s
Portal Café Brasil
Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

Café Brasil 741 – A cascata de disponibilidade
Café Brasil 741 – A cascata de disponibilidade
De quando em quando certos temas tomam a sociedade de ...

Ver mais

Café Brasil 740 – O tempo passou na janela
Café Brasil 740 – O tempo passou na janela
O tempo passou na janela. Você viu?

Ver mais

Café Brasil 739 – O deleite – Revisitado
Café Brasil 739 – O deleite – Revisitado
Hoje tratamos da importância de divertir-se enquanto ...

Ver mais

Café Brasil 738 – O encantador de Millennials
Café Brasil 738 – O encantador de Millennials
Todo mês, publicamos no Café Brasil Premium um ...

Ver mais

LíderCast 206 – Alessandro Loiola
LíderCast 206 – Alessandro Loiola
Médico, segunda aparição no LíderCast, por conta de seu ...

Ver mais

LíderCast 205 – Lorenzo Ridolfi
LíderCast 205 – Lorenzo Ridolfi
Um “nerd” fascinado por matemática e por big data, que ...

Ver mais

Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Comunicado Café Brasil e Omnystudio
Nos 14 anos em que produzimos podcasts, esta talvez ...

Ver mais

Comunicado sobre o LíderCast
Comunicado sobre o LíderCast
Em função da pandemia e quarentena, a temporada 16 do ...

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

A Dialética do Confinamento
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
O pensamento, como o próprio real, é dialético: a escolha de um caminho sempre revela mais sobre nós mesmos do que sobre a paisagem. A escuridão sempre ilumina o que está oculto na nossa alma. A ...

Ver mais

Prêmio Nobel de Economia 2020
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Nobel de Economia 2020 Um prêmio em consonância com seu tempo “A teoria dos leilões é uma das construções mais coletivas da teoria econômica, tendo recebido a contribuição de grande número de ...

Ver mais

A lição de Giordano
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
O médico Joseph Giordano esperava um dia tranquilo de trabalho naquele longínquo 30 de março de 1981, como cirurgião-chefe da equipe de traumatologia da Universidade George Washington, situado na ...

Ver mais

Em pauta, a verdade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Em pauta, a verdade “O mundo do século XXI remete aos navegadores que conquistaram novas terras no século XVI: eles sabiam onde estavam e tinham apenas uma pálida indicação de onde chegariam. ...

Ver mais

Cafezinho 327 – A cascata da disponibilidade
Cafezinho 327 – A cascata da disponibilidade
Como funciona uma cadeia de eventos que pode provocar ...

Ver mais

Cafezinho 326 – O atalho
Cafezinho 326 – O atalho
Enriquecer seu processo de julgamento e tomada de decisão

Ver mais

Cafezinho 325 – Os 35 MLA
Cafezinho 325 – Os 35 MLA
Demos a largada num projeto ambicioso que chamamos de ...

Ver mais

Cafezinho 324 – A regra das 48 horas
Cafezinho 324 – A regra das 48 horas
Quando chega uma notícia bombástica, eu só me pronuncio ...

Ver mais

Cafezinho 324 – A regra das 48 horas

Cafezinho 324 – A regra das 48 horas

Luciano Pires -

Em 1966 um estudo sobre o tempo que os jogadores de xadrez levavam para fazer um movimento depois que o oponente fazia o dele, mostrou que jogadores classe C levavam poucos segundos para reagir. Especialistas, levavam sete minutos. Mestres, levavam dez minutos. E Grandes Mestres, vinte minutos. A razão é que os movimentos do oponente davam oportunidade para reconsiderar todas as opções do tabuleiro e aprimorar as escolhas para vitória.
Percebeu? Quanto mais o jogador conhecia, mais tempo levava para decidir a jogada. Por isso era Grande Mestre.
Pois é isso que tenho percebido nos jogos de análise política e social: quanto mais o sujeito ignora o assunto, mais rápido tira conclusões e dá sua opinião. Quem conhece o assunto, demora para se pronunciar.
Por isso criei uma regra: quando chega uma notícia bombástica, eu só me pronuncio depois de 48 horas. É o tempo necessário para que informações complementares apareçam, outros lados sejam ouvidos e reflexão seja aplicada sobre as informações. Sem isso, só resta superficialidade. E confesso que EU fico fascinado com a facilidade com que um povo aí sai cantando certezas sobre assuntos que ignora.
Vivemos a República da Superficialidade. E isso não seria problema se a superficialidade não determinasse políticas públicas, investimento de recursos, e cerceamento de nossas liberdades.
Aprenda com os Grandes Mestres: avaliação, repertório, bom senso e nenhuma pressa.
Além de aumentar as chances de vencer a partida, você não paga mico.

Este cafezinho chega a você com apoio do Cafebrasilpremium.com.br, conteúdo extra-forte para seu crescimento profissional www.cafebrasilpremium.com.br.

Versão do Youtube em