s
Portal Café Brasil
Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Palestra Planejamento Antifrágil
Palestra Planejamento Antifrágil
Aproveite o embalo, pois além de ouvir a história, você ...

Ver mais

Café Brasil 787 – Reações ao Cuzão
Café Brasil 787 – Reações ao Cuzão
O Café Brasil anterior, o 786 – O Cuzão, rendeu, viu? ...

Ver mais

Café Brasil 786 – O cuzão.
Café Brasil 786 – O cuzão.
Cara, como é complicada a vida de podcaster, bicho! A ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 784 – Avatar
Café Brasil 784 – Avatar
Se você está achando complicado lidar com ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
E a educação brasileira, como é que vai, hein? Mal, não ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Menos Marx, mais Mises
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Menos Marx, mais Mises  “Apesar de ainda ser muito pouco conhecido entre os jovens brasileiros em comparação com Karl Marx, o nome do economista austríaco Ludwig von Mises se tornou um dos ...

Ver mais

Você ‘tem fé’ no Estado democrático de direito?
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Hoje, num grupo de professores, um velho colega me escreveu que “tem fé” no “Estado democrático de direito” e na “separação dos poderes”. Mas com uma ressalva: ...

Ver mais

Percepções diferentes na macro e na microeconomia
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Percepções diferentes na macro e na microeconomia “Na economia, esperança e fé coexistem com grande pretensão científica e também um desejo profundo de respeitabilidade.” John Kenneth Galbraith ...

Ver mais

Não pode nem rir
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Todo mundo (ou quase) viu nas redes sociais e nos grupos de whatsapp; vídeo de uma mulher careca de ares muito sérios discorrendo didaticamente sobre a necessidade de mudarmos nossa forma de ...

Ver mais

Cafezinho 421 – A normose
Cafezinho 421 – A normose
É confortante saber que somos normais, não é? Pois é. ...

Ver mais

Cafezinho 420 – A regra dos 30
Cafezinho 420 – A regra dos 30
Pé quente, cabeça fria, numa boa. Mas cuidado porque ...

Ver mais

Cafezinho 419 – Pau que só dá em Chico.
Cafezinho 419 – Pau que só dá em Chico.
Há quem chame isso de dissonância cognitiva, mas não é. ...

Ver mais

Cafezinho 418 – Na esquina da sua rua.
Cafezinho 418 – Na esquina da sua rua.
Você pode causar um impacto imediato, poderoso e ...

Ver mais

Os paralamas do sucesso

Os paralamas do sucesso

Luciano Pires -

Seus integrantes desde 1982 são Herbert Vianna (guitarra e vocal), Bi Ribeiro (baixo) e João Barone (bateria). 

Os Paralamas são hoje talvez a mais vitoriosa banda do rock nacional. Com uma história de mais de 25 anos de sucesso, o grupo já passou por diversas fases de sucesso e crítica, manteve sempre a mesma formação e conseguiu a incrível façanha de juntar fãs de 2 gerações diferentes em seus shows. Tudo começou quando Herbert e Bi Ribeiro se conheceram. Herbert convenceu Bi a comprar um baixo e eles então começaram a ensaiar na casa da Vovó Ondina, na rua Sousa Lima em Copacabana. avó do Bi, já falecida. Após um tempo eles conhecem Vital, o primeiro baterista. E começam a tocar na Universidade Rural, onde estudavam.

João Barone entra na história da banda quando assiste e gosta muito de uma apresentação dos Paralamas na Universidade Rural. E, graças a uma falta de Vital a um show de um Festival Universitário em 17 de setembro de 1981, Barone assume a batera dos Paralamas. Esta falta até hoje, não possui uma explicação. O responsável pela apresentação de Barone aos Paralamas foi o Super, amigo comum entre Barone e Bi Ribeiro.

O profissionalismo da banda começa a ganhar força quando Herbert conhece Maurício Valladares (que está com os Paralamas até hoje) no Western Club. Este, leva uma fita demo da banda à Rádio Fluminense-RJ (uma rádio reveladora de talentos e destinada ao pop/rock da época). Esta demo, continha 4 músicas e foi muito bem executada, caindo nas graças dos ouvintes:

– Vital e Sua Moto

– Patrulha Noturna

– Encruzilhada Agrícola-Industrial

– Solidariedade Não

Um dos grande marcos na carreira da banda ocorre em 1985 com o lançamento do disco Selvagem?. O disco marca a fusão do rock com a MPB e o “tropicalismo africano” de Gilberto Gil. O grupo recebe duras críticas da imprensa e até mesmo de outras bandas. Mesmo assim, não se intimida e e o disco vende quase 700 mil cópias.

No início da década de 90, os Paralamas passavam por uma grave crise no Brasil. Os 2 discos, Os Grãos (1991) e Severino (1994) não foram bem aceitos pelo público e pela crítica, especialmente o último, onde os Paralamas foram duramente malhados. Por outro lado, conquistaram fãs na América Latina, especialmente na Argentina, onde todos os seus shows acontecem sempre com casa lotada.

Os Paralamas sempre se caracterizam por serem uma banda de atitude e personalidade. Não se intimidam com críticas, evitam ao máximo atitudes comerciais, respeitam os seus fãs. Talvez esta seja a explicação e a fórmula para o sucesso deste grupo.

http://osparalamas.uol.com.br/home/


Paralamas

[youtube]UqtfjsvrptI[/youtube]

[youtube]n7OZBeVfgbs[/youtube]

[youtube]p25sFFc3CII[/youtube]