.

Foi à luta. Passou a reunir o seu elenco, pois o grupo a ser formado não era para ser apenas mais um, ou algo para se distrair ou fazer brincadeirinhas nos fins de semana, como se diz no popular ‘um grupo pra fazer moagem’. Teria que ser algo muito sério, ou nada seria! Para que o profissionalismo do grupo ficasse claro desde a sua primeira aparição em público e viesse a ser absorvido pelos demais músicos, ele próprio voltaria a tocar no grupo, apesar da sua condição de dono e empresário. A composição original deste grupo contou com os seguintes integrantes: Wagner Braga Hildebrand (acordeom) / Chiquinho (acordeom) / Paulo (contrabaixo) / Valdenésio (guitarra e voz) / Sérgio (violão e voz) / Carlão (bateria e voz – in memorian).

Depois de tudo acertado, feitos os ensaios iniciais, quando tudo já estava pronto para o grupo ser lançado oficialmente, faltava-lhe ainda um nome. O nome que melhor se identificou com a filosofia que o grupo pretendia seguir e difundir só poderia mesmo ser ‘Tradição’. Nome este não apenas sugestivo, porém auto-explicativo, pois, na verdade, ‘tradição’ significa ‘tudo aquilo que o povo gosta’ ou ‘o que sempre está na moda’. O que está na moda, e que o povo gosta, fatalmente é ou se transformará um dia em Tradição

O primeiro compromisso oficial foi realizado na Fiscosul (órgão público estadual), em Campo Grande, MS, onde aconteceu um baile, no dia 28 de outubro de 1995. Assim, esta é a data oficial de criação do grupo.

Foram quase dois anos de caminhada, animando bailes, formaturas, casamentos, festas em fazendas, almoços dançantes, aniversários ou bodas, para acertar a harmonia do grupo e um repertório para o primeiro CD. Em meados do segundo ano o CD começou a tomar forma, estando pronto para o lançamento, que ocorreu no final de 1997 (no Clube União dos Sargentos, Campo Grande, MS).

Com o sucesso alcançado entre o público local, agora se expandindo pelo Estado, graças à qualidade do trabalho apresentado no CD, o próprio grupo necessitou de expandir-se, tanto em número de pessoas diretamente envolvidas nos diferentes segmentos (técnico de som; motorista; auxiliares de som, iluminação e de efeitos especiais; secretaria), quanto no tocante à composição do grupo propriamente dito. Assim sendo, algumas trocas ocorreram, principalmente nos primeiros anos de existência do grupo. Com a saída do Chiquinho entrou o Michel, em lugar do Paulo entrou o Carlos, do Valdenésio entrou o Pecóis, do Carlão entrou o Anderson. A partir desta nova formação o Wagner deu lugar ao Gerson e passou a fazer a percussão do Grupo. Pouco tempo depois a percussão foi passada para o Juscelino ‘Arapiraka’, ficando o Wagner responsável pela parte empresarial do Grupo.

No final de 2003 o Sérgio se desligou do Grupo. A formação atual até então do grupo era composta por: Anderson (voz e bateria), Gerson (Acordeom), Carlos (Contrabaixo), Pecóis (Guitarra), Arapiraka (Percussão) e Michel (Gaita Ponto e voz).

Enquanto o grupo se manteve em sua cidade de origem, gravou quatro CDs, um por ano, o primeiro deles já anteriormente mencionado, e todos com selos independentes, sendo dois pela Sapucay Discos e dois pela Pantanal Discos. Estas gravadoras também produziram um CD, cada uma delas, com coletâneas dos discos anteriormente gravados, bem como, incluíram, algumas músicas em coletâneas especiais reunindo diferentes grupos e/ou artistas.

Em 2009, o vocalista Michel Teló e o gaiteiro Gérson deixam o grupo e o primeiro decide seguir carreira solo. O grupo continua com os outros quatro integrantes originais. No lugar do Michel Telo entrou Guilherme Bertoldo (ex vocalista do grupo 0s 4 Gauderios) e no lugar do Gerson entrou Jeferson Roberto.Mas Pouco tempo depois sairam mas três integrantes ficando apenas da formação original o guitarrista Wagner Pekóis, e assim reformulando quase todo o grupo.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Grupo_Tradição

http://www.grupotradicao.com.br/

[youtube]Mski7i78-vU[/youtube]
[youtube]txeNdiR6xJw[/youtube]
[youtube]O5X83svomcc[/youtube]
[youtube]luOtV14QFfQ[/youtube]
[youtube]8nYhSl3wGhY[/youtube]