s
Portal Café Brasil
Palestra Planejamento Antifrágil
Palestra Planejamento Antifrágil
Aproveite o embalo, pois além de ouvir a história, você ...

Ver mais

Como se proteger da manipulação das mídias
Como se proteger da manipulação das mídias
Descubra o passo a passo para se proteger das mentiras, ...

Ver mais

O Lado Cheio
O Lado Cheio
Aqui é o lugar onde você encontrará análises sobre o ...

Ver mais

Pelé e os parasitas.
Pelé e os parasitas.
Meu herói está lá, a Copa de 1970 está lá, o futebol ...

Ver mais

Café Brasil 769 – Paulo Gustavo e as 48 horas
Café Brasil 769 – Paulo Gustavo e as 48 horas
Olha: eu tinha já começado a montar um programa sobre a ...

Ver mais

Café Brasil 768 – A Expedição Franklin
Café Brasil 768 – A Expedição Franklin
Como é que a gente age diante do desconhecido, hein? ...

Ver mais

Café Brasil 767 – Sexo bom – Revisitado
Café Brasil 767 – Sexo bom – Revisitado
Uma revisita a um programa de 2013 com um ponto de ...

Ver mais

Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
E a educação brasileira, como é que vai, hein? Mal, não ...

Ver mais

Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
Café Brasil 766 – LíderCast Ilona Becskeházy
E a educação brasileira, como é que vai, hein? Mal, não ...

Ver mais

Café Brasil 762 – LíderCast Alessandro Santana
Café Brasil 762 – LíderCast Alessandro Santana
Da mesma forma como o Youtube joga no colo da gente um ...

Ver mais

Café Brasil 758 – LíderCast César Menotti
Café Brasil 758 – LíderCast César Menotti
Há muito tempo tínhamos a ideia de trazer para o ...

Ver mais

LíderCast 217 – Amyr Klink
LíderCast 217 – Amyr Klink
Meu nome é Amyr Klink, tenho 65 anos e eu construo viagens.

Ver mais

Sem treta
Sem treta
A pessoa diz que gosta, mas não compartilha.

Ver mais

O cachorro de cinco pernas
O cachorro de cinco pernas
Quantas pernas um cachorro tem se você chamar o rabo de ...

Ver mais

Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
Leitura do Cafezinho 304 – (in) Tolerância
A intolerância é muito maior na geração que mais teve ...

Ver mais

Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Leitura cafezinho 303 – Cérebro médio
Escolha um tema quente, dê sua opinião e em seguida ...

Ver mais

Fôlego novo para a equipe econômica?
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Fôlego novo para a equipe econômica? Em março, ficamos sabendo que o crescimento negativo de 4,1% registrado em 2020 havia colocado o Brasil no 21° lugar num ranking de 50 países, segundo ...

Ver mais

Qual é o problema mais grave do Brasil?
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Qual é o problema mais grave do nosso país?   Vão dizer que é a corrupção. Vão dizer que é a criminalidade. Que é a desigualdade social, a qualidade dos nossos políticos, a ignorância da nossa ...

Ver mais

Externalidades
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Externalidades negativas ou positivas na economia mundial[1] O termo econômico “externalidade” tem origem no trabalho do economista britânico Alfred Marshall (1842-1924), professor de Economia ...

Ver mais

O nosso Olimpo
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Brasileiro em geral não gosta muito de ler, infelizmente. Com a chegada do smartphone então… O celular faz-tudo é primeirão em qualquer aspecto, do prazer ao ócio total. Se os clássicos não ...

Ver mais

Cafezinho 384 – Gente estúpida
Cafezinho 384 – Gente estúpida
Distinguir talento de reputação, veja que questão ...

Ver mais

Cafezinho 383 – Dicas do tio Lu
Cafezinho 383 – Dicas do tio Lu
Não sei quantos anos você tem, mas garanto que perdeu ...

Ver mais

Cafezinho 382 – Fazer o quê?
Cafezinho 382 – Fazer o quê?
“Fazer o quê?” é a marca registrada do fatalismo brasileiro.

Ver mais

Cafezinho 381 – País-pererê
Cafezinho 381 – País-pererê
Esse é um trecho de um poema de Affonso Romano de ...

Ver mais

Cafezinho 326 – O atalho

Cafezinho 326 – O atalho

Luciano Pires -

 

Cara, é ligar a televisão para ter certeza que o mundo vai acabar amanhã. Queimado, infectado, envenenado, asfixiado, olha, eu não sei como, mas acaba amanhã. Somos afogados em muitos dados, poucas informações e nenhum conhecimento.

E como fazer quanto temos de tomar decisões tendo pouca informação, hein? Usamos um sistema chamado heurístico, que é composto por regras simples e eficientes que usamos para fazer nossos julgamentos e tomar decisões. Essas regras são atalhos que simplificam a análise e tomada de decisão, e na maioria das vezes dão certo. Por exemplo, você vai numa pizzaria com oito amigos. Como é que você faz para pedir as pizzas na quantidade certa? Tem o jeito complexo, que é perguntar para cada um quantos pedaços de pizza vai comer e calcular o pedido. E tem o atalho: da última vez vocês pediram seis pizzas, é só pedir a mesma quantidade de novo e tá tudo resolvido.

O risco dos atalhos é que eles nos deixam vulneráveis para o viés cognitivo, a tendência que a gente tem de acreditar em determinadas coisas, independente dos fatos, né?

Isso provoca desvios da lógica, da probabilidade e das escolhas racionais. Escolhemos aquilo que gostamos, e não aquilo que é certo ou que precisamos.

E aí é isso que estamos vendo: torcidas pra todo lado. Torcida de time de futebol, torcida de gosto, torcida de políticos, torcida de remédios, cara.

É surreal.

O que fazer então? Bem, não acho que vale a pena abandonar os atalhos, o que eu tenho tentado fazer é enriquecer meu processo de julgamento e tomada de decisão. Faço isso me expondo a ideias, experiências, pessoas e situações múltiplas. Cada vez mais. Exercendo minha curiosidade genuína, sem me prender às modinhas da hora.

Olha, nada disso garante que pegarei o atalho preciso, mas com certeza garante que estarei na direção certa.

O que, neste mundo maluco, cara, é uma baita vantagem.

 

Este cafezinho chega a você com apoio do Cafebrasilpremium.com.br, conteúdo extra-forte para seu crescimento profissional www.cafebrasilpremium.com.br.

 

Versão do Youtube em