s
Artigos Café Brasil
Corrente pra trás
Corrente pra trás
O que vai a seguir é um capítulo de meu livro ...

Ver mais

O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
O que é um “bom” número de downloads para podcasts?
A Omny Studio, plataforma global na qual publico meus ...

Ver mais

O campeão
O campeão
Morreu Zagallo. Morreu o futebol brasileiro que aprendi ...

Ver mais

O potencial dos microinfluenciadores
O potencial dos microinfluenciadores
O potencial das personalidades digitais para as marcas ...

Ver mais

Café Brasil 935 – O que faz a sua cabeça?
Café Brasil 935 – O que faz a sua cabeça?
É improvável – embora não impossível – que os ...

Ver mais

Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Café Brasil 934  – A Arte de Viver
Durante o mais recente encontro do meu Mastermind MLA – ...

Ver mais

Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
Café Brasil 933 – A ilusão de transparência
A ilusão de transparência é uma armadilha comum em que ...

Ver mais

Café Brasil 932 – Não se renda
Café Brasil 932 – Não se renda
Em "Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith", ...

Ver mais

LíderCast 329 – Bruno Gonçalves
LíderCast 329 – Bruno Gonçalves
O convidado de hoje é Bruno Gonçalves, um profissional ...

Ver mais

LíderCast 328 – Criss Paiva
LíderCast 328 – Criss Paiva
A convidada de hoje é a Criss Paiva, professora, ...

Ver mais

LíderCast 327 – Pedro Cucco
LíderCast 327 – Pedro Cucco
327 – O convidado de hoje é Pedro Cucco, Diretor na ...

Ver mais

LíderCast 326 – Yuri Trafane
LíderCast 326 – Yuri Trafane
O convidado de hoje é Yuri Trafane, sócio da Ynner ...

Ver mais

Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda Live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola
Segunda live do Café Com Leite, com Alessandro Loiola, ...

Ver mais

Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live Café Com Leite com Roberto Motta
Live inaugural da série Café Com Leite Na Escola, ...

Ver mais

Café² – Live com Christian Gurtner
Café² – Live com Christian Gurtner
O Café², live eventual que faço com o Christian ...

Ver mais

Café na Panela – Luciana Pires
Café na Panela – Luciana Pires
Episódio piloto do projeto Café na Panela, com Luciana ...

Ver mais

Rubens Ricupero
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Memórias de um grande protagonista   “Sem as cartas, não seríamos capazes de imaginar o fervor com que sentíamos e pensávamos aos vinte anos. Já quase não se escrevem mais cartas de amor, ...

Ver mais

Vida longa ao Real!
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Vida longa ao Real!   “A população percebe que é a obrigação de um governo e é um direito do cidadão a preservação do poder de compra da sua renda. E é um dever e uma obrigação do ...

Ver mais

A Lei de Say e a situação fiscal no Brasil
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A Lei de Say e o preocupante quadro fiscal brasileiro   “Uma das medidas essenciais para tirar o governo da rota do endividamento insustentável é a revisão das vinculações de despesas ...

Ver mais

Protagonismo das economias asiáticas
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Protagonismo das economias asiáticas   “Os eleitores da Índia − muitos deles pobres, com baixa escolaridade e vulneráveis, sendo que um em cada quatro é analfabeto − votaram a favor de ...

Ver mais

Cafezinho 633 – O Debate
Cafezinho 633 – O Debate
A partir do primeiro debate entre Trump e Biden em ...

Ver mais

Cafezinho 632 – A quilha moral
Cafezinho 632 – A quilha moral
Sua identidade não vem de suas afiliações, ou de seus ...

Ver mais

Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
Cafezinho 631 – Quem ousa mudar?
O episódio de hoje foi inspirado num comentário que um ...

Ver mais

Cafezinho 630 – Medo da morte
Cafezinho 630 – Medo da morte
Na reunião do meu Mastermind na semana passada, a ...

Ver mais

Correlações E Causalidades

Correlações E Causalidades

Luciano Pires -

Você sabe qual é a diferença entre correlações e causalidades? Não? Você não está sozinho. A maioria das pessoas confunde uma com a outra.


Correlações acontecem quando as coisas se relacionam. Por exemplo, o Zé adora a festa junina da igreja. Ele vai vestido de caipira e com uma barba desenhada com carvão. E se mata de dançar e comer batata-doce. E então fica como um zepelin: grande, gordo e cheio de gás. Tanto a festa junina como a roupa de caipira, a barba de carvão, a dança e a batata-doce têm a mesma correlação com os gases do Zé. Mas não têm a mesma relação de causalidade.


A causalidade está entre a batata-doce e os gases. Se o Zé comer batata-doce numa festa italiana ou numa praia ou em casa em frente à televisão, terá gases. A batata-doce causa gases. “Se eu fizer isso, acontece aquilo”. Isso é ciência. Isso é causalidade.
O problema é que a maioria das pessoas não se dá ao trabalho (ou não tem capacidade) de pensar para entender essas relações. No Brasil (e não só aqui), a turma sai dizendo que festa caipira dá gases. Que roupa de caipira dá gases. Que pintar barba com carvão dá gases. Que dançar dá gases. E tem neguinho tentando convencer neguinho que soltar gases provoca festas caipiras…
Isso acontece por ignorância, má fé ou estratégia política / comercial.
O pessoal da propaganda, por exemplo, é mestre no assunto. Quando você liga a televisão e vê o anúncio irresistível daquele aparelho “Ab-dane-se” para abdominais, não dá vontade de comprar na hora? E quando recebe o pacote em casa e lê o manual, você sempre encontra a recomendação de que o aparelho “funciona melhor se você regular a alimentação e realizar exercícios físicos freqüentes”. Pois é. O Ab-dane-se tem correlação com a perda de peso. Mas a causalidade da perda de peso é a regularização alimentar e os exercícios físicos. No entanto está lá na televisão: compre já nosso produto milagroso e perca 7 quilos em 2 dias… Só trinta minutos diários… Correlação transformada em causalidade pra meter a mão em seu bolso.
Igual àquele gordinho feio tomando cerveja na praia e rodeado de boazudas. A cerveja, a praia e o mar têm correlação com as boazudas. Mas a propaganda transforma a correlação que importa em causalidade: tome esta cerveja que você ganha as gostosas! Percebeu?


Em política é a mesma coisa. Lembra quando a ex-ministra do meio ambiente Marina Silva mostrou a correlação das políticas adotadas pelo governo com a redução do desmatamento na Amazônia? Mostrou como se esta fosse causada por aquelas. No entanto, a causalidade era a redução dos preços internacionais da carne bovina. Quando o preço internacional subiu, o desmatamento recomeçou com a mesma fúria anterior. E não houve política que o segurasse.
 
Quer mais? Quando a justiça ordenou a prisão preventiva do pai e da madrasta da menina Izabella Nardoni, o fez porque ambos estavam tão correlacionados com o crime que se tornaram suspeitos. Mas o povo, alimentado pelo espetáculo da mídia, entendeu como causalidade. Se foram presos preventivamente é porque cometeram o crime. São culpados. Taca pedra neles…


Mas e se forem? “Se”… Por causa do “se” consideramos que todo homem de saia é gay. Que toda mulher dirige mal. Que todo político é ladrão. Que todo empresário é explorador. Que todo pobre é honesto. 


Entender as correlações não significa entender as causas do comportamento.


Portanto preste muita atenção nos discursos dos educadores, dos políticos, dos jornalistas, das autoridades e dos vendedores que confundem correlações com causalidades.
 
Eles querem influenciar suas decisões.
Eles querem determinar seu futuro.