s
Portal Café Brasil
Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Palestra Planejamento Antifrágil
Palestra Planejamento Antifrágil
Aproveite o embalo, pois além de ouvir a história, você ...

Ver mais

Café Brasil 787 – Reações ao Cuzão
Café Brasil 787 – Reações ao Cuzão
O Café Brasil anterior, o 786 – O Cuzão, rendeu, viu? ...

Ver mais

Café Brasil 786 – O cuzão.
Café Brasil 786 – O cuzão.
Cara, como é complicada a vida de podcaster, bicho! A ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 784 – Avatar
Café Brasil 784 – Avatar
Se você está achando complicado lidar com ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
E a educação brasileira, como é que vai, hein? Mal, não ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Menos Marx, mais Mises
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Menos Marx, mais Mises  “Apesar de ainda ser muito pouco conhecido entre os jovens brasileiros em comparação com Karl Marx, o nome do economista austríaco Ludwig von Mises se tornou um dos ...

Ver mais

Você ‘tem fé’ no Estado democrático de direito?
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Hoje, num grupo de professores, um velho colega me escreveu que “tem fé” no “Estado democrático de direito” e na “separação dos poderes”. Mas com uma ressalva: ...

Ver mais

Percepções diferentes na macro e na microeconomia
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Percepções diferentes na macro e na microeconomia “Na economia, esperança e fé coexistem com grande pretensão científica e também um desejo profundo de respeitabilidade.” John Kenneth Galbraith ...

Ver mais

Não pode nem rir
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Todo mundo (ou quase) viu nas redes sociais e nos grupos de whatsapp; vídeo de uma mulher careca de ares muito sérios discorrendo didaticamente sobre a necessidade de mudarmos nossa forma de ...

Ver mais

Cafezinho 421 – A normose
Cafezinho 421 – A normose
É confortante saber que somos normais, não é? Pois é. ...

Ver mais

Cafezinho 420 – A regra dos 30
Cafezinho 420 – A regra dos 30
Pé quente, cabeça fria, numa boa. Mas cuidado porque ...

Ver mais

Cafezinho 419 – Pau que só dá em Chico.
Cafezinho 419 – Pau que só dá em Chico.
Há quem chame isso de dissonância cognitiva, mas não é. ...

Ver mais

Cafezinho 418 – Na esquina da sua rua.
Cafezinho 418 – Na esquina da sua rua.
Você pode causar um impacto imediato, poderoso e ...

Ver mais

Rildo Hora

Rildo Hora

Luciano Pires -

Natural de Caruaru, Pernambuco, teve como primeira mestra sua mãe, Dona Cenira que lhe ensinou as primeiras notas e noções de piano. Aos seis anos de idade se interessou pelo realejo. É assim que os nordestinos chamam a gaita de boca. Autodidata, desenvolveu sua técnica tocando chorinhos, frevos e musicas ligeiras que ouvia no rádio. Aos 15 anos já se apresentava como solista nos programas radiofônicos que os fabricantes de seu instrumento patrocinavam em diversas emissoras cariocas. Na Rádio Nacional do Rio de Janeiro conheceu o maestro Guerra Peixe e com ele estudou Harmonia, Contraponto, Composição e Orquestração. Rildo Hora tem viajado muito tocando o seu realejo. Portugal, França, URSS, Romênia, Bulgária, Argentina, Angola e Moçambique .

Em 1992, nos Estados Unidos, seu CD “Espraiado” ( Milestone ), foi considerado pela crítica como um dos dez melhores no setor Latin Jazz, por causa do jeito brasileiro que imprime às suas interpretações no realejo. É compositor, arranjador e produtor de discos com diversas premiações. Recentemente (2000/2001/2002) recebeu o Grammy Latino pelo seu trabalho de produtor e arranjador do disco de Zeca Pagodinho, com quem trabalha desde 1996.

É considerado o principal produtor-arranjador de samba e responsável pelos grandes sucessos de Martinho da Vila, ZecaPagodinho, Grupo Fundo de Quintal, Beth Carvalho, Dudu Nobre, Dona Ivone Lara e muitos outros grandes artistas como, João Bosco, Luiz Gonzaga, Fagner e o Projeto Casa de Samba.

O concerto para Harmônica e Orquestra de Villa-Lobos já foi apresentado por ele no Rio de Janeiro, Vitória e Brasília tendo como regentes David Machado, Ernani Aguiar e Leonardo Bruno . Com a redução para piano e harmônica, feita por Villa-Lobos, ao lado de Laís Figueiró Rildo se apresentou em diversas salas de concerto tocando esta obra do grande mestre brasileiro.

Guerra Peixe compôs para ele em 1987 “ Quatro Coisas ” para harmônica e piano que foi apresentada no Panorama de Música Contemporânea, mais tarde em 1989 a peça foi orquestrada para cordas e gaita pelo mestre e foi executada por Rildo Hora em diversos recitais tendo como regente Ernani Aguiar.

O compositor e solista tem dois novos projetos importantes – “ Realejo e Quarteto de Cordas” e “Concerto para Harmônica e Piano”.

Rildo já tocou em duos ,trios, etc com um grande número de renomados músicos – Luiz Eça, Mauro Senise, Sebastião Tapajós, Marco Pereira, Manoel da Conceição, Altamiro Carrilho, Marco Pereira, Misael da Hora, Leandro Braga, Henrique Cazes, João Lyra, os maestros Cristóvão Bastos e Gilson Peranzetta, Ruth Serrão, Maria Teresa Madeira, com quem gravou o CD “ Realejo e Piano ” são alguns dos nomes com os quais Rildo teve o prazer de dividir o palco em memoráveis recitais de música instrumental brasileira.

http://www.rildohora.com/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Rildo_Hora

http://www.dicionariompb.com.br/rildo-hora

alt
Rildo Hora

[youtube]_OfuWRqPbF4[/youtube]
[youtube]5u5WE4bYgNQ[/youtube]
[youtube]3_4wT_hd75Q[/youtube]
[youtube]0uA0VTqW-9s[/youtube]