s
Portal Café Brasil
Por dentro das Big Techs
Por dentro das Big Techs
Alguma coisa está mudando na cultura do trabalho, e ...

Ver mais

Um pouquinho de história
Um pouquinho de história
Um pouquinho de história só para manter as coisas em ...

Ver mais

Não olhe para cima
Não olhe para cima
Não olhe para cima é uma comédia para ser levada a ...

Ver mais

Nem tudo se desfaz
Nem tudo se desfaz
Vale muito a pena ver a história da qual somos ...

Ver mais

Café Brasil 805 – O Estupro da Mente
Café Brasil 805 – O Estupro da Mente
Muito bem! No episódio passado, eu introduzi o conceito ...

Ver mais

Café Brasil 804 – Psicose de formação em massa
Café Brasil 804 – Psicose de formação em massa
O termo Mass Formation Psychosis, psicose de formação ...

Ver mais

Café Brasil 803 – Enquanto houver sol
Café Brasil 803 – Enquanto houver sol
E aí? Pronto pro ano novo? Tá complicado, é? Muita ...

Ver mais

Café Brasil 802 – A Lei de Lindy
Café Brasil 802 – A Lei de Lindy
Olhe pela janela... o que restará daqui a 100 anos, de ...

Ver mais

LíderCast 227 – Leticia Zamperlini e Cristian Lohbauer
LíderCast 227 – Leticia Zamperlini e Cristian Lohbauer
No programa de hoje temos Leticia Zamperlini e Cristian ...

Ver mais

Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Café Brasil 793 – LíderCast Antônio Chaker
Hoje bato um papo com Antônio Chaker, que é o ...

Ver mais

Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Café Brasil 789 – LíderCast Osvaldo Pimentel – Monetizze
Hoje bato um papo com Osvaldo Pimentel, CEO da ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Hoje bato um papo muito interessante com Leandro Bueno, ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 5 – Predicáveis: Classificação e Números (parte 4)
Alexandre Gomes
Os PREDICÁVEIS representam a mais completa classificação das relações que podem ser afirmadas DE UM PREDICADO. em relação a um sujeito, TANTO QUANTO as categorias (do ser) são a mais completa ...

Ver mais

Expectativas em relação à China
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Expectativas em relação à China “Embora ainda seja prematuro especular sobre os delineamentos básicos de uma nova e inevitável ordem internacional, a evolução dos acontecimentos parece apontar ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 5 – Formas Proposicionais A E I O (parte 3)
Alexandre Gomes
As distinções apresentadas na lição anterior são as bases da CONCEITUAÇÃO e do MANEJO das proposições. Usando a qualidade, ou tanto a quantidade quanto a modalidade, como base, TODA PROPOSIÇÃO ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 5 – Características das Proposições (parte 2)
Alexandre Gomes
As PROPOSIÇÕES podem ser agrupadas por cinco características; e cada uma dessas se divide em duas classes. As cinco características são: a) referência à realidade, b) quantidade, c) qualidade, d) ...

Ver mais

Cafezinho 458 – Pedrinha no lago
Cafezinho 458 – Pedrinha no lago
Procure gente que valoriza o pensamento, que puxa para ...

Ver mais

Cafezinho 457 – Eu não sabia
Cafezinho 457 – Eu não sabia
O jornalista, crítico da mídia e filósofo amador ...

Ver mais

Cafezinho 456 – Humildade na liderança
Cafezinho 456 – Humildade na liderança
Quando você mistura ignorância com arrogância, pitadas ...

Ver mais

Cafezinho 455 – Para pensar direito
Cafezinho 455 – Para pensar direito
George Orwell escreveu: "Se as idéias corrompem a ...

Ver mais

Orson Welles

Orson Welles

Luciano Pires -

alt
Orson Welles

George Orson Welles (Kenosha, Wisconsin, 6 de maio de 1915 – Hollywood, 10 de outubro de 1985) foi um cineasta estadunidense.

Também foi roteirista, produtor e ator. Iniciou a sua carreira no teatro, em Nova Iorque, em 1934.

Órfão aos quinze anos, após a morte do seu pai (sua mãe morreu quando ainda tinha 9 anos), George Orson Welles começou a estudar pintura em 1931, primeira arte em que se envolveu. Adolescente, não via interesse nos estudos e em pouco tempo passou a atuar. Tal paixão o levou a criar sua própria companhia de teatro em 1937.

Em 1938, Orson Welles produziu uma transmissão radiofônica intitulada A Guerra dos Mundos, adaptação da obra homônima de Herbert George Wells e que ficou famosa mundialmente por provocar pânico nos ouvintes, que imaginavam estar enfrentando uma invasão de extraterrestres. Um Exército que ninguém via, mas que, de acordo com a dramatização radiofónica, em tom jornalístico, acabara de desembarcar no nosso planeta. O sucesso da transmissão foi tão grande que no dia seguinte todos queriam saber quem era o responsável pela tal “pegadinha”. A fama do jovem Welles começava.

Foi casado com a atriz Rita Hayworth e tiveram a filha Rebecca. O casal divorciou-se em 1948.

Sua estreia no cinema, em filmes de longa metragem, ocorreu em 1941 com Citizen Kane (Em Portugal, “O Mundo a seus Pés”; no Brasil, “Cidadão Kane”), considerado pela crítica como um dos melhores filmes de todos os tempos e o mais importante dirigido por Welles.

Welles inovou a estética do cinema com técnicas até então raríssimas nas produções cinematográficas. Algumas delas são:

Ângulos de câmera (uso de plongée e contra-plongée).
Exploração do campo (campo e contra-campo).
Narrativa (narrativa não linear).
Edição/Montagem (muito sofisticada para e época de sua realização, devido a não linearidade da narrativa).

Orson Welles retratou em “Citizen Kane” a vida e a decadência de um magnata da comunicação norte-americana, baseado na história do milionário William Randolph Hearst. Esse filme foi um marco na carreira do ator. Mesmo estando pronto, “Cidadão Kane” quase não saiu, fruto de problemas com Hearst. Ele teve nove indicações para o Oscar, mas venceu apenas um, o de melhor roteiro original. Sua coragem de realizar esta obra prima acabou resultando no fechamento de muitas portas no futuro, beirando ao ostracismo no fim da vida.

Foi diretor, co-roteirista, produtor e ator em “Citizen Kane”. O que é surpreendente, pois no cinema o acúmulo de funções acaba influenciando de maneira negativa no resultado final. Mas no caso de Welles surgiu uma obra completamente à frente do seu tempo.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Orson_Welles

http://educacao.uol.com.br/biografias/orson-welles.jhtm

http://va.mu/WBMt – Orson Welles em Fortaleza

[youtube]x39zXBgaXec[/youtube]
[youtube]cGAATtSFfvE[/youtube]
[youtube]OzC3Fg_rRJM[/youtube]
[youtube]IymuQSWgQ6o[/youtube]