s
Portal Café Brasil
Henrique Viana
Henrique Viana
O convidado para o LíderCast desta vez é Henrique ...

Ver mais

Deduzir ou induzir
Deduzir ou induzir
Veja a quantidade de gente que induz coisas, ...

Ver mais

Origem da Covid – seguindo as pistas
Origem da Covid – seguindo as pistas
Tradução automática feita pelo Google, de artigo de ...

Ver mais

Palestra Planejamento Antifrágil
Palestra Planejamento Antifrágil
Aproveite o embalo, pois além de ouvir a história, você ...

Ver mais

Café Brasil 787 – Reações ao Cuzão
Café Brasil 787 – Reações ao Cuzão
O Café Brasil anterior, o 786 – O Cuzão, rendeu, viu? ...

Ver mais

Café Brasil 786 – O cuzão.
Café Brasil 786 – O cuzão.
Cara, como é complicada a vida de podcaster, bicho! A ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 784 – Avatar
Café Brasil 784 – Avatar
Se você está achando complicado lidar com ...

Ver mais

Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Café Brasil 785 – LíderCast Leandro Bueno
Sabe quem ajuda este programa chegar até você? É a ...

Ver mais

Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Café Brasil 775 – LíderCast Henrique Viana – Brasil Paralelo
Um papo muito interessante com Henrique Viana, um jovem ...

Ver mais

Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Café Brasil 771 – LíderCast Aurelio Alfieri
Aurélio Alfieri é um educador físico e youtuber, ...

Ver mais

Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
E a educação brasileira, como é que vai, hein? Mal, não ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Menos Marx, mais Mises
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Menos Marx, mais Mises  “Apesar de ainda ser muito pouco conhecido entre os jovens brasileiros em comparação com Karl Marx, o nome do economista austríaco Ludwig von Mises se tornou um dos ...

Ver mais

Você ‘tem fé’ no Estado democrático de direito?
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Hoje, num grupo de professores, um velho colega me escreveu que “tem fé” no “Estado democrático de direito” e na “separação dos poderes”. Mas com uma ressalva: ...

Ver mais

Percepções diferentes na macro e na microeconomia
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Percepções diferentes na macro e na microeconomia “Na economia, esperança e fé coexistem com grande pretensão científica e também um desejo profundo de respeitabilidade.” John Kenneth Galbraith ...

Ver mais

Não pode nem rir
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Todo mundo (ou quase) viu nas redes sociais e nos grupos de whatsapp; vídeo de uma mulher careca de ares muito sérios discorrendo didaticamente sobre a necessidade de mudarmos nossa forma de ...

Ver mais

Cafezinho 422 – A política do ódio
Cafezinho 422 – A política do ódio
Não siga a maioria só porque é maioria. Não siga a moda ...

Ver mais

Cafezinho 421 – A normose
Cafezinho 421 – A normose
É confortante saber que somos normais, não é? Pois é. ...

Ver mais

Cafezinho 420 – A regra dos 30
Cafezinho 420 – A regra dos 30
Pé quente, cabeça fria, numa boa. Mas cuidado porque ...

Ver mais

Cafezinho 419 – Pau que só dá em Chico.
Cafezinho 419 – Pau que só dá em Chico.
Há quem chame isso de dissonância cognitiva, mas não é. ...

Ver mais

Túlio Piva

Túlio Piva

Luciano Pires -

alt
Túlio Piva

Túlio Simas Piva (Santiago, 4 de dezembro de 1915 – Porto Alegre, 4 de fevereiro de 1993) foi um violonista e compositor brasileiro. Seu repertório sempre valorizou o choro, o samba e a música popular.

Filho de imigrantes italianos da cidade de Verona, nasceu em uma cidade gaúcha da fronteira com a Argentina e cresceu ouvindo tangos.

Aos 13 anos, começou a tocar flauta, dando seqüência ao aprendizado musical iniciado com uma gaita de boca.

Aos 15, começou a tocar violão. Casou-se em 1940, e no mesmo ano transferiu-se para Porto Alegre, onde abriu uma drogaria.

Destacou-se por seu estilo único de dedilhar o violão, sendo um dos pioneiros em desenvolver um samba com sotaque gaúcho misturando suas influências fronteiriças com o tango e o samba carioca.

Em 1940, fez sua primeira composição, o samba “Tem que ter mulata”, que foi gravada em 1955 pelo conjunto Norberto Baldauf. Em 1942, “Tem que ter mulata”, que foi rejeitada num dos inúmeros concursos da Rádio Nacional, acabaria por se tornar um de seus maiores sucessos.

Em 1956, o Conjunto Farroupilha gravou de o samba “Tem que ser mulata”, um de seus maiores êxitos que teve inclusive gravações na Rússia, Estados Unidos e Venezuela.

Em 1975, lançou pela gravadora Continental o LP “Túlio Piva” com doze composições de sua autoria.

Apesar de ser considerado o segundo sambista gaúcho mais conhecido, depois de Lupicínio Rodrigues, gravou apenas quatro discos. Compôs cerca de 500 músicas, que foram gravadas entre outros por Elis Regina, Conjunto Farroupilha, Demônios da Garoa, Noite Ilustrada, Francisco Petrônio, Luiz Vieira e Elza Soares.

Em 1991, fez sua última apresentação no show “Túlio Piva 75 anos”, no Teatro Renascença, homenagem do Bando Barato pra Cachorro, em que cantou ao lado dos netos Rogério e Rodrigo.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Túlio_Piva

http://www.dicionariompb.com.br/tulio-piva

http://www.samba-choro.com.br/artistas/tuliopiva